Judiciário

Quarta-Feira, 30 de Junho de 2010, 11h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

JUDICIÁRIO

CNJ vê sumiço irregular, mas manda concurso prosseguir

   O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) julgou procedente o Procedimento de Controle Administrativo que pedia a correção de 16 provas que sumiram pouco antes da correção do concurso para ingresso na magistratura do Tribunal de Justiça. O julgamento do PCA, que foi instaurado após denúncia feita pelo advogado Jonathas Henrique Vasconcelos Caldeira, um dos candidatos, aconteceu na sessão desta quarta (30). A decisão do CNJ terá impacto imediato num dos maiores problemas no Judiciário mato-grossense, que é a falta de magistrados de primeiro grau no Estado.

   O relator do processo, conselheiro Walter Nunes da Silva Júnior, determinou ainda a anulação da decisão do TJ que suspendeu a segunda etapa do concurso até que fosse verificada a existência ou não de fraudes no processo. Afirmou que a decisão do TJ comprometia a impessoalidade do certame. "Para mim, o que ocorreu foi uma irregularidade. Quem deveria ser aprovado não poderia ser prejudicado com a realização de toda a segunda etapa e os reprovados não deveriam ser beneficiados".

   A suspeita de fraude surgiu quando 16 das 49 provas não foram localizadas durante a correção, em 7 de março. Após o episódio, todo o processo foi colocado em xeque, já que ultrapassada a fase da prova dissertativa, os candidatos fariam ainda as etapas de confecção de sentenças de naturezas cível e criminal. O concurso para provimento de cargos de juízes substitutos do Estado oferece 43 vagas e é formado, ao todo, por seis fases.

   O TJ chegou a criar a "Comissão do Concurso Público para Ingresso na Magistratura do Estado", mas o clima "azedou" logo no início. O desembargador Juvenal Pereira da Silva não gostou das explicações dadas pelo presidente da comissão, desembargador Rui Ramos. Ele justificou o sumiço alegando que houve “falha humana”.

   Conforme a versão apresentada por Rui Ramos, o problema na correção foi detectado quando a direção realizava uma sessão pública no Plenário 2 do TJ para cruzar os dados das provas. Alegando proporcionar maior lisura ao concurso, a Comissão decidiu não identificar os cadernos com os nomes dos concorrentes. Constavam apenas etiquetas com códigos de barra. Os cartões com a identificação dos candidatos foram colocados num outro envelope, o que dificultaria privilégios. Mesmo assim, alguns concorrentes questionam a falta da correção das provas, mesmo após a localização dos cadernos que no princípio foram dados como extraviados.

   Juvenal, que é conhecido por posicionamentos fortes no Judiciário, parece não ter acreditado na versão apresentada por Rui Ramos e decidiu "abandonar o barco". A comissão era formada Rui, Juvenal, Luiz Ferreira da Silva e pelo representante da OAB-MT, advogado João Norberto Almeida Brito. Com a saída de Juvenal, a desembargadora Clarice Claudino foi convocada para assumir o posto.

(14h) - Rui Ramos diz que processo é demorado e estipula prazo de 18 meses

   Rui Ramos, presidente da comissão do concurso, afirmou em coletiva à imprensa nesta quarta que o prazo para o fim de todas as fases do certame deve levar cerca de 18 meses. Ele fez questão de ressaltar também que em momento algum o CNJ cogitou a existência de fraudes, mas sim de irregularidades. O magistrado prometeu que já nesta quinta irá iniciar o processo de correção das provas.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Justiniano Lessa Ferreira | Quarta-Feira, 30 de Junho de 2010, 16h47
    0
    0

    ou seja... continua tudo com dantes. pura enganação!!! comenta-se que muitos dos atuais magistrados submetessem ao exame da oab passariam vergonha, não seriam aprovados.

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...