Judiciário

Quinta-Feira, 03 de Junho de 2010, 08h:24 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

EMBATE

Assinei documento contra Julier sem consultar PT, afirma Abicalil

   O presidente regional do PT, deputado federal Carlos Abicalil, garante que não chegou a consultar o partido antes de assinar uma representação contra o juiz federal Julier Sebastião da Silva, entregue ao Conselho Nacional de Justiça. O petista foi uma das 15 lideranças que deram o aval ao documento - veja aqui. “Esta não foi uma decisão de ordem partidária. Trata-se de uma prerrogativa de cidadão”, afirmou Abicalil. Mesmo assim, vale ressaltar que no documento, consta o nome de Abicalil e, logo em seguida, "presidente regioanl do PT".

   Em entrevista ao RDNews, o deputado declarou os motivos que o levou a se unir a outros 14 líderes políticos, contra as decisões do magistrado, que é conhecido por ser polêmico. “Compartilho da preocupação quanto à politização do Judiciário. Além disso, no documento que assinei, são apontadas irregularidades na Operação Jurupari, como o anúncio antecipado da ação e o tratamento sub-humano dado às pessoas que foram presas em Sinop”, relatou.

   O petista alega que o ato de assinar a representação, articulada pelo deputado federal Pedro Henry (PP), desafeto declarado de Julier Sebastião, figura como apoio político para a averiguação dos fatos. “Ele (Henry) nos solicitou apoio para que os procedimentos fossem verificados pelos órgãos competentes”, justificou. Questionado quanto à repercussão que sua decisão poderia ter sobre sua campanha ao Senado e até mesmo entre os membros do PT, ele afirma que irá respeitar as opiniões. “Divergências existem por toda parte. Caso minha assinatura seja mal interpretada, cabe a mim apresentar minhas razões. Ainda não chegaram a mim, mas tenho certeza que as críticas irão existir”, pontuou.

   Abicalil sustenta a tese de que os líderes políticos apenas usam a democracia. “Todo cidadão tem o direito de recorrer e cobrar explicações. Ninguém pode ser refém do medo. Por este motivo não vou me calar”, ressaltou. O deputado ressalta quem vai dizer se houve irregularidades na investigação é o CNJ. “Não sei o resultado que nossa ação irá surtir. Fizemos a nossa parte. Agora cabe ao CNJ analisar e caso, não haja nada contra, a representação será arquivada”, analisou.

   A representação contra Julier, protocolada nesta terça, 1º de junho, no Conselho Nacional de Justiça, questiona o viés político e aponta irregularidades na decisão de expedir mandados de prisão e de busca e apreensão e que resultou na Operação Jurupari. Entre os políticos que assinaram o documento estão o pré-candidato ao Senado Blairo Maggi (PR), o governador Silval Barbosa (PMDB) e o presidente da Assembleia, deputado José Riva (PP).

   O conteúdo do documento afirma que a investigação tem falhas como falta de provas e meros indícios de autoria. Também é ressaltado que as prisões efetuadas foram transmitidas de forma instantânea nos veículos de comunicação, o que caracteriza “show”. A representação também questiona a distribuição manual do inquérito, que foi remetido a Julier.

Postar um novo comentário

Comentários (99)

  • Julio | Sábado, 19 de Junho de 2010, 23h00
    0
    0

    DR JULIER ESTAMOS COM VOCE, não votaremos nunca mais em ABicaiu

  • Emival | Terça-Feira, 08 de Junho de 2010, 07h33
    0
    0

    Numca votei e nem ia votar em Carlso Abicalil, porem tinha outro pensamemto a respeito da sua coerencia etica, Ao assinar esse documento ele coloca o PT de MT em um estado de constrangimento etico. Pois alem de ser o Cidadção Abicalil é presidente do PT em MT. MT atraves da Justiça Federal, deu um basta no crime organizado, agora esta na segumda fase do projeto dar um basta no crime organizado istalado dentro das instituições governamentais de MT. O povo e os policos os magistados e outras autoridades do bem tem que apoiar essa segumda faze do doprojeto de moralização, e triste ver o nosso estado nas manchetes só escandalos e mais escandalos, Chega. se der um basta nesse corrupoção deslavada, vai sobra dinheiro para Educação, saude, lazer ...

