Judiciário

Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 15h:44 | Atualizado: 06/09/2019, 15h:49

AFRONTA A LICITAÇÕES

MPE quer anular lei que prevê pagamento de dívidas com obras e serviços em VG

Rodinei Crescêncio

Jos� Ant�nio Borges

Chefe do MPE, José Antônio Borges, afirma que lei aprovada pela Câmara é inconstitucional

O Ministério Público Estadual (MPE) acionou a Câmara Municipal e a Prefeitura de Várzea Grande para suspender, e depois anular, uma lei que permite a empresas e cidadãos pagarem dívidas tributárias com obras e serviços. A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) é movida em relação à Lei Complementar nº 4.472, sancionada em 25 de junho deste ano.

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, cita na ação que dívidas tributárias da Ginco Empreendimentos Imobiliários Ltda. teriam sido acertadas para recebimento pela prefeitura por meio da revitalização do Parque Berneck e da Orla da Alameda Julio Muller.

Apenas a obra do parque está estimada em mais de R$ 10 milhões. A negociação, feita com base na nova lei, não deixaria “dúvidas acerca da imediata aplicação da regra inconstitucional incluída no Código Tributário Municipal de Várzea Grande e que é alvo desta ação”, justificando o pedido de suspensão imediata. A ação foi distribuída ao desembargador Paulo da Cunha, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça.

Pela lei publicada em VG, aquele que tiver obrigação tributária com o município inscrita em dívida ativa pode oferecer “bens, obras e/ou serviços, como dação em pagamento, que somente poderão ser aceitos como quitação de débito, após análise e declaração de interesse público”.

Pelo Código Tributário Nacional, apenas doações de imóveis podem ser feitas para pagamento de dívidas tributárias, mediante declaração de interesse público no bem. O MPE afirma que a competência de legislar para criar uma nova modalidade no pagamento de obrigação da dívida ativa seria apenas da União, e não do município.

Ao aprovar a lei, a Câmara teria ainda ofendido a regra de processo licitatório, criando uma brecha para contratação de obras e serviços sem que haja concorrência pública.

“Vale ressaltar, ainda, que ao prever o pagamento de débitos tributários mediante dação em pagamento de bens, obras e/ou serviços, afronta-se regra de processo licitatório para a aquisição de materiais, obras e serviços pela Administração Pública, consoante regra do art. 129, inciso X, da Constituição Estadual e art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal”, diz o MPE.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Vereadores, Tapurah, reajuste e férias

odair tapurah vereador curtinha 400   Em Tapurah, no Nortão, com menos de 15 mil habitantes, seus nove vereadores iniciam o 2020 com salário reajustado em 4,48%, seguindo a tabela do INPC. Mesmo ainda em férias, eles vão receber já na folha de janeiro R$ 5,8 mil cada. No caso do presidente Odair César Nunes...

Vereador, reunião e apoio a músicos

diego guimaraes curtinha 400   Músicos e representantes da Prefeitura de Cuiabá sentaram à mesa nesta quinta, na Câmara Municipal, para tentar resolver impasse sobre horário de funcionamento e volume do som nos estabelecimentos e também estudar ajustes na lei do Disk-Silêncio. O presidente da...

Antes, durante e depois de Bolsonaro

wilson kero-kero 400 curtinha   O vereador pela Capital, Wilson Kero-Kero (foto), que era do SD e se filiou ao PSL em 2015, muito antes da chegada do hoje presidente Bolsonaro, vai aproveitar a janela de março e pular para o Podemos. Isso não quer dizer que ele deixará de defender o governo do capitão. Assegura que...

Entrevistando uma aliada vitimizada

dito lucas 400 curtinha   Selma Arruda aceitou gravar entrevista para o programa Roda de Conversa, apresentado por Dito Lucas (foto) e que estreia hoje à noite, na TV Gazeta de Cuiabá, desde que fosse em sua casa, em Chapada dos Guimarães. E assim foi feito. A senadora cassada ficou bem à vontade para falar o que quis....

Redes expõem 2 senadores cassados

jose medeiros 400 curtinha   Acostumado a entrar em polêmicas, o deputado direitista e antipetista José Medeiros (foto), então suplente de Taques e que se tornou senador por quatro anos, entre 2015 e 2018, se transformou em saco de pancada depois das notícias de bastidores de que deverá ser candidato ao Senado, na...

Correção de distorções nos incentivos

silval curtinha 400   Ao enfatizar que jamais defendeu que a população passe a comprar produtos no comércio eletrônico de outros Estados, desmentindo alguns empresários que estão espalhando fake news, Mauro Mendes destaca que foi necessário corrigir distorções da política de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.