Judiciário

Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019, 16h:41 | Atualizado: 22/10/2019, 16h:48

CONFLITO DE CLASSE

Juíza manda Sinpol entregar extratos bancários envolvendo possível desvio

Rodinei Crescêncio/Reprodução

Jamilson Adriano de Souza Moura e Edleusa Mesquita

O secretário-geral e ouvidor do sindicato Jamilson Moura que desconfia da gestão da presidente Edleusa Mesquita

A juíza Vandymara G. R. Paiva Zanolo, da 4ª Vara Cível de Cuiabá, determinou que o Sinpol, que representa os investigadores da Polícia Civil, entregue extratos bancários de uma conta corrente e de um investimento ao secretário-geral e ouvidor do sindicato Jamilson Adriano de Souza Moura.

O pedido do secretário é para produção de provas em relação à movimentação na conta corrente em nome do sindicato no Banco do Brasil entre 1º de junho de 2016 e 30 de setembro daquele ano. No mesmo banco, o Sinpol deve fornecer informações sobre investimento “BB Renda Fixa 500” que possui.

Jamilson tenta apurar a transferência de R$ 1,4 milhão das contas do sindicato no período, que corresponde à campanha pelo pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) de 2016. Os valores teriam sido retirados das contas do sindicato para evitar possível bloqueio judicial em meio à greve. Jamilson diz não haver certeza de que os recursos tenham retornado ao sindicato e aponta a presidente do Sinpol, Edleusa Mesquita, como responsável pelo suposto desvio.

“Trata-se, portanto, de procedimento que não tem por objetivo instaurar controvérsia e/ou lide. A ideia é justamente produzir a prova para que se possa averiguar a necessidade e/ou possibilidade de ajuizamento de uma ação principal”, destacou a magistrada.

Vandymara relatou que o investigador “demonstrou a necessidade da exibição dos extratos bancários indicados na petição inicial, pois exerce o cargo de Secretário Geral e Ouvidor Geral no sindicato requerido, e possui interesse em analisa-los a fim de apurar eventual infração administrativa, civil ou penal”.

O Sinpol, por sua vez, nega ter havido quaisquer desvios. Na comissão de ética do sindicato foi instaurado um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra Jamilson para investigar a compra de materiais de construção para uso pessoal dele em nome do Sinpol. O diretor-geral diz que o pagamento foi feito pelo sindicato, sem seu pedido, apenas para justificar abertura do procedimento na comissão de ética.

Outro lado

À reportagem, Edleusa Mesquita informou que as contas da gestão anterior, em que o presidente era o investigador Cledson Gonçalves da Silva, foram aprovadas em Assembleia Geral, sendo as contas de 2015, 2016 e 2017.

"O sindicato está de portas abertas a todos os sindicalizados. Todo sindicalizado que quiser tirar suas dúvidas e verificar a informação das contas do sindicato, é só se dirigir ao financeiro e solicitar. Agora, por causa da segurança da informação, nós preferimos manter a privacidade dos documentos do sindicato. Não temos problema nenum em fornecer judicialmente essas informações, juntamente com resultado da auditoria feita nesse período", afirmou.

Edleusa classificou as ações de Jamilson como "questões politiqueiras", dada a proximidade com as eleições do sindicato, que devem ocorrer em novembro de 2020. Para ela, "denegrir a atual presidente" é a única forma encontrada por Jamilson para sair vitorioso no futuro pleito.

"É triste ver que um investigador que faz parte da minha gestão, que foi eleito pela categoria no meu grupo, tenta denegrir a imagem da própria classe com situações expostas difamatórias e caluniosas enquanto investigador de polícia", avaliou.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Reunião pra complô desmoraliza Abílio

abilio 400 curtinha   A considerar as imagens de circuito interno de vídeo do hospital privado São Benedito, exibidas nesta quinta, durante sessão na Câmara de Cuiabá, a situação de Abílio Brunini (foto) se complica mais ainda. Investigado pela Comissão de Ética por reincidentes...

Contra mudar multas do Fundecontas

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro (foto) vetou a inclusão de um dispositivo no artigo 2º da lei de 2005 que criou o Fundo de Reaparelhamento e Modernização do TCE. Essa alteração foi aprovada pela Assembleia na sessão de 29 de outubro e, na prática, iria retirar e dar outro...

Ex-deputado quer comandar Chapada

roberto nunes 400   O ex-deputado Roberto Nunes (foto), que recebe dois vencimentos da Assembleia, um como aposentado e outro como beneficiário do extinto FAP, somando mais de R$ 30 mil mensais, está se articulando para encarar mesmo a disputa pela Prefeitura de Chapada dos Guimarães. Transferiu para lá o...

Contra regular as redes a magistrados

thiago amam 400 curtinha   O presidente da Associação Mato-Grossense de Magistrados, juiz Tiago Abreu (foto), vê com preocupação a proposta de resolução do CNJ que estabelece parâmetros quanto à utilização das redes sociais por magistrados. Enfatiza que a Amam...

Sem prefeitos, Sema cancela evento

mauren 400   Sob Mauren Lazzaretti (foto), a secretaria estadual de Meio Ambiente tinha programado um ato nesta quarta, às 16h, em sua sede, para entrega do chamado Kit Descentralização a 30 prefeitos. O governador Mauro participaria do evento. Mas os gestores não apareceram. Cinco mandaram representantes. Ao ser...

"Fogo amigo" no TCE e petição no STJ

E segue a guerra nos bastidores entre conselheiros substitutos e os titulares afastados. Os reservas que há dois anos compõem o Pleno torcem para Albano, Joaquim, Sérgio, Teis e Novelli não retornar à ativa tão cedo. E, segundo informações, dois deles têm agido de forma açodada no STJ, a quem cabe decidir pelo retorno ou não, em julgamento de um recurso na pauta para o próximo dia 18. Tentam tumultuar o processo,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.