Judiciário

Sexta-Feira, 04 de Maio de 2018, 09h:36 | Atualizado: 04/05/2018, 16h:59

Restrição do foro pode retirar processos do STF contra 3 deputados e 2 senadores

Mário Okamura

schetti ezaquiel cidinho blairo

Deputados Adilton Sachetti, Ezequiel Fonseca e os senadores Cidinho e Blairo Maggi, agora ministro da Agricultura, têm processos que podem ser remetidos

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) no sentido de restringir a regra do foro privilegiado pode fazer com que inquéritos e ações penais contra ao menos três deputados federais e dois senadores de Mato Grosso deixem de tramitar na Suprema Corte.

No julgamento encerrado nesta quinta (03), a maioria dos ministros decidiu que só deverão ser julgados no STF processos que tratem de crimes praticados durante o exercício do mandato e que tenham relação com a função parlamentar.

Com isso, processos contra alguns parlamentares devem ser remetidos, por exemplo, ao Tribunal de Justiça ou a Justiça Comum, já que respondem por crimes supostamente cometidos quando ainda não eram deputados ou senadores.

No total, de acordo com o Congresso em Foco, cinco deputados federais e três senadores de Mato Grosso são alvos de inquéritos ou ações penais no STF. São eles: Adilton Sachetti (PRB), Carlos Bezerra (MDB), Ezequiel Fonseca (PP), Nilson Leitão (PSDB), Valtenir Pereira; e os senadores Cidinho Santos (PR), Wellington Fagundes (PR) e Blairo Maggi (PP) – licenciado para comandar o Ministério da Agricultura.

Assessoria

STF

Ministros do Supremo Tribunal Federal restringem foro privilegiado

Ocorre que, em alguns dos casos, os crimes investigados não foram cometidos no exercício do cargo. Exemplo de Sachetti, Leitão e Cidinho, que são investigados por irregularidades cometidas quando eram prefeitos de Rondonópolis, Sinop e Nova Marilândia, respectivamente.

De acordo com o advogado constitucionalista Ronan Oliveira, a declaração de incompetência e determinação de que o processo seja remetido a esferas inferiores será realizada caso a caso, após análise do relator de cada processo.

Conforme a decisão, depois da fase de instrução (quando testemunhas são ouvidas pelo juiz e diligencias são realizadas), a instancia do processo não será mais afetada mesmo se o político mudar de cargo ou renunciar.

Foro

Mesmo que a decisão tenha sido proferida em um caso que discutia o foro na esfera do STF, o advogado avalia que os Tribunais de Justiça dos Estados deverão aderir a nova jurisprudência, deixando de analisar processos que devem ser analisados pelas Varas Comuns.

“Vai ser moduladora para todos os outros Tribunais de Justiça. Não vejo motivo para não se entender. Essa decisão ajuda o STF a ficar com as matérias eminentemente constitucionais, deixando de perderem tempo com pequenos crimes que não tem relação com o mandato de deputado e senador”, pontua.

Segundo estudo do Senado, 38.431 autoridades federais, estaduais, distritais e municipais, como governadores, prefeitos, juízes e membros do Ministério Público possuem foro privilegiado previsto na Constituição Federal. No STF, segundo o ministro Luis Barroso, tramitam cerca de 500 processos contra pessoas com prerrogativa.

A Constituição Federal prevê que deputados federais, senadores, ministros de Estado, o presidente da República e seu vice devem ser julgados pelo STF em processos criminais. Já no caso de governadores, por exemplo, a competência é do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Os prefeitos e deputados estaduais são julgados pelo TJ.

Às 16h - Leitão não será atingido por restrição de foro

Deputado federal Nilson Leitão, em entrevista ao , garante que não há possibilidade de que alguma investigação contra si seja revisada podendo descer de instância. Explica que vários inquéritos já foram arquivado e o único que sobrou já está com placar 2 a 0, não havendo chance de derrota, visto que em caso de empate a legislação prevê  que a decisão é pro reo. "Sou inclusive um dos defensores da restrição do foro e não serei atingido".

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Armindo de Figueiredo Filho Figueiredo | Sexta-Feira, 04 de Maio de 2018, 18h07
    2
    0

    ETA!!!!! JUSTIÇA IMPLACÁVEL!!! . CHUMBO nesse pessoal. Mais uma"listinha" para não confiar-lhe os seus VOTOS.

  • Noilma | Sexta-Feira, 04 de Maio de 2018, 13h21
    12
    0

    Este Ezequiel Fonseca é que apareceu no vídeo da delação premiada do Silval Barbosa usando uma caixa de sapato para colocar dinheiro supostamente de propina, será mais uma vergonha esses caras se reelegerem, o que comprova que os nós eleitores não somos unidos o suficiente, ou que falta muitos crescerem intelectualmente e tira da vida publica todos esses ricos, se queremos de fato um país melhor porque reeleger? o correto não seria substituir todos?

  • deovaldo | Sexta-Feira, 04 de Maio de 2018, 12h25
    13
    0

    É isso aí HELENA, APOIADA,,,temos sim a obrigação de não eleger os camaradas, respondem a processos e outros caducaram com diziam,,,pranchei do 6

  • Helena | Sexta-Feira, 04 de Maio de 2018, 11h58
    16
    0

    Espero Espero que os eleitores do Mato Grosso os condenem , não os elegendo

Matéria(s) relacionada(s):

EP cita 4 pela força do MDB em Cuiabá

rafael bastos 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro disse neste sábado, no encontro do MDB, que acabou atraindo a presença de representantes de outros 12 partidos, que a agremiação emedebista foi construída e ganhou força e espaço na Capital graças aos filiados históricos Rafael...

Júlio, do DEM, vê boa gestão de EP

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), uma das lideranças históricas do DEM, foi "apertado" nesta sexta, em entrevista a Antero de Barros, na rádio Capital FM, especialmente sobre o fato do ex-governador e ex-senador demonstrar simpatia e apoiar a gestão do prefeito Emanuel, enquanto outros do partido...

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.