Judiciário

Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2014, 10h:44 | Atualizado: 31/01/2014, 18h:28

Operação Aprendiz

Defesa diz que MP intimou incapaz a depor e ameaça denunciar promotores

A defesa de Erica Patrícia Cunha da Silva Rigotti, suspeita de envolvimento nos crimes da Operação Aprendiz, disse que vai denunciar os promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na Corregedoria Geral do Ministério Público do Estado. Isso porque, segundo a advogada Selma Gestal Paes, eles obrigaram a mulher, que é interditada judicialmente, a comparecer no órgão para ser indiciada e interrogada em 8 de janeiro. 

A defesa alega ainda que os promotores foram notificados com antecedência que Erica Patrícia é incapaz, com cópias do parecer da interdição judicial e que, portanto, não teria condições de dar explicações ao Gaeco. De acordo com a advogada, a interditada urinou na frente dos investigadores, que logo encerraram a audiência. 

Acontece que a suspeita foi identificada e reconhecida por testemunhas como a mulher que vai a um cartório e se passa pela empresária dona de dois terrenos que seriam fraudados. O esquema foi descoberto no vídeo em que o ex-presidente da Câmara dos Vereadores, João Emanuel (PSD), tenta coagir a verdadeira proprietária dos imóveis oferecendo R$ 500 mil pelos dois lotes.

Interdição  

A defesa explica que um dia após a intimação entrou com habeas corpus para impedir o depoimento de Erica. O desembargador Juvenal Pereira negou o pedido sob a alegação de que não existem obstáculos para que ela fornecesse informações aos promotores, ainda que na condição de incapaz. O processo de interdição da mulher foi iniciado em março do ano passado e em junho, o marido dela, Thiago Duarte Rigotti, foi nomeado como seu curador.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • João da Silva | Segunda-Feira, 03 de Fevereiro de 2014, 10h08
    0
    0

    Só uma correção, a interditada não fez suas necessidades na frente de nenhum investigador, pois lá no MP não tem nenhum Investigador, os que lá estão e se dizem investigadores na verdade são PMs que nem podem investigar!!!!

  • Dornele$ | Sábado, 01 de Fevereiro de 2014, 16h08
    1
    1

    Como Rui Barbosa, “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus”, Asafe chegou a desanimar da virtude. E esse desânimo o levou a uma terrível crise existencial. Quase resvalaram os seus pés em direção ao abismo da incredulidade.(v.2) Pouco faltou para que ele rompesse com a idéia de um Deus sábio, bom e justo, e jogasse fora a rica tradição religiosa até então acumulada. Esteve bem perto de uma violenta mudança de pensamento e de comportamento. Quase trocou os oráculos de Deus pelo horóscopo. Quase trocou o templo do Senhor por um terreiro de macumba. Quase mandou tudo para o inferno, inclusive sua alma!

  • Elifas Jose Ribeiro Ribeiro Ribeiro | Sábado, 01 de Fevereiro de 2014, 15h48
    2
    1

    É.....incapaz esses adevogados chicaneiros é um problema, defender o cliente dentro da ética é uma coisa agora fazer chicanas é bem diferente, vou pedir a cassaçâo da carteirinha desse "cabra" na omissa OAB, ele só vai poder participar da parte social,por exemplo ir no clube dançar pegar uma piscina.

  • Dornele$ | Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2014, 17h43
    5
    2

    No momento de fazer as falsificações e conta as garoupas não é incapaz. Quando a jega pega ai é. Da uma nota de cem pra ver se ela rasga!

  • Carlos Lira | Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2014, 12h41
    2
    8

    Absurdo, se prestar a politicagem dentro do MP e mais ainda, intimar uma pessoa incapaz...Em que mundo que vivemos, esses promotores se acham dono da verdade, acham que podem tudo. Isso tá errado. Tem que haver punição para que este procedimento não se repita

Queda-de-braço em Alto Araguaia

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), enfrenta uma queda-de-braço com os vereadores. Recentemente, oito dos 11 parlamentares encaminharam ofício ao chefe do Executivo, inclusive com cópia para o MPE, considerando inoportuna, descabida e suspeita, neste momento de pandemia, fazer obra...

Estado amplia leitos de UTI no Sul

gilberto figueiredo 400 curtinha   O secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo (foto) reclama, sem citar nome, da forma como a prefeitura rondonopolitana está encarando a pandemia da Covid-19. Mesmo o governo federal já tendo pago diárias antecipadamente e, inclusive por três meses, de 10 leitos de...

Briga inconsequente com Santa Casa

z� do patio 400 curtinha   Acuado pela consequência da falta de planejamento e de gestão, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, está numa luta descabida de tentar encontrar culpados pelo avanço da Covid-19 no município. A prefeitura não construiu, sequer,...

2 secretários acionados sobre compras

ozenira 400 curtinha   Os secretários municipais de Cuiabá, Luiz Antonio Possas de Carvalho (Saúde) e Ozenira Félix Soares (foto), de Gestão, têm 48 horas para prestar esclarecimentos sobre compras, sem licitação, de óculos de proteção e macacões destinados a...

Valdir, conta rejeitada e pedido negado

valdirzinho 400 curtinha   Valdir Pereira de Castro, o Valdirzinho (foto), prefeito de Santo Antonio de Leverger, ingressou com pedido de revisão no TCE sobre o parecer contra aprovação das contas de 2018. O Tribunal apontou uma série de irregularidades, entre elas registros contábeis incorretos, abertura de...

Stopa vira trunfo do prefeito Emanuel

jos� roberto stopa 400   Filiado histórico do PV, José Roberto Stopa (foto) se tornou espécie de trunfo do prefeito Emanuel Pinheiro. Se o emedebista resolver buscar a reeleição, o que seria o caminho natural, Stopa pode entrar na chapa como candidato a vice ou simplesmente ficar de fora do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.