Judiciário

Domingo, 06 de Abril de 2014, 06h:19 | Atualizado: 06/04/2014, 08h:53

OPERAÇÃO FIDARE

Advogado acusa OAB de não intervir em favor de jurista presa em Cáceres

Maria Luiza de Faro ficou em cela comum com detentas que deveriam estar isoladas em presídio

.

maria_luiza.jpg

Procuradora de Cáceres Maria Luiza Ramos de Faro

O advogado Landolfo Vilela Garcia Júnior acusa a OAB/MT de não ter agido em favor da sua cliente Maria Luiza Vila Ramos de Faro, investigada pela Polícia Federal na Operação Fidare, que ficou presa em local indevido. Segundo ele, Maria Luiza, que é procuradora em Cáceres e ex-secretária de Saúde, teve o mandato de prisão temporária executado e foi enviada para o presídio feminino Maria do Couto May, em Cuiabá. Como é advogada, em tese, não poderia ficar em presídio comum, no entanto, de acordo com a secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Mato Grosso não possui cela especial para mulheres diplomadas.

Landolfo ainda explica que sua cliente dormiu numa cela separada das detentas comuns, com outras seis mulheres também presas pela operação. Apesar disso, durante o dia elas ficavam numa ala com mais quatro detentas que deveriam ficar isoladas devido ao tipo de crime que cometeram, caso contrário podem sofrer represália de colegas de presídio. Segundo o advogado, a ala onde as mulheres envolvidas na operação é totalmente isolada da área onde ficam as demais presas.

O jurista destaca que do ponto de vista jurídico, isso é ilegal, porque a prerrogativa dos advogados esclarece que eles têm direito à Sala de Estado Maior, que em Cuiabá é no Corpo de Bombeiros. Afirma que procurou a OAB e acionou a Comissão de Prerrogativas. Falou com o presidente Luiz da Penha e solicitou que a Ordem verificasse a situação in loco, no entanto, não o fez.

O presidente da OAB, Maurício Aude, por sua vez, diz que logo após ter sido informado da ocorrência de advogados presos, entrou em contato com a Comissão, que confirmou ter acompanhado todo o processo na delegacia, inclusive, o depoimento de Maria Luiza. “Nos colocamos à disposição. O que não podemos fazer é a defesa do mérito, mas acompanhamos a situação, sim”. Luiz da Penha conta que assim que foram informados da operação, dois membros da comissão acompanharam a situação na delegacia. Segundo ele, Landolfo ligou perguntando se a OAB não faria nada para liberar a sua cliente, e se sentiu ofendido quando a resposta do presidente foi que poderia disponibilizar um modelo de alvará de soltura.

Conforme Penha, o advogado ficou exaltado. Ele argumenta que ainda tentou ligar três vezes para Landolfo. Salienta que se tivesse sido informado sobre a situação de Maria Luiza no presídio, teria tomado providências. “Em nenhum momento da conversa foi citada esta situação”. Ainda assim, mesmo após a soltura da procuradora, o presidente da Comissão comenta que a OAB vai tomar medidas cabíveis, como acionar a corregedoria. “Não tem como adivinhar este fato, mas agora vamos fazer algumas ações”.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Landolfo Vilela Garcia Junior | Domingo, 06 de Abril de 2014, 13h57
    3
    1

    Primeiro agradeço ao site de notícias pela divulgação da minha fala. Segundo: aos vinte anos de advocacia, não pediria ao Dr. Luis Penha que me ensinasse a advogar, aliás enquanto me debruçava aqui em Cuiabá na defesa da Dra. Maria Luiza, em Cáceres as Colegas Ivone Adorno e Izabel Gattas se ocupavam dessa tarefa, como fui bem claro ao dizer ao Dr. Luiz Penha e antes ao Dr. Milton, que muito bem me atendeu, o que eu queria era a presença dele e outros, inclusive e principalmente o Presidente da Ordem, lá no presídio para verem as condições das detidas. Precisamos nos aproximar mais do que fez a OAB ao longo de sua existência, saudades de Silva Freire, meu ilustre professor, que certamente enquanto Presidente da Ordem iria ao Presídio e provavelmente seria capaz de sair de lá com a Advogada para o devido lugar. Muito obrigado mais uma vez pela atenção desse veículo de comunicação.

  • Sanchez | Domingo, 06 de Abril de 2014, 08h14
    3
    1

    A OAB/MT, já teve bons Presidentes e tempos de gloria e honra, hoje, bem, hoje o que importa e somente quanto se arrecada.

Dorner vai tentar prefeitura de novo

roberto dorner 400 curtinha   Em Sinop, o empresário e ex-deputado federal por alguns meses Roberto Dorner (foto), que deixou o PSD e aderiu ao Republicanos, está disposto a encarar de novo a disputa a prefeito. Em 2016, ele perdeu para Rosana Martinelli (PR) por uma diferença de 3.388 votos. É possível que ambos...

Um líder sob insatisfação dos colegas

dilmar dal bosco curtinha 400   O líder do governo na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (foto), tem enfrentado crítica velada e insatisfação dos colegas, principalmente dos deputados da base. Reclamam que o interlocutor do governador Mauro não move uma palha em defesa da liberação das emendas e, nas...

Jogada do prefeito Francis em Cáceres

paulo donizete 400 curtinha caceres   A sete meses de concluir o mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (PSDB) lançou uma jogada estratégica para ver se "cola". Apoia publicamente para prefeito o seu diretor da autarquia Águas do Pantanal, Paulo Donizete (foto), do mesmo partido, inclusive participou da reunião...

Luta por mais leitos de UTI em Sinop

rosana martinelli 400 curtinha   A prefeita de Sinop, cidade pólo do Nortão, Rosana Martinelli (PR), demonstra preocupação com os poucos leitos de UTI do Hospital Regional no município. A unidade atende moradores de mais de 30 municípios da região e só dispõe de 10. Rosana diz esperar...

Priminho Riva deve disputar em Juara

priminho riva 400 curtinha   Dezesseis anos depois de comandar Juara por dois mandatos (1997 a 2004), Priminho Riva (foto) está de volta. Filiado ao PR, ele deve concorrer a prefeito. Político bastante popular e carismático, tende a enfrentar um páreo duro com dois nomes considerados fortes, o do ex-vice e que se tornou...

Contas de prefeita são reprovadas

thelma 400 curtinha   As contas de 2018 da prefeita chapadense Thelma de Oliveira (foto), do segundo ano de mandato, foram reprovadas pelo TCE-MT. Agora, cabe à Câmara Municipal aprová-las ou rejeitá-las. Em seu parecer, o conselheiro interino João Batista apontou 15 irregularidades, sendo 11 delas sobre...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.