  • Manoel de Aquino Filho | Sábado, 05 de Junho de 2010, 17h22
    0
    0

    A reação do Deputado Carlos Abicalil,foi contra um efeito, cuja causa nasceu com a deliberação do Juiz Sebastião Julier e do Procurador Avelar, em mandar prender pessoas envolvidas em crimes ambientais. Até aí, tudo bem mas o efeito dessa decisão, foi de tal forma intempestiva e irresponsável, principalmente no município de Sinop_MT, onde a Direção do presídio, mandou lembrando a época dos anos de chumbo, leia-se "Ditadura Militar 1964 a 1985" raspar as cabeças de presos sem antes provar as suas condenações, isso é arbítrio e nós devemos repudiar.!!veementemente...isso se quizer-mos uma Democracia plena.

  • Adilson | Sábado, 05 de Junho de 2010, 15h17
    0
    0

    Adilson, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Silva | Sábado, 05 de Junho de 2010, 04h35
    0
    0

    Se depender do meu voto o professor Abicalil nunca mais será reeleito. Dá o tapa e esconde a unha! Que coisa feia professor Abicalil!

  • Adilson | Sábado, 05 de Junho de 2010, 02h07
    0
    0

    Adilson, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Felipe Matos | Sexta-Feira, 04 de Junho de 2010, 22h05
    0
    0

    Quem foi que disse que os juizes e promotores não devem explicações a sociedade?? Quem foi que disse que os juizes e promotores não erram?? Que eles não podem ser investigados?? Qualquer cidadão pode pedir ao CNJ investigação sobre possíveis excessos de juízes e foi o que o Abicalil e os outros políticos pediram. Há indícios de que houve excessos por parte de Julier e Mario Avelar na Operação Jurupari. Se houve excessos e possíveis prisões arbitrárias não vejo problema em se pedir que esses indícios seja apurados. Agora, se algumas pessoas acham que os juizes e promotores são Deuses que estão acima do bem e do mal, só me resta lamentar a pequenês de seus pensamentos. Parabéns Abicalil. Tomou uma atitude de coragem. Sem medo de ir contra o pensamento único de que de Julier e Avelar são Deuses, que não possuem nem um interesse pessoal e político.

  • Agenor Sales Fernandes | Sexta-Feira, 04 de Junho de 2010, 08h45
    0
    0

    Agenor Sales Fernandes, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Jorge | Sexta-Feira, 04 de Junho de 2010, 01h28
    0
    0

    Jorge, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • carlos simões | Sexta-Feira, 04 de Junho de 2010, 00h27
    0
    0

    Igual ao patrão Lula! Será que ele assina sem saber um cheque gordo prá mim? Eita turma de incompetentes!!!

Colíder com 2 candidatos desgastados

jaiminho 400 curtinha   Em Colíder, duas figuras bastante desgastadas politicamente estão na disputa pelo Executivo, sendo o prefeito Noboru Tomiyoshi, que fechou aliança com apenas três partidos (DEM, PSD e SD), e o ex-prefeito Jaime Marques (foto), que concorre pelo PSC numa coligação que agrega DEM e...

PP com 25 a vereador projeta 3 vagas

orivaldo da farmacia 400 curtinha   O PP, da base aliada do prefeito Emanuel, conta com 25 candidatos a vereador pela Capital. Deve conquistar entre duas e três vagas. Os principais concorrentes são os já vereadores Orivaldo da Farmácia (foto), Marcrean Santos e Luis Cláudio, além do ex-vereador...

MPE vê prefeita de Torixoréu inelegível

ines 400 curtinha torixoreu   Para o Ministério Público Eleitoral, a prefeita de Torixoréu, Inês Mesquita Moraes Coelho (foto), que se lançou à reeleição pelo DEM, está inelegível. Numa ação de impugnação de registro de candidatura, o promotor...

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...