Judiciário

Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 12h:30 | Atualizado: 21/11/2019, 12h:38

OPERAÇÃO RÊMORA

Malouf devolve apenas R$ 233 mil e PGR ameaça romper acordo de delação

Reprodução

alan Malouf.jpg

Empresário Alan Malouf é acusado de ligação com o esquema de desvio de verbas na Seduc

A Procuradoria-Geral da República (PGR) citou a possibilidade de romper o acordo de colaboração premiada fechado com o empresário Alan Malouf, delator na Operação Rêmora. Das três parcelas que deveria ter pago até aqui, Malouf teria feito o pagamento de apenas uma, no valor de R$ 233,3 mil, em 27 de maio deste ano.

A informação consta em uma decisão do ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF) de 11 de novembro. O ministro determinou que o parecer da PGR seja encaminhado à 7ª Vara Criminal de Cuiabá, que é responsável atualmente pela execução da colaboração de Malouf.

No total, o empresário deve devolver R$ 5,5 milhões pelo acordo. A primeira e a terceira cota teriam vencido sem que ele informasse o pagamento à Justiça. A PGR pede que Malouf seja intimado a comprovar os pagamentos, sob pena de execução de bens garantidores e, caso isso não seja suficiente, “imediata rescisão do acordo”.

A delação foi homologada em abril de 2018. Malouf citou a participação do ex-governador Pedro Taques (PSDB) e do ex-secretário Permínio Pinto nos desvios identificados na Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Malouf também delatou que secretários da gestão Pedro Taques recebiam um valor “por fora” para ficar no cargo. Entre eles, estava o administrador Paulo Brustolin. Os valores seriam recolhidos por meio de caixa 2 entre empresários, sob liderança de Malouf. O ex-secretário pediu ao STF que arquivasse o anexo no qual é citado. O pedido foi negado pelo ministro porque a competência também seria da 7ª Vara Criminal.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Partidos com 2 ou mais pré ao Senado

margareth buzetti 400 curtinha   Dirigentes partidários estão passando apurado, nesta fase de pré-campanha, para conduzir o processo de escolha de candidatura ao Senado para a vaga de Selma Arruda, cassada por crimes eleitorais. Mesmo sabendo que as chances são remotíssimas de êxito nas urnas, alguns...

Muitos cuiabanos votam em Chapada

thelma de oliveira 400 curtinha   A ex-deputada federal Thelma de Oliveira (PSDB), que em 2016 transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para Chapada dos Guimaráes, já está trabalhando nos bastidores o projeto de reeleição. E, agindo nos bastidores e de forma estratégica, ela conseguiu um...

Câmara cassará 4º eleito em 11 anos

ricardo saad 400   O emblemático e inconsequente Abílio Júnior (PSC) caminha para entrar para os anais da Câmara de Cuiabá como o quarto vereador a ter o mandato cassado nos últimos 11 anos. Parecer da Comissão de Ética, sob relatoria de Ricardo Saad (foto), é pela perda da cadeira...

Apto, ex-prefeito vai disputar Chapada

gilberto mello 400 curtinha   O ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto de Mello (foto), contesta registro no Curtinhas, citando que ele estaria inelegível por responder a alguns processos e ter amargado condenações pela Justiça - saiba mais aqui. Filiado ao PL e disposto a ir à...

PT-Cuiabá sugere disputa ao Senado

bob pt 400 curtinha   Em resolução do diretório de Cuiabá, aprovada nesta quinta após discussões ampliadas, o PT municipal, presidido por Bob Almeida (foto), decidiu recomendar à Executiva Estadual o projeto de candidatura própria ao Senado. O documento dispara críticas tanto ao Governo...

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.