Judiciário

Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019, 17h:58 | Atualizado: 11/02/2019, 14h:29

Desembargador cogita aplicar multa em quem divulgar dados bancários de Selma

Gilberto Leite

padro sakamoto_gilberto leite (2).jpg

Desembargador Pedro Sakamoto durante sessão do TRE-MT; ele é relator do caso de Selma

O desembargador Pedro Sakamoto, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), determinou o sigilo dos dados bancários da senadora Selma Arruda (PSL) e afirmou que aplicará multa, caso vazem informações sobre as contas da parlamentar. A determinação de Sakamoto foi proferida nesta sexta (8).

A decisão de Sakamoto tem como base o vazamento da informação de que o Ministério Público Eleitoral encontrou um cheque de R$ 120 mil que teria sido omitido pela magistrada. O valor teria sido repassado pelo suplente dela, Gilberto Eglair Possamai, à KGM Institucional Ltda., empresa do jornalista Kleber Lima, responsável por assessorar a parlamentar na disputa eleitoral.

O cheque supostamente omitido, assim como outras movimentações financeiras da magistrada, serão usados pela Justiça Eleitoral para analisar as contas da parlamentar em uma ação de investigação judicial eleitoral, na qual ela é acusada de suposto caixa 2. A principal suspeita é de que a senadora tenha pagado por serviços de campanha em período anterior ao permitido. A juíza aposentada nega tal irregularidade.

Após a divulgação do cheque supostamente não declarado pela parlamentar, o Ministério Público Eleitoral pediu que o TRE-MT reforçasse que os dados bancários da senadora são sigilosos. “Com efeito, o fato desses dados tramitarem em segredo de justiça, impõe a todos que nele oficiam o dever de zelar pelo sigilo dessas informações contidas no seu bojo”, frisou Sakamoto.

Desta forma, para garantir o cumprimento do decreto de sigilo bancário, Sakamoto advertiu as partes envolvidas na ação, como procuradores ou todos aqueles que de alguma forma estejam envolvidos no processo, para que não divulguem informações das movimentações bancárias da ex-juíza.

“A prática revela, seguramente, ato atentatório à dignidade da justiça e sujeita o responsável à pena de multa a ser aplicada por este Juízo, sem prejuízo das sanções criminais e processuais aplicáveis à espécie, conforme norma estabelecida no art. 77, § 1º, V, do Código de Processo Civil”, asseverou.

Na mesma decisão, o magistrado concedeu prazo de dois dias para que as partes e o MPE apresentem as alegações finais, para que o processo possa ser julgado.

A ação contra Selma pelo suposto caixa 2 é movida pelos ex-adversários dela na disputa ao Senado Federal, Sebastião Carlos (Rede) e Carlos Fávaro (PSD).

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Indignado | Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 12h15
    0
    0

    Indignado, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Matéria(s) relacionada(s):

5 ensaiam em Cáceres pela oposição

tulio fontes curtinha   Enquanto três tucanos da base do prefeito Francis vivem expectativa por candidatura pelo palanque situacionista em Cáceres, grupos de oposição se movimentam para lançar nomes competitivos. O advogado e ex-prefeito por dois mandatos Túlio Fontes (foto), do PV, demonstra certo...

Base de Francis, Júnior e divergências

eliene liberado curtinha   O prefeito de Cáceres Francis Maris, no segundo mandato e, portanto, fora do projeto majoritário de 2020, não esconde mais de ninguém que o nome preferencial para a disputa à sucessão é do seu secretário de Turismo, Júnior Trindade. E isso não tem...

Prefeito é ovacionado em solenidade

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) foi ovacionado nesta segunda (17), durante a solenidade que marcou entrega das chaves das unidades do Residencial Nico Baracat I,  no Jardim Liberdade, região da Grande Osmar Cabral. No geral, 360 famílias receberam as chaves dos imóveis, programa do Minha...

Governador, Nota MT e provocação

mauro mendes curtinha   Ao lançar a Nota MT, programa que estimula e incentiva o contribuinte a pedir nota em toda compra de mercadoria, o que ajuda na cultura do combate à sonegação fiscal, o governador Mauro Mendes (foto) copia para o Estado a mesma proposta implantada em Cuiabá na época em que foi...

Cândida Farias troca MDB pelo DEM

candida farias curtinha   Aos 68 anos, completados nesta segunda (17), a empresária Cândida Farias (foto), segunda-suplente do senador Jayme Campos, está desembarcando do MDB e vai se filiar ao DEM. Apesar da mudança de legenda, ela não tem pretensões de concorrer a cargo eletivo nas urnas de 2020....

Vander forte pela oposição em Tangará

vander masson curtinha   O nome mais forte hoje da oposição em Tangará da Serra, do ponto de vista da densidade eleitoral, é do empresário Vander Masson (foto), que ficou em terceiro lugar para prefeito em 2016 e, no pleito do ano passado, concorreu e perdeu para deputado federal. Filho do ex-prefeito e...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.