Judiciário

Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020, 12h:00 | Atualizado: 13/08/2020, 17h:06

VOTO PELA CASSAÇÃO

Defesa de Neri afirma que doações são da venda de soja e milho e não de empresas

Assessoria

Deputado Federal Neri Geller

Deputado Neri Geller em reunião na Câmara; ele enfrenta processo de cassação no TRE-MT por suposto caixa dois e abuso de poder econômico

A defesa do deputado federal Neri Geller (PP) emitiu nota em que afirma que comprovou a origem dos R$ 942 mil em doações eleitorais que são questionadas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT). Nesta quinta (13), o desembargador Sebastião Moraes votou por cassar o mandato dele por caixa 2 e abuso de poder econômico, além de defender que ele fique inelegível por oito anos.

O entendimento do magistrado é de que doações recebidas por Neri e depois repassadas a candidatos a deputado estadual teriam vindo, na verdade, de empresas. Desde a campanha de 2018 a doação de pessoa jurídica é proibida em campanhas eleitorais.

O parlamentar teria feito uma triangulação com contas do filho dele, Marcelo Piccini Geller, para ocultar a origem do dinheiro. De acordo com a acusação, empresas como a Bunge Alimentos S/A e a Seara Alimentos Ltda. fizeram pagamentos a Neri que foram repassados ao filho e depois voltaram para ele, antes de serem feitas as doações eleitorais.

O juiz-membro Sebastião Monteiro fez pedido de vista do processo. Além dele ainda faltam votar outros cinco membros do TRE-MT.

A defesa do deputado, feita pelo advogado Flávio Caldeira Barra, afirmou que os motivos alegados para gerar a condenação de Neri não constam no pedido inicial feito pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) na Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) em que pede a cassação do mandato. Assim, eventual decisão contra o deputado seria ilegal.

O advogado destaca, em nota, que “o objeto da ação era a doação enquanto pessoa física a outros candidatos, o que foi validado a favor do parlamentar pelo próprio relator”.

“Todos os recebimentos auferidos em sua conta bancária provêm exclusivamente de venda de soja e milho, fruto de sua atividade como produtor rural há mais de 20 anos; Para tal, a movimentação financeira pela venda e comercialização dos produtos foi comprovada no decorrer do processo não havendo qualquer irregularidade”, afirma.

De acordo com o defensor, Neri “segue tranquilo ciente de que, a seu tempo, os fatos serão devidamente esclarecidos”.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Ze da roça | Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020, 15h10
    0
    0

    O PODER É TRANSITÓRIO POR ISSO VOTE EM POLÍTICOS QUE NUNCA OCUPOU CADEIRA NO LEGISLATIVO E NEM EXECUTIVO NUNCA VOTE EM AFILHADO DE POLÍTICOS FILHOS, IRMÃO OU ENTÃO AQUELES QUE FAZ PARTE DE GRUPOS TEADICIONAIS QUE ESTÁ NO PODER A MUITO TEMPO

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

Retorno à Câmara após 6 mandatos

fulo 400 curtinha   Figura bastante popular, especialmente na região da Vila Operária, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB), que foi vereador de Rondonópolis por seis mandatos, está de volta. Hoje suplente, ele assume provisoriamente nesta segunda a cadeira do titular Thiago Muniz, que pediu licença...

Bolsonaro nem aí para políticos de MT

nelson barbudo 400 curtinha   O cerimonial da Presidência da República deu de ombros para os políticos, inclusive para a bancada federal mato-grossense, na visita de Bolsonaro, sexta, em Sinop e Sorriso. Alguns tentaram, de forma insistente, tirar foto com o presidente. E até conseguiram. Mas o capitão preferiu...

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.