Judiciário

Quarta-Feira, 19 de Maio de 2010, 15h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

JUDICIÁRIO

CNJ adia inspeção; trabalhos serão concluídos em 30 dias

   Membros do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) farão uma vistoria no TJ no próximo dia 25. A apuração da existência de falhas e falta de segurança no sistema de informatização do Judiciário mato-grossense será conduzida pelo juiz-auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça, Friedman Wendap. Ele terá o apoio de três servidores. A inspeção estava marcada para o dia 20. Foi adiada após a Operação Asafe em que a Polícia Federal investiga suposta venda de sentenças por membros do Tribunal Regional Eleitoral.

   Foram os desembargadores Alberto Ferreira de Souza, Clarice Claudino da Silva, Guiomar Teodoro Borges, Maria Helena Póvoas e Márcio Vidal que levaram o pedido de averiguação ao Conselho. O foco do conselheiro Friedman será o sistema relacionado aos processos de primeiro e segundo graus, contudo os membros do CNJ terão acesso irrestrito à todas as repartições da Justiça estadual, inclusive poderão obter senhas para acessar os computadores.

   Os trabalhos não serão rápidos. Poderão durar até 30 dias, conforme recomenda o corregedor-nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp. Mesmo com toda discrição recomendada, a vistoria deve provocar ainda mais tensão no TJ, presidido pelo desembargador José Silvério. O Judiciário mato-grossense vem enfrentando uma série de escândalos. Somente neste ano, 11 magistrados já foram aposentados compulsporiamente. Dez deles foram acusados de participação em esquema de repasse irregular de verbas à maçonaria. O último, José Jurandir de Lima, foi acusado de prática de nepotismo.

  Problemas no setor de informática foram detectados em 10 de março, quando computadores foram apreendidos e dois servidores flagrados e afastados dos cargos. Suspeita-se que o ex-coordenador do Departamento de Informática Mauro Ferreira Filho tenha colocado algum tipo de mecanismo que permita acesso remoto ao sistema. Assim, a manipulação poderia ocorrer de fora do Tribunal.

   Mauro foi afastado do cargo, após ser flagrado por uma funcionária do Tribunal praticando atos suspeitos dentro do Departamento Judiciário Auxiliar e da Informática. Ele estava no local exatamente no momento em que o processo de distribuição ocorreria e, sob a justificativa de que precisava instalar um programa no computador onde é feita a definição, começou a mexer na máquina.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...