• Alex Bruno | Terça-Feira, 12 de Outubro de 2010, 09h31
    1
    0

    Como faz falta a existencia de um CAPITÃO ou CORONEL NASCIMENTO aqui no Mato Grosso... MAS o que temos aqui são verdadeiros pelegos do governo na Diretoria da Policia Civil e no alto escalão da PM. É POR ISSO QUE A SEGURANÇA AQUI VAI DE MAU A PIOR !!!

  • Benedito Gonçalves | Terça-Feira, 12 de Outubro de 2010, 09h01
    1
    0

    Olha, eu gostaria que houvesse muitos Tropa de Elite's 1, 2, 3, 4, 5, ... Assim como o II é sobre a Segurança Pública, o III por exemplo deveria ser sobre a Secretariaa de Educação, o IV sobre a Secretaria de Saúde e assim por diante. O Povo Brasileiro especialmete de MT precisa abrir os olhos. Meus parabens aos comandantes do Troa de Elite eles fizeram um filme de Prestação de Serviços de Interesse Público... Que haja continuações...

  • Rose Moraes | Terça-Feira, 12 de Outubro de 2010, 01h43
    2
    0

    Realmente, ao assistir o filme lembrei-me de uma excelente palestra sobre o crime organizado proferida pelo então Procurador Pedro Taques, quando era acadêmica de Direito. Esse filme não expõe somente as vísceras do braço político ao crime organizado; mas nos faz refletir sobre nossa responsabilidade como cidadãos ao eleger bandidos do colarinho branco. Afinal, como dizia o nobre professor, o crime organizado está inserido em todas as esferas do Poder: Legislativo, Executivo e Judiciário. Qualquer semelhança com a Assembléia Legislativa e o Judiciário de Mato Grosso é mera coincidência. Sinceramente, saí do cinema com nojo da classe política; com raiva de alguns deputados que foram reeleitos, e com vontade de anular meu voto para Presidente da República. Que dilema meu Deus! Não sei o que é pior, se ser alienado politicamente ou consciente e sofredor.