Judiciário

Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019, 15h:44 | Atualizado: 15/04/2019, 18h:45

Conselho Militar nega pedido de Ledur para anular investigações da Polícia Civil

O Conselho Militar negou pedido da tenente do Corpo de Bombeiros Izadora Ledur para anular as investigações conduzidas contra ela pela Polícia Judiciária Civil (PJC), relativas a morte do aluno Rodrigo Claro. O advogado Huendel Rolim, responsável pela defesa da militar, disse considerar que a apuração deveria ter sido feita apenas por meio de Inquérito Policial Militar (IPM).

O juiz Marcos Faleiros, da 11ª Vara Criminal, votou por rejeitar o pedido. Os juízes militares tenente-coronel Neurivaldo Antônio de Souza, tenente-coronel Abel Rocha da Silva e major Paulo César Viera de Melo Junior opinaram pela rejeição do pedido. A major Ludmila Eickhoff Della Pasqua votou por aceitar o pedido e separar o inquérito civil do processo.

Rodinei Crescêncio

Izadora Ledur

Oficial Izadora Ledur Souza Dechamps acompanha oitiva na 11ª Vara Criminal. Defesa  da militar tentou anular as investigações da Polícia Civil contra ela 

Nesta segunda (15), são ouvidas testemunhas de defesa da tenente em audiência. Parte dos depoimentos do inquérito civil foram utilizados para a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) contra Ledur pela tortura e morte do aluno do curso de formação dos Bombeiros Rodrigo Claro, em novembro de 2016. A defesa entende que a investigação civil contra a militar é ilegal e passível de nulidade do processo.

O promotor de Justiça Allan Sidney do Ó Souza afirmou que o inquérito, de acordo com o código penal, pode ser dispensado para que o MPE ofereça denúncia e deu parecer contrário ao pedido de anulação.

Allan destacou que também foi realizado um IPM pelo Corpo de Bombeiros, utilizado para basear a denúncia. "O rótulo, se IPM ou IPC, pouco nos importa. O que nos interessa é o conteúdo. No Brasil não vigora o princípio da exclusividade da investigação penal", resumiu.

O promotor ainda lembrou que em 2016, quando a morte de Rodrigo ocorreu, os crimes comuns praticados por militares eram de responsabilidade da Justiça Comum, passando à Justiça Militar apenas com a mudança da legislação em 2017.

Vitória

Em fevereiro, o Conselho de Justificação inocentou Ledur e afirmou que ela tem "condições para continuar no Corpo de Bombeiros". A decisão foi anexada neste processo conduzido por  Faleiros. Eles constataram que Ledur é inocente em quatro dos cinco itens imputados a ela. Foi declarada culpada devido golpes de nadadeiras contra os alunos durante o treinamento. 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • davi | Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019, 17h50
    2
    0

    Toda rindo né... Não foi parente dela que morreu.. não está nem ai... O pior que sabemos que essa maldição é em consequência do pai dela... Coronel da PM que tanto humilhou praças.. ao ponto de dizer que não precisava ganhar muito. Aqui se faz... aqui se paga

Matéria(s) relacionada(s):

Manobra e esperteza de uma senadora

Selma Arruda ganhou o noticiário nacional por causa de uma iniciativa marcada pela esperteza. Apresentou na segunda uma emenda ao projeto dos partidos que abria brecha para beneficiá-la num processo eleitoral que pode resultar na cassação do seu mandato. O texto do projeto, segundo informa o Estadão, foi posto em discussão no Senado nesta terça, mas foi derrubado. Assim que foi questionada sobre a alteração que propunha, a senadora...

Análises animadoras sobre gestão EP

emanuel pinheiro 400 curtinha   A equipe estratégica do prefeito Emanuel Pinheiro (foto), que vem analisando erros e acertos da administração em Cuiabá, ficou entusiasmada com resultado de pesquisas qualitativas internas que não só trazem o prefeito com boa avaliação e com chances reais de...

Dodge confunde MT com Maranhão

Raquel Dodge_curtinha   Em seus últimos dias à frente da PGR, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, deixou passar uma gafe no parecer que deu contra a ação que visa revogar limitação da RGA dos servidores públicos de MT. Ao citar que a ação trata da...

Wenceslau Jr age com oportunismo

wenceslau curtinha   O presidente da Fecomércio-MT, Wenceslau Júnior (foto), cotado para disputar a Prefeitura de Cuiabá pelo PSL em 2020, agiu com oportunismo ao se aliar aos vereadores da oposição para trazer o prefeito de Colatina (ES) Sérgio Menghelli para palestrar com objetivo de “queimar”...

Deputados devem "matar" as sessões

A tendência é das quatro sessões ordinárias da semana não ocorrerem na prática. Em princípio, os deputados estavam mobilizados para uma audiência pública nesta terça com vistas a discutir a LDO-2020, mas foi transferida para o próximo dia 30. Como na semana passada, os parlamentares participaram do que chamam de mutirão convocado pela Mesa Diretora, sob pena de terem salário cortado, e votaram 53 projetos...

Filiação no Senado e ato em Cuiabá

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda (foto), com mandato de senadora cassado desde abril pelo TRE e no cargo por força de recursos no TSE, se filia oficialmente ao Podemos nesta quarta, às 14h, no Salão Azul, do Senado, logo após participar de um almoço com as principais lideranças do seu novo partido....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.