Judiciário

Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019, 09h:53 | Atualizado: 15/04/2019, 16h:04

STF mantém rescisão da delação de Riva

 

Arquivo

Jos� Riva

Ex-deputado Riva é acusado de cometer crimes após acordo de delação

O Supremo Tribunal Federal (STF) rescindiu o acordo de colaboração premiada do ex-deputado José Riva que foi celebrado com o Ministério Público Federal (MPF) em 2017, em razão de supostos crimes cometidos após a homologação da delação. A negativa ratificou a decisão da 1ª turma do STF, em dezembro de 2018.

A justificativa dada pelos ministros do Supremo foi de que Riva teria cometido crimes dolosos após assinatura do acordo de colaboração, sendo os possíveis crimes de falsificação de documento particular e obstrução de investigação de organização criminosa.

A suspeita em relação ao cometimento dos crimes se deu após o Juízo da 5ª Vara Federal da Seção Judiciária de Mato Grosso ter autorizado o cumprimento de mandados de busca e apreensão e o afastamento do sigilo de dados telefônicos de Riva, o que culminou na operação realizada em 18 de julho do ano passo. A investigação gerou o oferecimento de mais uma denúncia criminal contra Riva pela Procuradoria da República em Mato Grosso.

Os dois possíveis crimes cometidos pelo ex-deputado seriam para interferir nas investigações de uma das fases da Operação Ararath, justamente em que o ex-parlamentar gostaria de obter os benefícios da colaboração.

Riva chegou a acordar com o MPF que devolveria R$ 100 milhões para receber os benefícios de uma pena menos dura em razão dos supostos crimes de corrupção cometidos à época em que comandava a Assembleia.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Máquinas para reciclar garrafas pets

maquina 400 curtinha   Sob iniciativa da secretaria de Inovação e Comunicação da Capital, dentro dos projetos que buscam a sustentabilidade, a prefeitura vai colocar máquinas de reciclagem de garrafas pets em 15 pontos da cidade e com possibilidade de ampliar os locais de recolhimento. Em troca, o cidadão...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.