Judiciário

Domingo, 08 de Dezembro de 2019, 14h:22 | Atualizado: 08/12/2019, 14h:34

Dívidas rurais

Decisão obriga banco a incluir débito de agricultores em programa do BNDES

Decisão judicial, ocorrida em São José do Rio Claro, obriga o Banco do Brasil a incluir dívida de um grupo de agricultores do município no programa para composição de dívidas rurais junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A ação foi conduzida pelo advogado Cléverson Campos Contó.

Os agricultores contraíram empréstimo junto ao Banco do Brasil e devido aos impactos da crise financeira instalada no país se tornaram inadimplentes. Ao buscar reaver o crédito existente em 2018, tiveram o pedido de inclusão no programa de alongamento de dívidas negado pela instituição financeira sem que fosse exposto os motivos para a decisão.

Assesoria

Cleverson Cont�

Cleverson Contó ressalta que agricultores, nestes tipo de situação, devem recorrer à Justiça

O advogado explica que tal negativa em um programa que é de direito do agricultor, por muitas vezes acontece porque o banco tenta ceder créditos a outros bancos, visando lucro financeiro. “O crédito rural tem finalidade social, então ele é subsidiado pelo governo utilizando-se o Banco do Brasil como mero agente de repasse, o que ocorre muitas vezes é que diante de uma visão meramente financeira, o banco diverge de sua finalidade social e também do crédito rural, ao deixar de ajudar o fomento daqueles que precisam e aos quais são destinados os recursos, no afã do lucro a qualquer custo”, explica o advogado.

Cléverson ressalta ainda que o banco possui políticas de renegociação de crédito no qual outorga tabelas de abatimento negocial para o caso de recuperação de ativos, assim pelo principio da isonomia, acredita que a instituição financeira precisa adequar os parâmetros para situações que sejam semelhantes. Segundo os cálculos do banco, a dívida era superior a R$ 40 milhões, no entanto, através da petição manejada e instruída com perícias e fórmulas de recálculo que o banco utiliza para outras negociações, o débito deve ficar em torno de R$ 9 milhões.

"O banco possui campanhas de renegociação de dívidas, normatizadas amplamente divulgadas e conhecidas pela classe agrícola, assim pelo princípio da isonomia é necessário que seja concedido tratamento igual para todos, o que não acontece. No fim concede-se descontos para alguns clientes e outros não, e isso é inadmissível. Os agricultores que buscam esse recursos para reaver seus créditos precisam saber que podem recorrer na Justiça para conseguir”, disse Contó.

Na decisão da Segunda Vara Criminal e Cível ficou determinada a suspensão de todas as ações de cobrança (ao todo mais de 40 ações) contra os agricultores e também que a instituição financeira inclua o débito integral dos requerentes, no valor aproximado de R$ 8,5 milhões no programa para composição.  O advogado lembra que o alongamento dos débitos rurais é um direito do devedor, que preencha os requisitos legais. “O alongamento de dívida originada de crédito rural não constitui faculdade da instituição financeira, mas direito do devedor nos termos da lei”.   

O programa

Um problema histórico no Brasil, o endividamento rural agora pode ser resolvido através do programa de concessão de novo crédito e reparcelamento de dívidas rurais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A iniciativa visa à liquidação de dívidas de produtores rurais ou suas cooperativas de produção, mediante à composição de dívidas em até 144 meses (12 anos), com até 36 meses (3 anos) de carência. A concessão de novo crédito, pode ser feita por intermédio das instituições financeiras credenciadas.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Jayme afirma ter 4 opções para VG

jayme campos 400 curtinha   Em meio ao debate otimista sobre pré-candidaturas do DEM nas cidades pólos, em reunião nesta segunda, no Palácio Paiaguás, Jayme Campos (foto) comentou que, em Várzea Grande, onde sua esposa Lucimar está concluindo o segundo mandato, há quatro nomes sob...

DEM agora tem 5 querendo prefeitura

fabio garcia 400 curtinha   Com o peso de quem comanda hoje em Mato Grosso os dois Poderes políticos, o Executivo e o Legislativo, com Mauro e Botelho, respectivamente, o DEM aposta na conquista não só da Prefeitura da Capital, mas também das outras nove maiores. Dirigentes do partido fizeram espécie de...

Presidente ora por harmonia no TCE

maluf 400 curtinha   Num Tribunal de Contas sob tensão, nada mais aconselhável do que um culto ecumênico para servidores e conselheiros, com participação de padre e pastor, em defesa da harmonia, união e amor no ambiente de trabalho. A ideia partiu do novo presidente Guilherme Maluf (foto), que reuniu...

PDT quer França, mas não pra suplente

allan kardec 400   Embora o deputado e secretário de Cultura do Estado, Allan Kardec (foto), presidente regional do PDT, tenha flertado com Roberto França, tentando atraí-lo para o partido e com expectativa de candidatura, não há nenhum convite para este ser um dos suplentes ao Senado na chapa de Pivetta. A ideia...

Uma candidatura jovem na chapa

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) assegurou neste domingo que não definiu ainda os dois suplentes de sua futura chapa ao Senado. Sobre Sachetti, observou que trata-se de um parceiro e amigo e que está pronto para ajudar no projeto, sem fazer imposição para assumir suplência, assim como o...

Rei da soja incentiva Fávaro ao Senado

erai maggi 400 curtinha   O ex-vice-governador Carlos Fávaro não mantém o silêncio à toa. Embora tenha sido o terceiro mais votado em 2018 - por pouco não fica com a vaga ocupada hoje pelo senador Jayme Campos -, Fávaro está enfrentando uma série de dificuldades para se viabilizar de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.