Judiciário

Quarta-Feira, 18 de Dezembro de 2019, 14h:57 | Atualizado: 18/12/2019, 19h:33

Grampolândia

Chefe do MPE cita herança maldita e diz não passar a mão na cabeça de ninguém

Rodinei Crescêncio

Jos� Ant�nio Borges

Procurador-geral José Antônio Borges, que avaliou primeiro ano de gestão a frente do MPE

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, avaliou ter recebido uma “herança maldita” em razão das citações a membros do Ministério Público Estadual (MPE) feitas por réus da Grampolândia Pantaneira em 2019. Borges lamentou que o MPE tenha denunciado o promotor de Justiça Marco Aurélio de Castro por uma das citações, mas ponderou que o órgão “não vai passar a mão na cabeça de ninguém”.

“Essa é uma herança maldita que eu recebi. Acho que eu gerenciei ela da forma mais transparente possível. Nós tivemos lá 14 casos para serem apurados, acho que nove ou 10 já foram arquivados. Infelizmente, nós tivemos que denunciar um promotor de Justiça que segundo os indícios e o que já foi coletado, acabou cometendo um crime, que foi o vazamento ilegal de uma informação sigilosa. Ninguém vai passar a mão na cabeça de ninguém e fiz isso da forma mais transparente possível. Tem outras diligências, não acabou ainda a questão da Grampolândia, mas o que deu tempo de fazer a gente fez neste ano”, declarou o PGJ.

Marco Aurélio, que foi chefe do Gaeco, teria vazado uma interceptação telefônica feita no telefone do ex-governador Silval Barbosa. Na ligação, Silval conversa com o desembargador Marcos Machado no intuito de tentar convencer o magistrado a interceder pela ex-primeira-dama Roseli Barbosa, presa na época pela Operação Ouro de Tolo. Não ficou comprovado tráfico de influência.

Pelo vazamento, o promotor de Justiça responde ao processo junto ao Tribunal de Justiça, onde membros do MPE têm foro por prerrogativa de função.

A declaração do chefe do órgão foi dada durante a posse do novo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), Guilherme Maluf. Uma das citações do cabo Gerson Corrêa Junior foi de suposto desvio de finalidade das verbas secretas do Gaeco. No TCE-MT, as contas foram analisadas e o caso arquivado. O órgão, porém, fez recomendações para que o MPE e o Gaeco tenham maior controle sobre as verbas utilizadas para diligências.

“Já existia uma regulamentação, nós só vamos aprofundar essa regulamentação para ficar internamente e para o Tribunal de Contas mais transparente isso. E aí evita qualquer tipo de especulação como ocorreu nesse caso”, disse o procurador-geral de Justiça.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

Contratos suspensos de 7 prefeituras

domingos neto 400 curtinha   O conselheiro do TCE-MT, Domingos Neto, determinou, até julgamento do mérito, a suspensão de pagamento por sete prefeituras à Oscip Tupã. Ele é relator de uma representação feita pelo Ministério Público de Contas contra as prefeituras de Vera,...

Contrariando estatística do governador

silvano amaral 400 curtinha   Mais um secretário de Estado contraria a estatística do governador Mauro, que no ano passado se orgulhou de anunciar que nenhum dos integrantes do primeiro escalão respondia por condenação judicial. O emedebista Silvano Amaral (foto), ex-deputado, ex-secretário de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.