Judiciário

Quarta-Feira, 03 de Março de 2010, 16h:23 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

EMBATE JURÍDICO

CNJ julga na 3ª processo disciplinar de Jurandir

José Jurandir de Lima   O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai apreciar na próxima terça (9) o processo administrativo disciplinar instaurado para investigar irregularidades na gestão do ex-presidente do TJ, desembargador José Jurandir de Lima, que comandou o órgão entre 2005 e 2007. A sessão começa às 9h (horário de Brasília).

   Jurandir é investigado por ter empregado os dois filhos durante o período em que presidiu o órgão. A denúncia revela que o magistrado nomeou a filha, Tássia Fabiana Barbosa de Lima, no cargo de servidora do Tribunal, apesar dela morar e estudar em São Paulo. Outro filho do desembargador, Bráulio Estefânio Barbosa de Lima, já falecido, também estava lotado no órgão. À época, o rapaz cursava medicina em Cuiabá em período integral, o que o impedia de trabalhar. Bráulio faleceu há três anos, num trágico acidente de carro, na avenida do CPA. À época, a morte dele causou comoção entre juízes, desembargadores, políticos e integrantes da chamada Cuiabania.

   O relator do processo de Jurandir no CNJ é o conselheiro Milton Nobre. Em junho de 2007, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou, por unanimidade, a denúncia de nepotismo contra o magistrado. À época, o Ministério Público Federal (MPF) acusou o desembargador e os filhos de peculato e crime continuado. Eles seriam “funcionários fantasmas”.

   Conforme a denúncia do MPF, Tássia foi contratada para trabalhar no gabinete do pai em 2003 e passou 2004 e 2005 de licença, que só foi oficialmente concedida em 2005. Bráulio ingressou no TJ em 2001 como agente de segurança, mas também obteve licença para qualificação. Os dois só foram exonerados em fevereiro de 2006. A denúncia aponta que Jurandir não permitiu que o Departamento de Pagamento do TJ fosse comunicado sobre a ausência dos filhos no trabalho.

   Outro Lado

   No STJ, a defesa alegou que a acusação é inválida por não descrever exatamente a participação dos denunciados, em especial do desembargador. Segundo os advogados de Jurandir, os filhos do desembargador foram nomeados legalmente e, de fato, exerciam as funções no gabinete do pai. Por fim, a defesa também sustenta que o TJ garante licenças para capacitação profissional.

   A Corte Especial do STJ, seguindo o voto da relatora, ministra Eliana Calmon, considerou o fato genérico e grave, mas não a ponto de acusar alguém de nepotismo. Segundo ele, a situação deveria ser analisada como falta funcional e administrativa, podendo configurar-se em ato de improbidade. Diante disso, o STJ optou por entregar uma cópia da denúncia ao MPE e CNJ, que instaurou o processo disciplinar para investigar as supostas irregularidades.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • j.s.s | Quarta-Feira, 03 de Março de 2010, 22h12
    0
    0

    j.s.s, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Jogada de vereador pra conseguir vice

thiago muniz 400 curtinha   O vereador de 2º mandato Thiago Muniz (foto), primo do ex-prefeito Percival, resolveu se lançar pré-candidato a prefeito de Rondonópolis pelo DEM como estratégia para manter o nome nas discussões majoritárias e na esperança de ser convidado para vice de alguém....

MDB fechado com Pivetta à senatória

joao jose 400 curtinha   O médico e deputado estadual João José (foto), do MDB, disse nesta segunda, em entrevista às jornalistas Lídice Lannes e Andhressa Barboza, em live do RDTV, tv web do portal Rdnews, que o seu partido está fechado no apoio à candidatura de Otaviano Pivetta ao Senado, na...

Pátio punido por não licitar transporte

ze do patio 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis Zé do Pátio (foto) vai concluir o mandato sem conseguir realizar a licitação do transporte coletivo urbano de passageiros, vencido desde março de 2014. Por essa irregularidade na concessão, já que a Cidade de Pedra, empresa que explora o...

Anelise só vai com respaldo de MM

anelise silva 400 curtinha   Filiada ao DEM, Anelise Silva (foto) deve desistir da disputa à Prefeitura de Cáceres, a não ser que o governador Mauro Mendes, com quem ela pretende conversar nos próximos dias, declare apoio irrestrito a sua candidatura. Nos bastidores, Mauro não dá sinais de que...

Deputados "adotam" pré-candidatos

franklin 400 curtinha   Deputados estaduais se transformaram em padrinhos políticos de quatro pré-candidatos a prefeito de Santo Antonio de Leverger. Considerado o nome mais forte eleitoralmente, o ex-vereador por três mandatos e derrotado ao Executivo em 2016, Franklin Silva (foto), do PSDB e sobrinho do ex-prefeito Edu, entrou...

Candidato da Reitoria sob desgaste

julio cesar 400 curtinha   O professor Júlio Cesar (foto), um dos dois candidatos a reitor, tem apoio carimbado do grupo que comanda a instituição há cerca de 20 anos - desde a Escola Técnica, passando pelo CEFET, até o IFMT. Mas, nas viagens e reuniões em busca de voto, e numa tentativa de evitar o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.