Judiciário

Quarta-Feira, 17 de Abril de 2019, 11h:39 | Atualizado: 17/04/2019, 11h:46

Decisão que torna ex-deputado réu é publicada e fase de instrução começa

O Tribunal de Justiça publicou a decisão que tornou o ex-deputado e atual conselheiro do Tribunal de Contas Guilherme Maluf réu por corrupção passiva e tentativa de obstrução de Justiça. Agora, o processo segue seu trâmite na fase de instrução, com oitiva de testemunhas e réus, produção de provas, entre outros procedimentos.

Em fevereiro, o Pleno do TJ aceitou, por unanimidade, a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) em que Maluf consta como beneficiário de propina negociada e paga com empreiteiros no âmbito na Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Na mesma sessão, os desembargadores negaram um pedido de afastamento dele do cargo de deputado. O acórdão foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico em 15 de abril.

Ele teria participação crimes investigados na Operação Rêmora. A maior parte diz respeito a pagamentos ilegais negociados com empreiteiros que tinham contratos para reforma e construção de escolas da rede pública do Estado. De acordo com o MPE, o ex-deputado, que ocupou a presidência da Assembleia entre 2015 e 2017, teria ainda agido por meio de terceiros para tentar calar o delator Giovani Guizardi e o servidor Wander Luiz dos Reis, apontado como operador do esquema na Seduc.

O MPE entrou com uma ação civil para tentar barrar a nomeação de Maluf ao cargo de conselheiro logo após o aceite da denúncia contra Maluf. Apesar de a liminar para impedir a posse ter sido negada, o processo segue tramitando no TJ.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • João da Costa | Quinta-Feira, 18 de Abril de 2019, 14h38
    5
    0

    Isso é que é usar as leis pra constranger uma instituição já combalida por falsos conhecedores de contas indicados por arrumacao politica, mesmo que estes estejam a disposição da justiça ou presos mas as leis não são mudadas talvez contando com a impunidade.

Matéria(s) relacionada(s):

Kalil descarta candidatura a prefeito

kalil baracat curtinha   O secretário de Governo Kalil Baracat (foto), do MDB, assegura não ter nenhum projeto para disputa a prefeito de Várzea Grande e nem foi procurado pelo casal Jayme e Lucimar Campos, senador e prefeita, para debater o assunto. Pondera que ainda é cedo e que as discussões eleitorais...

Selma retribui elogio de Sérgio Moro

selma arruda curtinha   A senadora Selma Arruda (foto), que foi elogiada e utilizada como exemplo pelo ministro da Justiça  na CCJ do Senado, fez questão de expressar solidariedade a Sérgio Moro.  O ministro  está na defensiva desde que o site The Intercept começou a publicar supostas conversas com...

Cotia também quer disputar Cáceres

cotia curtinha   Surge mais um pré-candidato a prefeito de Cáceres, além dos três aliados do prefeito Francis Maris e de outros cinco pretendentes pela oposição. Trata-se de Renancildo Soares França, o Cotia (foto), filiado ao PSD. Ex-assessor do ex-federal Pedro Henry, do ex-vice-governador...

5 ensaiam em Cáceres pela oposição

tulio fontes curtinha   Enquanto três tucanos da base do prefeito Francis vivem expectativa por candidatura pelo palanque situacionista em Cáceres, grupos de oposição se movimentam para lançar nomes competitivos. O advogado e ex-prefeito por dois mandatos Túlio Fontes (foto), do PV, demonstra certo...

Base de Francis, Júnior e divergências

eliene liberado curtinha   O prefeito de Cáceres Francis Maris, no segundo mandato e, portanto, fora do projeto majoritário de 2020, não esconde mais de ninguém que o nome preferencial para a disputa à sucessão é do seu secretário de Turismo, Júnior Trindade. E isso não tem...

Prefeito é ovacionado em solenidade

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) foi ovacionado nesta segunda (17), durante a solenidade que marcou entrega das chaves das unidades do Residencial Nico Baracat I,  no Jardim Liberdade, região da Grande Osmar Cabral. No geral, 360 famílias receberam as chaves dos imóveis, programa do Minha...

MAIS LIDAS

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.