Judiciário

Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 07h:10 | Atualizado: 22/09/2020, 11h:18

ARARATH

Em grampo, Romoaldo diz que Júlio mandou prender ex-secretário; Filho de Silval acusa Taques por prisão do pai

JLSIQUEIRA / ALMT

Deputado Romoaldo Júnior

O deputado Romoaldo Júnior, que nesta legislatura é suplente, mas está no mandato, foi gravado por Rodrigo Barbosa, delator da Operação Ararath

Em conversa gravada dentro de um carro no estacionamento da Assembleia, o deputado Romoaldo Júnior afirma que o ex-secretário de Estado de Administração (SAD) Pedro Elias teria sido preso “a mando” do ex-governador Júlio Campos (DEM). Em outro trecho, o empresário Rodrigo Barbosa afirma que seu pai, o ex-governador Silval Barbosa, era mantido preso por intervenção do então governador Pedro Taques e do ex-secretário de Estado de Educação Marco Marrafon.

A conversa consta nas investigações da Operação Ararath, do Ministério Público Federal (MPF), que denunciou 9 ex-deputados que aparecem em vídeo recebendo suposta propina do ex-chefe de gabinete de Silval, Silvio Correa Araújo.

Apesar de aparecer no diálogo, do qual a transcrição foi obtida pelo , falando sobre negociações envolvendo valores a serem pagos a deputados para que as contas de 2014 do ex-governador Silval Barbosa fossem aprovadas na Assembleia, Romoaldo não foi denunciado pelo MPF junto aos ex-parlamentares que aparecem em vídeos recebendo maços de dinheiro.

De acordo com o delator Sílvio Corrêa, porém, Romoaldo estaria entre os deputados que teriam recebido o mensalinho na Assembleia. Os parlamentares citados que não apareceram nos vídeos ainda são investigados. Romoaldo nega envolvimento no esquema.

O áudio foi gravado por Rodrigo Barbosa e entregue ao MPF em sua delação. Além dele e de Romoaldo, o diálogo também mostra o irmão do ex-governador, Antonio Barbosa, o “Toninho”, e o ex-deputado Wagner Ramos. A situação aconteceu em dezembro de 2015. Na época, Silval estava preso no Centro de Custódia da Capital (CCC) em meio às investigações da Operação Sodoma, do Ministério Público Estadual (MPE).

Reprodução

Print - Ararath - Conversa - Romoaldo Junior sobre prisão de Pedro Elias a mando de Júlio Campos

O MPF transcreveu a conversa gravada por Rodrigo Barbosa no estacionamento

Antes da chegada de Wagner Ramos, Romoaldo, Rodrigo e Toninho conversam sobre como as investigações avançavam sobre deputados, membros do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) e ex-secretários de Silval, além dele próprio.

Toninho começa se referindo ao ex-secretário Pedro Elias como “aquele menino que tá preso lá”. Romoaldo o chama de “um babaca”. Eles continuam a conversa e Toninho diz que o ex-secretário “não sai hein”, se referindo às poucas chances que Pedro Elias tinha de conseguir decisão concedendo liberdade na Justiça. O ex-secretário acabou fechando acordo de colaboração premiada e foi solto.

Em seguida, Romoaldo diz: “Foi o Júlio Campos que mandou prender”. Rodrigo Barbosa se mostra confuso e pergunta de quem o deputado falava, e Romoaldo explica: “Não... esse advogado que tá preso lá... o Júlio Campos que mandou prender ele”.

Rodrigo e Toninho questionam a veracidade da informação e o deputado confirma novamente: “Foi, o Júlio que mandou ele aqui pra ver esse negócio, mandei ele pro (José) Riva eles fizeram uma maracutaia os dois juntos...”.

“Sacanagem” com Silval

Em outro trecho da conversa é a vez de Rodrigo afirmar que a manutenção da prisão de Silval foi supostamente armada pelo então governador Pedro Taques e seu ex-secretário de Estado Marco Marrofon junto ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. Toninho chama a situação de “sacanagem”.

Ainda sem a presença de Wagner Ramos, Romoaldo, Toninho e Rodrigo continuam falando sobre negociações para aprovar as contas de Silval. O filho e o irmão de Silval começam a reclamar da “falta de compromisso” de deputados que eram aliados do ex-governador e vinham pedindo valores indevidos.

Romoaldo interrompo: “Ah, esquece cara. É por isso se o Silval abrir a boca lá para... (incompreensível)”. Rodrigo nega: “Vai abrir não”.

Reprodução

Print - Ararath - Conversa - Rodrigo Barbosa sobre Pedro Taques e prisão de Silval

Na conversa, Rodrigo Barbosa afirma que Taques interviu na prisão do pai

Toninho diz que “já devia ter feito, já devia ter soltado faz tempo” o irmão. Romoaldo questiona se algum delator não teria citado Silval, e o irmão do ex-governador diz que é “sacanagem” a manutenção da prisão dele.

“Não, sacanagem aqui tudo bem, e lá em cima? Tão trabalhando lá em cima também?”, questiona Romoaldo.

O irmão de Silval diz que um advogado esperava ele e o sobrinho depois da conversa e diz que “tão trabalhando também”, se referindo a possíveis inimigos do ex-governador.

