Judiciário

Domingo, 10 de Novembro de 2019, 07h:53 | Atualizado: 10/11/2019, 07h:58

GRAMPOLÂNDIA

Confissão e "erro" na denúncia feita pelo MPE deram absolvição para ex-secretário

Rodinei Crescêncio

Marcos Faleiros

Juiz Marcos Faleiros aponta que não ficou provada a liderança de Lesco na Grampolândia

O coronel Evandro Alexandre Lesco foi absolvido no julgamento de cinco policiais militares supostamente envolvidos na Grampolândia Pantaneira, apesar das diversas confissões. Em seu voto, acatado por três dos juízes-militares, o magistrado Marcos Faleiros destacou que a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) acusava Lesco de ser líder do esquema, o que não teria ficado comprovado.

O coronel Zaqueu Barbosa foi condenado a oito anos de prisão e à perda da patente por liderar a operação de grampos telefônicos. Os dois também colaboraram com as investigações. O cabo Gerson Correa Júnior recebeu perdão judicial, enquanto o coronel Ronelson Jorge de Barros e o tenente-coronel Januário Edwiges Batista foram absolvidos.

“Embora o coronel Lesco tenha dado suporte para as interceptações ilícitas, integrando as ações do grupo no Núcleo de Inteligência clandestino, a verdade é que não consta nos autos nenhuma prova de que ele era o comandante das ações militares, levando-se em consideração os conceitos contidos no CPM (arts. 23 e 24) e o Estatuto dos Militares do Estado de Mato Grosso (art. 52)”, registrou Faleiros em seu voto.

Apenas o juiz-militar Renato Antunes da Silveira pediu a condenação de Lesco por atuar supostamente como um segundo líder ao lado do coronel Zaqueu. A pena: um ano de prisão.

A denúncia do MPE incluía o coronel, ex-secretário-chefe da Casa Militar, como responsável por movimentar tropas para a realização das interceptações ilegais, na condição de comandante. Segundo o juiz, Lesco não comandou qualquer missão irregular, tendo cometido os crimes sob comando de Zaqueu. Pelo princípio da “correlação” entre a acusação e a sentença, Faleiros absolveu Lesco deste crime.

O que foi confessado por ele, e confirmado por Gerson e Zaqueu, é que Lesco atuou na estruturação do escritório ilegal, recebendo R$ 24 mil do ex-secretário-chefe da Casa Civil Paulo Taques para isso.

“Portanto, apesar de haver fortes indícios de sua participação em outros fatos delituosos, mas que não narrados na denúncia, este magistrado deve ater ao princípio da correlação com acusação à sentença e neste caso absolvê-lo da prática do crime descrito no art. 169, do CPM por não se enquadrar na condição de comandante do esquema”, destacou o magistrado.

Faleiros ainda registrou que, mesmo se pudesse ser condenado por uma denúncia apropriada, o coronel Lesco faria jus ao perdão judicial, “até porque tentou mais de uma vez delação premiada perante órgãos estatais não encontrando portas abertas e, pelo que analisei nos autos, confessou os fatos, identificou os demais coautores e partícipes da organização criminosa e as infrações penais por eles praticadas; revelou a estrutura hierárquica e a divisão de tarefas da organização criminosa”.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • OTAVIO | Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019, 04h10
    0
    0

    Houve erro na denuncia segundo a reportagem que provocou a absolvição, porque não ouviu o Promotor que denunciou? vai recorrer? quem foi o Promotor que denunciou é o mesmo que foi denunciado nesse processo, aí é para acabar, vira jogo de comadres um protege o outro e ambos serão absolvidos.

  • Enoque | Domingo, 10 de Novembro de 2019, 08h42
    0
    0

    Conforme a mídia o dito cujo participou de alguma forma, conforme a mídia talvez até ativamente. É só conferir o que noticiaram até aqui.

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

Jovem prefeito à reeleição e os Maia

gustavo melo 400 curtinha   Em Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), o mais jovem dos 141 prefeitos mato-grossenses - completa 36 anos no próximo 26 de junho -, está disposto a buscar a reeleição pelo PSB. Mas carrega forte desgaste. O que traz certo conforto para Gustavo é o fato de Maia Neto, que comandou o...

Suposta delação tira sono de Alencar

alencar soares 400 curtinha   A notícia de que o STJ já teria homolagada delação de Sérgio Ricardo caiu como uma bomba. Mesmo depois do ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE vir a público desmenti-la, assegurando não ter motivos para fazer tal colaboração premiada, os efeitos...

SD também deseja Taques ao Senado

pedro taques 400 curtinha   Empolgado com resultado de uma pesquisa interna, na qual estaria bem pontuado, aparecendo entre os preferidos ao Senado, mesmo após deixar o cargo de governador bastante desgastado, Pedro Taques (foto) passou a flertar não só com o Cidadania, conduzido no Estado pelo seu ex-secretário Marco...

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.