Judiciário

Sábado, 20 de Julho de 2019, 07h:54 | Atualizado: 21/07/2019, 07h:40

Delações de militares ainda podem ser aceitas unilateralmente por TJ ou MPE

Rodinei CrescêncioArteRdnews

Militares Evandro Lesco, Zaqueu Barbosa e Gerson Correa grampo

Coronéis Evandro Lesco e Zaqueu Barbosa e cabo Gerson Correa querem delatar o esquema

As tentativas de colaboração premiada do cabo Gerson Corrêa e dos coronéis Alexandre Lesco e Zaqueu Barbosa ainda poderiam ser aceitas pelo desembargador Orlando Perri, relator do caso dos grampos no Tribunal de Justiça, ou pelo procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges. A informação foi confirmada por advogados consultados pela reportagem.

Os dois caminhos são o que resta aos militares depois que o chefe do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), procurador Domingos Sávio, negou fechar o acordo. Antes disso, Gerson e Lesco haviam tentado colaborar quando as investigações estavam com a Polícia Judiciária Civil (PJC), sob relatoria de Perri.

Quando o caso subiu para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), os militares deram início a tratativas com o Ministério Público Federal (MPF) que não andaram o suficiente antes que o caso voltasse a Mato Grosso.

Na última semana, com a negativa do Naco, os militares foram reinterrogados na ação em que são réus na 11ª Vara Criminal Especializada na Justiça Militar e apontaram a participação do ex-governador Pedro Taques (PSDB) e do ex-secretário-chefe da Casa Civil Paulo Taques no escritório montado para grampear políticos, jornalistas, médicos, servidores públicos, entre outros profissionais.

Também relataram os militares que a tática conhecida como “barriga de aluguel” teria ocorrido em diversas operações conduzidas pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco). Eventuais medidas contra os membros do Ministério Público Estadual (MPE), como pedidos de afastamento, prisão e busca e apreensão, teriam de ser pedidas pela PJC e deferidas pelo desembargador Orlando Perri.

O magistrado tem em suas mãos no Tribunal de Justiça três notícias-crime encaminhadas pela seccional de Mato Grosso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT). Os advogados falam também sobre irregularidades supostamente cometidas por membros do MPE. Barriga de aluguel na Operação Ouro de Tolo, quebra de sigilo fiscal sem ordem judicial, e não cumprimento da obrigação de processar pessoas identificadas em crimes são relatados pela OAB-MT.

Outros casos relacionados aos grampos envolvendo civis tramitam na 7ª Vara Criminal de Cuiabá. Lá, Paulo Taques foi denunciado por induzir as delegadas Alana Cardoso e Alessandra Saturnino a erro ao pedir que fossem feitos grampos contra sua ex-amante Tatiane Sangalli, sua ex-assessora Caroline Mariano e o jornalista José Marcondes Muvuca sob argumento de que estariam tramando contra a vida do então governador Pedro Taques. A história seria falsa e baseada em informações colhidas em outra barriga de aluguel.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • José | Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019, 07h37
    0
    0

