Judiciário

Segunda-Feira, 19 de Outubro de 2020, 07h:20 | Atualizado: 20/10/2020, 07h:32

RETENTUM MORTALE

Investigações apontam duas teses para execução de empresário: crime de mando

Investigações apontam duas teses para o assassinato do empresário Wagner Florêncio Pimentel, 47 anos, executado com cinco tiros em fevereiro do ano passado. A primeira é que a esposa Keila Catarina de Paula, Michel Padilha da Silva e Lucas Osório Goes Filho seriam os mandantes da morte uma vez que tentavam “cessar” as investigações da Operação Credito Podre contra eles. A segunda é um desentendimento entre a vítima e Edemilson dos Santos Siqueira, vulgo Pastor, na contratação de uma advogada para patrocinar a liberdade do empresário e de Keila. Documentos aos quais o teve acesso apontam que as investigações entenderam que a morte de Wagner foi um crime de mando.

PJC

jannira.jpg

Investigações foram conduzidas na Polícia Judiciária Civil pela delegada Jannira Laranjeira 

Os documentos da investigação apontam que em 11 de fevereiro de 2019, dois dias depois da execução, a Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) recebeu uma denúncia anônima informando que os mandantes do crime eram pessoas ligadas à “Crédito Podre” e transporte de grãos. O denunciante ainda citou os nomes da esposa da vítima, Keila, Michel e Lucas, dizendo inclusive que o crime tinha sido encomendado 120 dias antes.

 No dia seguinte, o denunciante voltou a entrar em contato com a DHPP para acrescentar ainda a cor e modelo dos carros e números de celulares de Michel e Lucas.  E que esses carros estavam nas imediações do local onde o empresário foi executado. Os documentos apontam ainda que o Corolla ligado a Michel foi identificado em diligencias da DHPP deixando a esposa de Wagner nas imediações da avenida General Vale, próximo à Capela Jardins.

Reprodução

DHPP - mandantes da execução de Wagner Florêncio

Relatório da DHPP mostra que dívida de serviços advocatícios pode ter motivado execução do empresário delator

Keila disse em depoimento que, durante o período em que o marido ficou preso, Michel Padilha teria a auxiliado na regularização das empresas que estavam em nome do casal. Mas como em fevereiro de 2018 ela também foi presa, não conseguiu concluir os processos. E que depois que saiu da cadeia se separou de Wagner e se envolveu amorosamente com Michel, mas que suas filhas não tinham conhecimento desse fato.

As investigações apontam ainda que Keila teria mentido quando disse que não teve contato com Michel do dia 10, um dia após o crime. Imagens colhidas pelos investigadores mostram que ela, Michel e Walérya (filha do empresário) estiveram juntos na Central de Registro de Óbitos.

Em depoimento, a esposa relatou na DHPP que enquanto Wagner estava preso no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) teve um desentendimento com o detento conhecido como “Pastor”. E que o empresário prometia muitas coisas aos presos. Wagner teria até memso prometido ao homem que colocaria uma piscina na casa da esposa do preso. E que em troca disso Wagner recebia algumas regalias no CRC.

Galeria de Fotos

Credito: Reprodução

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Reconduzido trio Botelho-Janaina-Max

eduardo botelho 400 curtinha   Na segunda, 1º de fevereiro, em sessão solene e de forma remota, a partir das 11h, sete deputados tomam posse na Mesa Diretora para dois anos de gestão. O governador Mauro irá participar da solenidade. Três seguem nos cargos mais importantes, sendo eles o presidente Eduardo Botelho...

Forte apoio político em Várzea Grande

kalil baracat 400   O prefeito Kalil Baracat (foto), de Várzea Grande, está recebendo forte apoio político já nestes primeiros dias de administração. Obteve promessa de parcerias e investimentos no município do governador Mauro Mendes e dos parlamentares da bancada federal, especialmente dos...

Romoaldo, prescrição e elegibilidade

romoaldo junior 400 curtinha   Assim como Wilson Santos, o deputado Romoaldo Júnior (foto) assegura que hoje também está elegível porque uma condenação de dois anos e três meses de prisão, inclusive com perda do mandato, acabou prescrita. Ele disse que ainda não sabe se disputará...

Juca quer ex-deputado no Gabinete

roberto nunes 400   O presidente do Legislativo cuiabano, vereador Juca do Guaraná, disse que irá convidar o ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-deputado estadual Roberto Nunes (foto) para assumir a Chefia de Gabinete da Presidência. Enfatiza que Roberto é bem articulado politicamente, tem habilidade e experiência e,...

Governo "desmama" senador do Dnit

wellington fagundes 400   O Governo Bolsonaro conseguiu, enfim, "desmamar" Wellington Fagundes (foto) do Dnit. Há décadas, entra e sai governo e o ex-deputado federal por seis mandatos (24 anos) e no cargo de senador desde 2015 vinha indicando apadrinhados no cargo de superintendente regional do Dnit em MT. O último foi Orlando...

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.