• luiz paulo | Terça-Feira, 13 de Abril de 2010, 22h06
    0
    0

    A dona Márcia Vandoni realmente não entende de transporte. Como que o aumento de conexões, ou seja, de troca de veículos, poderá reduzir o tempo da viagem? Isso é impossível! Queda no preço das passagens? Se é a Ager que determina a tarifa, qual será o milagre, pois pelo que sei, as distâncias continuarão as mesmas e os custos também. Na verdade, a dona Márcia Vandoni está de picuinha, quer mostrar serviço num setor que funciona muito bem. A presidente da Ager só viaja de avião. E damos graças por ela não ser a presidente da Anac. Já imaginou o caos? Aliás, a presidente da Ager pode ser filiada a partido político?

  • luiz paulo | Terça-Feira, 13 de Abril de 2010, 21h56
    0
    0

    Prezada jornalista. Vê-se que não é apenas a Ager que não entende nada de transporte intermunicipal. A foto que vocês estão utilizando para ilustrar a matéria é de um ônibus urbano. Ou seja: a falta de visão da dona Márcia Vandoni no que se refere ao transporte contagiou vocês também. A única licitação que a Ager fez no transporte intermunicipal foi na linha que liga Cuiabá a Várzea Grande. Porque vocês não mostram o grande número de reclamações que a Ager recebe da União Transportes. Isso a dona Márcia não mostra!

  • JANETE PORTA | Terça-Feira, 13 de Abril de 2010, 20h25
    0
    0

    Tem pessoas achando que os Cuibanos têm cara-de-palhaço, mesmo.O tal do Blairro Maggi venceu as eleiço~es quando os pobres acreditaram que ele iria reduzir o IPI da energia eletrica, agora vêm com essa de reduzir as passagens, até parece que este ano vai nevar e poderemos esquiar no Rio Cuiabá.Tô pagando prá ver.