Judiciário

Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 09h:59 | Atualizado: 20/05/2020, 10h:06

OPERAÇÃO CONVESCOTE

Governador nega promoção a sub-tenente preso por venda de informações do Gaeco

O governador Mauro Mendes (DEM) negou recurso do sub-tenente Franckciney Canavarros Magalhães, que tentava a promoção na Polícia Militar para a patente de tenente. Franckciney foi preso em setembro de 2017 e é réu por tentar supostamente vender informações do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) na Operação Convescote.

Gilberto Leite

Convescote_fase4

Agentes do Gaeco carregam documentos apreendidos durante a Operação Convescote

De acordo com as investigações, Franckciney teria pedido R$ 10 mil a Hallan Gonçalves de Freitas para fornecer informações sobre a operação. O caso teria acontecido em setembro de 2017, quando militar estava cedido ao Gaeco. Ele foi preso na época, mas responde ao processo em liberdade desde dezembro do mesmo ano.

Hallan era funcionário da Fundação de Apoio ao Ensino Superior Estadual (Faespe), ligada à Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), e é acusado de movimentar R$ 778 mil desviados em um esquema envolvendo convênios com diversões órgãos públicos como a Assembleia Legislativa, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e a Prefeitura de Rondonópolis entre os anos de 2015 e 2017.

O ex-funcionário da Faespe fechou acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Estadual (MPE) e delatou, entre outros crimes, a tentativa de extorsão por parte do PM. O MPE denunciou 22 pessoas pelas fraudes na Faespe. O órgão aponta que, pelo menos, R$ 3 milhões teriam sido desviados dos convênios por meio de pagamentos por serviços fictícios.

O sub-tenente tenta a promoção desde o ano passado. A decisão do governador de negar o pedido foi dada um recurso hierárquico feito por ele – o chefe do Executivo é o chefe também da Polícia Militar. A promoção havia sido negada pela Comissão de Promoção de Oficiais (CPO) da PM. A decisão de Mauro, publicada no Diário Oficial de segunda (18), foi baseada em parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • joana | Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 13h31
    0
    0

    e a tenente Ledur? conseguiu a promoção?

Opositores ganham força em Barra

adilson gon�alves 400 curtinha   Grupos de oposição estão ganhando "musculatura" em Barra do Garças, numa expectativa otimista de derrotar o candidato apoiado pelo prefeito Beto Farias (MDB), o atual vice Wellington Marcos, que está filiado ao DEM. Wellington é considerado nome "pesado"...

Cuiabá já conta com 10 "prefeitáveis"

paulo grando 400 curtinha novo   Dez partidos já possuem um ou mais pré-candidatos a prefeito de Cuiabá. E a "inflação" de nomes tende a aumentar empurrada pela necessidade de sobrevivência dessas legendas, que, lançando nome à majoritária, ajudam seus candidatos a vereador na busca por...

Apoio de Bolsonaro é aposta de França

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto) segue cheio de esperanças do apoio de Bolsonaro a seu nome como pré-candidato a prefeito de Cuiabá. Entre o sim e o não, preferiu seguir o calendário eleitoral e se afastar da apresentação do seu tradicional programa de TV Resumo do Dia, de...

Adin contra nomeação em Cáceres

angelo audicom 400 curtinha   Presidida por Ângelo Silva de Oliveira (foto), a Audicom-MT, entidade que congrega auditores e controladores internos dos municípios do Estado, ingressou com Adin no Tribunal de Justiça, pleiteando liminar para, assim como ocorreu em Rondonópolis, também derrubar uma lei em vigor...

Viúva de Adriano disputa em Cáceres

anelise silva 400 curtinha   Anelise Silva (foto), viúva do ex-reitor da Unemat e ex-deputado Adriano Silva, lançou pré-candidatura à prefeita de Cáceres pelo DEM do governador Mauro. Ela enfatiza que sofre a dor da perda e que decidiu entrar no páreo para dar continuidade ao projeto de Adriano de...

Vereador tenta barra compra de cestas

diego guimaraes 400 curtinha   O vereador pela Capital, Diego Guimarães (foto), denunciou junto à Ouvidoria do TCE o que definiu como irregular a aquisição, com dispensa de licitação, de cinco mil cestas básicas de alimentos pela secretaria municipal de Assistência Social e Desenvolvimento...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.