Judiciário

Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019, 08h:40 | Atualizado: 26/06/2019, 18h:01

STF nega recursos e manda inquéritos contra Blairo e conselheiros à 1ª instância

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recursos das defesas do ex-senador Blairo Maggi (PP) e dos conselheiros afastados do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Sérgio Ricardo e Waldir Júlio Teis em dois inquéritos da Operação Ararath. A determinação dos ministros é para que os procedimentos envolvendo os três passem a ser julgados na 1ª instância da Justiça Federal.

Os ministros seguiram o voto do relator, ministro Luiz Fux. Independente da publicação do acórdão da decisão, os processos devem ser remetidos à 5ª Vara da Seção Judiciária de Mato Grosso. Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes acompanharam Fux, enquanto Marco Aurélio deu voto contrário e foi vencido.

sergio_blairo_waldir

Sérgio Ricardo, Blairo Maggi e Waldir Teis são investigados no âmbito da Operação Ararath e, agora, casos vão ser apreciados pela 5ª Vara Federal de MT

Foram julgados dois embargos de declaração de Blairo referentes aos inquéritos 4596, o principal relativo aos desvios, à lavagem de dinheiro e tentativa de obstrução de Justiça investigados pelo Ministério Público Federal (MPF), e 4703, referente à suposta compra de uma vaga no TCE. Waldir Teis também questionava decisão referente ao primeiro inquérito, enquanto Sérgio Ricardo contestava decisão do inquérito da compra da vaga ocupada por ele na Corte de Contas.

Em dezembro do ano passado, Fux desmembrou procedimentos da Ararath deixando no STF apenas o inquérito referente a supostos empréstimos irregulares envolvendo o deputado federal Carlos Bezerra (MDB).

A defesa de Blairo, então, entrou com recursos pedindo, primeiro, que os casos envolvendo o ex-senador fossem julgados pela Justiça estadual de Mato Grosso. Depois, em razão de mudança no entendimento do STF sobre crimes comuns conexos a delitos eleitorais, os advogados de Blairo pediram que os procedimentos fossem remetidos à Justiça Eleitoral.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, chegou a citar "desespero" da defesa do ex-senador em relação aos embargos.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Armindo de Figueiredo Filho | Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019, 12h17
    4
    1

    FOTO LINDA!!!Merecem "OUTDOORS".....TRÊS MOSQUETEIROS OU TRIO IRAKITAN???? Para a justiça não interessa!!!!É a sua IMPLACABILIDADE que está em JOGO.... Faça proceder.......Fim de papo ......

Pátio, adversários fracos e reeleição

ze do patio 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis Zé do Pátio (foto), por mais populista, demagogo e com uma gestão avaliada pela maioria como desastrosa, caminha a passos largos para conquista de mais um mandato. Tende a vencer pela lógica do menos pior. Seus virtuais adversários são...

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.