    QUANDO É QUE SERÁ INVESTIGADO O DESGOVERNO PEDRO TAQUES ? O DESGOVERNO PEDRO TAQUES QUEBROU O ESTADO POR CAUSA DOS MAIS DE R$25 BILHÕES DE IRREGULARIDADES EM 2015 A 2018. Até agora não foi apurada a responsabilidade de todos os membros do desgoverno taques quanto aos desvios e fraudes do desgoverno da transformação do estado em caos e roubalheira, cujas irregularidade somadas já ULTRAPASSARAM OS $25 BILHÕES. Só para lembrar aí vai a lista detalhada dos mais de $25 bilhões em irregularidades pendentes de serem apuradas: R$69 milhões em desvios na caravana da transformação; perdão de R$645 milhões em dívida da petrobrás; perdão de R$5 milhões de reais em dívidas da unimed cuiabá; a operação Rêmora por desvio de R$57 milhões na SEDUC; operação Bereré por desvio de R$30 milhões no Detran; operação Grampolândia na segurança pública usada para chantagear adversário; delação de Alan Malouf sobre Brustolin recebendo R$80 mil por fora todo mês; delação de Alan Malouf e Perminio indicando que secretários (Permínio, Brustolin, Julio Modesto e etc) recebendo mensalinho de R$30 mil/mês; mensalinho R$100 milhões por dentro para os deputados; rombo de R$4 bilhões no caixa e desvio de $500 milhões do Fundeb; desvio de R$1,2 milhões no fundo de trabalho escravo; desvio e apropriação de R$300 milhões dos municípios; desvio e apropriação de R$300 milhões dos poderes; aumento de $2 bilhões nos Incentivos Fiscais; aumento de milhares de cargos políticos comissionados, aumentou da folha de pagamento pela contratação de mais de 10.000 pessoas; uso da justiça para proteger seus amigos e secretários conforme disse o cabo Gerson; delação de Alan Malouf tratando de 12 tipos de corrupção entre elas os $10 milhões de caixa 2 administrados por Alan Malouf e Julio Modesto; licitação irregular de 11 bilhões para transporte interestaduais; desvio de R$58 milhões em pontes na SINFRA; $300 milhões em vantagem cobrada de quem recebeu antecipado no decreto do bom pagador; crédito de R$100 milhões para o primo Paulo Taques; maracutaia com a juizá candidata para ferrar o Silval e a família dele; irregularidades de R$3 bilhões no Edital nº 02/2018 da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) sobre rodovias MT 246, MT 343, MT 358 e MT 480. Além disso, apropriação indébita de R$70 milhões descontado dos salários dos servidores públicos para pagar empréstimos consignados, estouro da folha pagando vantagens para apaniguados políticos que receberam salários acima de R$100 mil, contratação irregular de 2000 cabos eleitorais na SEDUC para fazer campanha para o ex-secretário Mahafon, peculato ao gastar R$10 milhões em telefone por secretaria do estado durante a campanha eleitoral para o governo 2018; R$180 milhões em indenizações irregulares pagas em 2018 as empresas supostamente prestadoras de serviços na Secretaria de Estado de Saúde Secretaria. Pedro Taques e Gallo cometeram crime de responsabilidade de R$3,7 bilhões ao deixar restos a pagar para o próximo governo sem a devida provisão de fundos exigida na Lei de Responsabilidade Fiscal.

  • MT mais transparente | Sábado, 20 de Julho de 2019, 14h53
    1
    0

    Infelizmente este tipo de conduta profissional necessita de ser encerrado com demissão

Jovem prefeito à reeleição e os Maia

gustavo melo 400 curtinha   Em Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), o mais jovem dos 141 prefeitos mato-grossenses - completa 36 anos no próximo 26 de junho -, está disposto a buscar a reeleição pelo PSB. Mas carrega forte desgaste. O que traz certo conforto para Gustavo é o fato de Maia Neto, que comandou o...

Suposta delação tira sono de Alencar

alencar soares 400 curtinha   A notícia de que o STJ já teria homolagada delação de Sérgio Ricardo caiu como uma bomba. Mesmo depois do ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE vir a público desmenti-la, assegurando não ter motivos para fazer tal colaboração premiada, os efeitos...

SD também deseja Taques ao Senado

pedro taques 400 curtinha   Empolgado com resultado de uma pesquisa interna, na qual estaria bem pontuado, aparecendo entre os preferidos ao Senado, mesmo após deixar o cargo de governador bastante desgastado, Pedro Taques (foto) passou a flertar não só com o Cidadania, conduzido no Estado pelo seu ex-secretário Marco...

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

Filho de Taborelli assume vaga em VG

Willy taborelli _ curtinha400   O pai coronel Taborelli está fora de combate, mas o filho Willy (PSC), suplente de vereador, vai assumir cadeira na Câmara de VG a partir de 2 de março. Vai atuar na vaga do correligionário Miguel Baracat, que se licencia para fazer tratamento de saúde. O filho do polêmico...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.