Judiciário

Segunda-Feira, 09 de Julho de 2018, 10h:04 | Atualizado: 09/07/2018, 10h:39

Prisão de Savi, Taques e investigados por desvio de R$ 30 mi no Detran faz 2 meses

Há exatos dois meses era deflagrada a Operação Bônus, segunda fase da Operação Bereré. Foram presos naquela manhã o deputado estadual Mauro Savi, o ex-secretário chefe da Casa Civil Paulo Taques, o advogado Paulo Taques, e os empresários Valter José Kobori, Claudemir Pereira dos Santos e Roque Anildo Reinheimer. Todos continuam presos.

As duas operações tiveram como objetivo descortinar um esquema de corrupção executado por anos no Detran-MT. Por meio do pagamento de propina e lavagem de dinheiro operado por 40 pessoas, divididas em três núcleos, o Ministério Público Estadual estima que mais de R$ 30 milhões foram movimentados ilicitamente.

O esquema teria se iniciado em 2009, no gabinete de Savi, também deputado à época. A gestão era de Silval Barbosa (sem partido), ex-governador do Estado que firmou acordo de colaboração premiada e confessou diversos crimes cometidos nos dois mandatos (2010-2014) que esteve à frente da Administração Pública. Silval também participou do esquema, aponta o MPE.

A gestão seguinte, sob Pedro Taques (PSDB), adversário de Silval, não saiu ilesa. O órgão ministerial responsabiliza Paulo Taques, primo do gestor e colocado na chefia da Casa Civil, por dar continuidade aos ilícitos no âmbito do Detran. A propina, conforme a denúncia, foi paga pela empresa EIG Mercados Ltda., cujo contrato com o Estado foi suspenso no início do mês passado, mas a medida é temporária em razão de uma enorme batalha judicial.

Ação penal

Como resultado das duas operações, Bereré e Bônus, o MPE ofereceu denúncia contra 58 pessoas, em 16 de maio. Na semana passada, essa ação foi dividida em duas: de um lado os seis investigados que estão presos e do outro, o restante. Nenhuma das ações ainda foi recebida pelo desembargador José Zuquim Nogueira, do TJ, que é o relator das investigações. Esse passo é necessário para o processo ter início na Justiça.

Recursos

Desde a deflagração da operação, os seis presos tentaram reconquistar a liberdade com inúmeros recursos impetrados em todas as instâncias, Tribunal de Justiça (TJ), Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal (STF).

Atualmente, Savi espera o julgamento de três habeas corpus, dois no STJ e um no STF. Kobori aguarda o julgamento de mérito de dois recursos, um agravo interno no TJ, previsto para ocorrer nesta quinta (12), e de um habeas corpus no STJ. Roque Anildo aguarda decisão sobre um agravo regimental no TJ. A reportagem não conseguiu contato com a defesa dos demais presos. As instâncias superiores, STJ e STF, estão em recesso forense, que termina no dia 30 deste mês.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Pleno escolhe novo desembargador

carlos alberto 190 curtinha tj   Nesta 5ª (27) o Pleno do Tribunal de Justiça, sob Carlos Alberto Alves, define quem vai assumir a vaga deixada pela desembargadora aposentada Cleuci Terezinha Chagas, que deixou o Pleno em janeiro. Ao total, 24 magistrados, da primeira quinta parte dos mais antigos lotados na Entrância Especial,...

Retorno e convidados de Rondonópolis

adilton sachetti curtinha   Apesar de ter se casado com Lidiane Campos longe de Rondonópolis, onde foi prefeito e pretende concorrer de novo ao mesmo posto, Adilton Sachetti fez questão de prestigiar dezenas de rondonopolitanos entre os 250 que receberam convite especial à festa matrimonial, realizada sábado, na pousada...

Prefeitos e dinheiro público com shows

marquinhos do dede curtinha   Algumas prefeitos estão aproveitando datas comemorativas, como o aniversário de seus municípios, para promover farra artística com dinheiro público. Em Paranatinga, por exemplo, o prefeito Marquinhos do Dedé (foto) autorizou gastar R$ 115 mil em dois shows dentro da...

Possível duelo entre Pátio e Sachetti

Em 2008, Adilton Sachetti (foto) era prefeito de Rondonópolis e, com a máquina a seu favor, tentou a reeleição e, mesmo assim, foi derrotado por Zé do Pátio. No próximo ano, 12 anos depois, os dois devem se enfrentar de novo nas urnas. Agora em posições inversas. Pátio, com o controle da máquina, buscará novo mandato. E Sachetti, pela oposição, pretende reconquistar a prefeitura para resgatar...

Situação de emergência na MT-100

As péssimas condições de trafegabilidade da MT-100, agravadas por ingerências e irresponsabilidade de empreiteiras que fizeram obras pela metade, levaram o governo estadual a decretar situação de emergência no trecho entre Torixoréu e Pontal do Araguaia e sob interferência da Defesa Civil. Com isso, está sendo possível executar obras paliativas sem licitação, uma forma de amenizar o transtorno,...

Após governador, prefeito vai à Bolívia

francis maris curtinha   Duas semanas depois do governador Mauro e dois secretários terem ido à Bolívia tratar da comercialização do gás e do fornecimento de ureia para MT, o prefeito de Cáceres Francis Maris (foto) e sua vice Eliene Liberato vão fazer igual. Ambos ficarão 10 dias em...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.