Judiciário

Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018, 12h:39 | Atualizado: 23/01/2018, 12h:45

Juiz recebe denúncia e 18 se tornam réus por esquema que sonegou R$ 140 mi

O juiz da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Marcos Faleiros, recebeu a denúncia do Ministério Público Estadual contra 18 pessoas supostamente integrantes do esquema criminoso que sonegou mais de R$ 140 milhões em ICMS ao Estado. O caso veio à tona com a deflagração da Operação Crédito Podre, em 7 de dezembro, por meio da Delegacia Fazendária, em conjunto com a secretaria estadual de Fazenda (Sefaz). A decisão do magistrado foi proferida na última terça (16).

Marcus Mesquita

juiz-faleiros.jpg

Juiz da 7ª Vara Criminal Marcos Faleiros recebe denúncia contra 18 por sonegação

Com o recebimento da denúncia, passam a ser réus Wagner Florêncio Pimentel, Almir Cândido de Figueiredo, Rivaldo Alves da Cunha, Paulo Serafim da Silva, Kamil Costa de Paula, Evandro Teixeira de Rezende, Paulo Pereira da Silva, Diego de Jesus da Conceição, Marcelo Medina, Theo Marlon Medina, Cloves Conceição Silva, Paulo Henrique Alves Ferreira, Jean Carlos Lara, Rinaldo Batista Ferreira Júnior, Rogério Rocha Delmindo, Neusa Lagemann de Campos, Keila Catarina de Paula e Alysson de Souza Figueiredo. Em 15 de dezembro foram indiciados.

Aos réus é imputada a prática do crime de organização criminosa. De acordo com a denúncia, as investigações demonstraram a formação e a existência de uma organização criminosa há vários anos, com intensificação das atividades em meados de 2016, composta pelos denunciados acima citados. A organização possuía estrutura hierárquica preestabelecida e divisão de tarefas.

Dentre as práticas criminosas também são citados falsidade ideológica de documento público e documento particular, uso indevido de selo público verdadeiro, falsa identidade, coação no curso do processo e ameaça. Estes crimes “teriam comprometido diretamente a Receita Tributária do Estado de Mato Grosso mediante a consecução de fraude fiscal, com o objetivo de realizar a comercialização interestadual de mercadorias primárias de origem agrícola sem proceder ao recolhimento do ICMS incidente e, com isso, obter vantagem financeira espúria e promovendo concorrência desleal”, diz trecho da decisão.

Para Faleiros, a denúncia descreve de forma satisfatória a estrutura da suposta organização criminosa, bem como a função e atuação de cada um dos membros denunciados, narrando, ainda, os demais crimes pelos quais cada dos acusados foi denunciado.

O juiz determinou a intimação dos acusados para apresentar resposta à acusação no prazo de 10 dias, conforme determina o artigo 396 de Código de Processo Penal. O magistrado autorizou o envio de cópia integral para a Secretaria de Estado de Fazenda, para subsidiar a instauração de ação fiscal visando à constituição definitiva do crédito tributário, e ao Conselho Regional de Contabilidade, para apuração da conduta administrativa em desfavor de Rivaldo Alves da Cunha, Evandro Teixeira de Rezende, Paulo Pereira da Silva e Paulo Serafim da Silva.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

Respaldo jurídico para barrar grevistas

mauro mendes curtinha   O Governo Mauro Mendes, de forma estratégica, está se respaldando de forma técnica e juridicamente, para enfrentar setores do funcionalismo que caminham para a deflagração de greve geral. Primeiro, recebeu do MPE uma notificação para não conceder reajuste salarial,...

Bolsonaro veta algoz de Selma no TRE

ulisses curtinhas   Fatores políticos-partidários podem ter pesado na escolha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao definir o novo membro do TRE. Ele optou por Sebastião Monteiro e não por Ulisses Rabaneda, que tentava ser reconduzido. Os presidentes costumam escolher o mais votado ou manter quem já está no...

Prefeitura de Barra garante legalidade

joaojakson   Procurador-geral de Barra do Garças João Jackson Vieira Gomes (foto) esclarece, em resposta à curtinha Contrato de R$ 4 mi pra limpeza, que a dispensa de licitação por 6 meses obedeceu todos os tramites legais, sendo que a empresa contratada ofertou o menor orçamento. A...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.