Judiciário

Terça-Feira, 13 de Abril de 2010, 19h:47 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

ANÁLISE

Desvios não ficarão embaixo do tapete, diz conselheiro do CNJ

Jorge Helio Chaves de Oliveira   O membro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Jorge Helio Chaves de Oliveira, participou nesta terça (13), em Cuiabá, de uma reunião na OAB-MT para analisar a crise no Judiciário. Segundo ele, há um histórico de problemas graves, mas o CNJ tem um papel importante no processo de “reordenação” da Justiça. Na avaliação do conselheiro, desvio de conduta de muitos magistrados não é um problema apenas do Estado. “Os problemas endógenos daqui não estão mais cintilantes. Acontece de maneira geral e em todos os Estados. Por muito tempo a Justiça foi elitizada. Os magistrados não deram tudo que poderiam dar e o CNJ vem para ajudar a corrigir as distorções que é um problema estrutural do Brasil”, disse.

   Ele não soube informar em pé está as investigações sobre venda de sentenças e outras denúncias feitas contra membros do Tribunal de Justiça, mas mandou um duro aviso de que novas penalidades poderão ser aplicadas pelo CNJ. “Não tenho conhecimento de tais sindicâncias, mas é certo que aqui se fala muito disso. Havendo desvios dos princípios constitucionais não ficarão embaixo do tapete”.

   O CNJ tem tido notoriedade com decisões em que combate às mazelas do Judiciário. Em 23 de fevereiro, o órgão determinou a aposentadoria compulsória de 10 magistrados mato-grossenses. A decisão histórica ganhou repercussão nacional. Sete juízes e três desembargadores foram punidos sob a acusação de desviar cerca R$ 1,5 milhão em verbas indenizatórias do TJ.  Um mês depois, foi a vez do desembargador José Jurandir de Lima de perder o cargo. Os conselheiros do CNJ foram unânimes ao decretar aposentadoria compulsória do magistrado sob acusação nepotismo. Jurandir tinha lotado em seu gabinete dois filhos, que nem mesmo cumpriam o expediente de trabalho.

   Aposentadoria e Punição

   Ao comentar as decisões do CNJ, Jorge Helio defendeu a posição de que a aposentadoria compulsória é uma punição. “É um costume trabalhar. A pessoa que é obrigada a deixar suas funções vai sentir essa punição”, argumentou. Ele aproveitou para satirizar a polêmica. “As pessoas punidas saíram expurgadas da carreira e com desonra. Essas pessoas terão sérios problemas lombares, pois estarão sempre de cabeça baixa”.

   Ele ponderou que, apesar da decisão “punitiva” do CNJ, os envolvidos ainda devem ser julgados em processo penal ou civil. “Todas as sindicâncias do Conselho são encaminhadas ao Ministério Público Federal para que o mesmo faça a denúncia junto ao Superior Tribunal de Justiça”, disse.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Erika Souza | Sábado, 17 de Abril de 2010, 19h05
    0
    0

    Martinho, vc tem razão. Não são apenas aos magistrados que deve cair a pecha de corruptos - mas também aos inescrupulosos advogados que certamente participaram dessas falcatruas. Infelizmente maus profissionais existem em todos os ramos.

  • Daniel | Quarta-Feira, 14 de Abril de 2010, 06h48
    0
    0

    CNJ,STJ,continuem investigando, quem infringiu a lei tem que pagar por seus atos, a lei é para todos.

  • martinho oliveira | Terça-Feira, 13 de Abril de 2010, 22h00
    0
    0

    para mim vale o que disse o des. silverio. o poder judiciario esta parecendo cachorro morto. todo mundo quer dar um chutinho. em verdade o buracoi na qual se encontra o tjmt é por culpa da oab. no caso de venda de sentença deve ter atuaçao de advogados (vamos ver se terao coragem de puni-los). entao é muito facil o pte da aob sair por ai falando, assim como esse tal conselheiro. na verdade quem fala muito dá bom dia para cavalo. acorda aob

  • toco 1000 | Terça-Feira, 13 de Abril de 2010, 20h50
    0
    0

    PINOQUIO

Rejeição a Abílio sobe e cai a de EP

abilio junior 400 curtinha   Nos últimos 15 dias, o candidato a prefeito da Capital, Abílio Júnior (foto), do Podemos, viu a rejeição aumentar 12 pontos percentuais, quase um por dia, saindo de 19% para 31%, de acordo com a nova rodada da pesquisa Ibope, divulgada nesta sexta pela TV Centro América....

Fávaro deixa governador em saia-justa

carlos favaro 400 curtinha   O senador interino do PSD, Carlos Fávaro (foto), que busca a reeleição, deixou o governador Mauro Mendes (DEM) em uma saia-justa em Barra do Garças. Mendes, que já declarou apoio no horário eleitoral ao candidato à sucessão municipal Wellington Marcos, do mesmo...

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...