Judiciário

Quarta-Feira, 27 de Março de 2019, 16h:11 | Atualizado: 27/03/2019, 16h:15

SEM FORO

PGR cita “desespero” de Blairo e afirma que defesa tenta arrastar processo no STF

Isac Nóbrega/PR

Raquel Dodge

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que questionou os inúmeros recursos

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, citou suposto “desespero” da defesa do ex-ministro Blairo Maggi (PP) ao dar parecer contrário a um pedido para que um processo contra ele fosse enviado à 1ª instância do Tribunal de Justiça. Blairo e o conselheiro afastado Sérgio Ricardo são investigados no Supremo Tribunal Federal (STF) pela suposta compra de vaga no Tribunal de Contas (TCE) com dinheiro de propina.

“O  desespero de Blairo Borges Maggi de tentar desconstruir as investigações é evidenciado pelo absoluto contrassenso existente entre os pedidos por ele formulados nosfeitos relacionados à denominada ‘Operação Ararath’”, escreveu a PGR.

Depois que Blairo deixou o cargo de senador, em fevereiro deste ano, perdeu o foro privilegiado. Mesmo quando ainda tinha foro, o STF mudou o entendimento para que o privilégio só valeria para crimes cometidos durante e em razão do cargo.

Em 12 de junho do ano passado, a Primeira Turma do STF decidiu enviar o processo à 1ª instância da Justiça Estadual. A PGR entrou com recurso chamado “embargos de declaração” pedindo que fosse mudada a decisão para a 1ª instância da Justiça Federal em Mato Grosso, o que foi aceito pelos ministros.

As defesas de Blairo e de Sérgio Ricardo entraram com recursos para que o tribunal voltasse atrás da decisão. Blairo também pediu que, de acordo com entendimento do STF na Lava Jato, o processo fosse enviado à Justiça Eleitoral por estar ligado a caixa 2 de campanha.

Apresenta-se um rosário de alegações sem fundamento, por vezes, inconsistentes entre elas, tudo com o indisfarçável intuito de arrastar a persecução penal

Raquel Dodge

“Não basta a invocação vazia de lesão ao contraditório e, quando oportunizada a manifestação, não produzir o binômio informação-reação de modo adequado. Por ato próprio do embargante, é necessário reconhecer o esvaziamento de sua pretensão”, disse Dodge.

Blairo e Sérgio foram denunciados pela suposta compra da vaga no TCE com dinheiro desviado dos cofres públicos. Para que Alecar Soares se aposentasse e abrisse espaço para Sérgio, o grupo dos dois, que ainda incluía o delator e ex-governador Silval Barbosa e outros investigados, teria pago R$ 12 milhões.

O processo corre no âmbito da Operação Ararath, que investiga um extenso esquema de desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro montado no Estado. Outros investigados como Éder de Moraes, Alencar Soares Filho, José Riva, Silval Barbosa, Humberto Bosaipo, Leandro Valoes Soares, Leonardo Valoes Soares, Márcia Beatriz Valoes Soares Metello e Marco Tolentino da Silva são julgados na 5ª Vara da Justiça Federal em Mato Grosso.

“Inicialmente, é necessário destacar a conduta protelatória dos embargantes, que vêm tentando impedir o envio dos autos à instância jurisdicional que passou a ser competente para  conhecer da  denúncia,  processar regulamente o feito e  julgar a ação penal. Prova desta assertiva é reforçada pela análise do conteúdo das irresignações”, afirmou a PGR.

Raquel Dodge citou um possível “abuso do direito de recorrer” cometido pelas defesas de Blairo e Sérgio Ricardo ao entrar com sucessivos recursos para manter o processo no STF o maior tempo possível. “Ou seja, apresenta-se um rosário de alegações sem fundamento, por vezes, inconsistentes entre elas, tudo com o indisfarçável intuito de arrastar a persecução penal”, analisou.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

PDT quer França, mas não pra suplente

allan kardec 400   Embora o deputado e secretário de Cultura do Estado, Allan Kardec (foto), presidente regional do PDT, tenha flertado com Roberto França, tentando atraí-lo para o partido e com expectativa de candidatura, não há nenhum convite para este ser um dos suplentes ao Senado na chapa de Pivetta. A ideia...

Uma candidatura jovem na chapa

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) assegurou neste domingo que não definiu ainda os dois suplentes de sua futura chapa ao Senado. Sobre Sachetti, observou que trata-se de um parceiro e amigo e que está pronto para ajudar no projeto, sem fazer imposição para assumir suplência, assim como o...

Rei da soja incentiva Fávaro ao Senado

erai maggi 400 curtinha   O ex-vice-governador Carlos Fávaro não mantém o silêncio à toa. Embora tenha sido o terceiro mais votado em 2018 - por pouco não fica com a vaga ocupada hoje pelo senador Jayme Campos -, Fávaro está enfrentando uma série de dificuldades para se viabilizar de...

Professor terá desempenho avaliado

marioneide 400 curtinha   Professores da rede pública estadual agora vão passar por avaliação de desempenho tanto para fins de progressão funcional quanto para atender a uma série de novas exigências. A secretária de Educação, professora Marioneide Kliemaschewsk (foto), já...

O pinóquio de antes, o aliado de hoje

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), hoje deputado pelo quarto mandato, está levando porrete de todo lado pela decisão de entrar na base do Governo Mauro Mendes, seu então adversário político dos últimos 15 anos. Ambos, que se enfrentaram nas urnas duas vezes, uma a prefeito e outra para...

França, convite do Pode e suspense

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto), que exerceu vários mandatos eletivos, entre eles de vereador e de prefeito de Cuiabá, ficou empolgado com o convite para se filiar ao Podemos, inclusive com abertura para concorrer novamente ao Palácio Alencastro. Para evitar conflitos, antes de fazê-lo, o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.