Toninho confirma e Rodrigo elabora: “Romoaldo, o Marrafom é amigo, estudou junto de sala de aula com o Fachin... Diz que ele sai daqui pra fazer pressão no Fachin lá em cima...”. O deputado interpela: “É?”. E o filho de Silval arremata: “A mando do Pedro Taques”.

Cerca de três meses depois da conversa, o ministro do Supremo iria negar seguimento a um habeas corpus de Silval, que ficou preso preventivamente até junho de 2017, pouco depois de assinar acordo de colaboração premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR).

Citados

O tentou contato com o ex-governador Júlio Campos por telefone, mas as ligações não foram atendidas. O deputado Romoaldo Júnior também foi procurado, mas as ligações caíram na caixa de mensagens. O espaço segue aberto para manifestações. 

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Janio carlos | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 19h31
    1
    0

    Sera que um dia nós iremos entrar em um noticiário político e não constar, que não tem político envolvido em roubalheira .

  • Dalmoo | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 17h13
    1
    0

    Só isso revelado, as autoridades de Mato Grosso direcionam muita coisa que acontece nos bastidores políticos por emio de diversos órgãos públicos, até da alçada federal. A mídia é a última a saber, e só divulga 10%.

  • Chico Bento | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 11h00
    9
    0

    Ainda bem que essa gente está ficando de fora da política. A população tem que dar um basta, não votando mais em corruptos. Eles dependem dos eleitores para permanecer ou sair do poder público.

  • Realista | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 10h05
    13
    1

    Se o cidadão comum pensar bem sobre tudo o que ocorre no mundo da política, ele anula o seu voto com fé e amor. Esse mundo dessa turma é um antro onde cada um só pensa em si próprio, onde pintam, bordam, urdem e tecem com a anuência da justiça que nada faz a não ser contemplar todos com delação premiada por motivos "óbvios". O povo que se dane!.

  • Eleitor | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 08h52
    18
    0

    OLHA O NÍVEL DOS REPRESENTANTES DA POPULAÇÃO DE MATO GROSSO ESSE DEPUTADO EM QUESTÃO FOI CONDENADO RECENTEMENTE A DOIS ANOS DE PRISÃO E PERDA DOS DIREITOS POLITICOS E CONTINUA AI COMO DEPUTADO E VOTANDO COM O GOVERNADOR E AINDA FAZ DISCURSO DE RIGOR COM OS RECURSOS PUBLICOS....EU PERGUNTO ATÉ QUANDO O MINISTÉRIO PUBLICO VAI PERMITIR QUE ESSE CIDADÃO CONTINUE AI NA ASSEMBLEIA? ACHO QUE O LUGAR MAIS ADEQUADO A ELE É NO PRESIDIO..

  • CEsar Taques | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 08h37
    10
    12

    Muito estranho, JC mandar na Policia e Judiciário? conversa fiada isso!

  • marta | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 07h40
    14
    1

    só maracutaia, e o povo que se masca...

Froner segue com o vice de Gilberto

osmar froner 400   Osmar Froner de Mello (foto), escalado de última hora para a disputa em Chapada dos Guimarães, manteve de vice o mesmo que estava na chapa de Gilberto Mello (PL), o vereador Carlos Eduardo, que era conhecido como Carlinhos do PT e agora é do PDT. Froner e Carlinhos não têm afinidades...

Ministro Tarcísio rasga elogios a Fávaro

tarcisio 400 curtinha   O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas (foto), em vídeo de congratulações, só faltou pedir voto para Carlos Fávaro, senador interino que busca à reeleição e que completou 51 anos nesta segunda. Disse que Fávaro, com quem possui bom...

Vinicius e demagogia sobre salário

vinicius nazario 400 curtinha   Em Alta Floresta, o delegado de polícia Vinicius de Assis Nazario (foto), candidato a prefeito pelo Podemos, tem se apresentado como "o novo", prega honestidade, transparência e renovação, mas, em algumas pautas, nada diferente dos demais políticos. Uma de suas propostas, mais de...

2 candidaturas vetadas em Torixoréu

ines coelho 400 curtinha torixoreu   Em Torixoréu, de três candidaturas a prefeito, a Justiça Eleitoral já barrou duas, em decisão de primeira instância. O juiz da 9ª Zona Eleitoral de Barra do Garças, Douglas Romão, indeferiu o pedido de registro da candidatura do ex-prefeito e ex-deputado...

Apoio sem influência de Luciano Hang

otaviano pivetta 400 curtinha   O empresário e vice-governador Otaviano Pivetta (foto), do PDT, contesta a informação de que teria sido convencido por Luciano Hang, dono da Havan, e pelos primos Maggi a apoiar para o Senado a coronel Rúbia Fernanda. Pivetta diz que quem o conhece sabe que nunca foi garantista na...

Sem o agro e apoiado pela Fetagri

carlos favaro 400 curtinha   Na corrida pela cadeira no Senado, na suplementar de 15 de novembro, alguns concorrentes têm rotulado o senador Carlos Fávaro (foto) como candidato dos grandes produtores. Mas as entidades que compõem o Fórum Agro MT estão todas com Nilson Leitão, à exceção...

MAIS LIDAS