Judiciário

Quarta-Feira, 06 de Novembro de 2019, 17h:19 | Atualizado: 06/11/2019, 18h:21

Em julgamento, MPE pede a condenação de Zaqueu, Lesco e Gerson; 2 inocentados

Rodinei Crescêncio

Allan Sidney do � Souza

Promotor de Justiça Allan Sidney do Ó Souza defende a condenação de Zaqueu, Lesco e Gerson, durante julgamento do caso dos Grampos, nesta 4ª

O promotor de Justiça Allan Sidney do Ó Souza reforçou o pedido de condenação de três dos cinco militares réus na ação criminal em trâmite na 11ª Vara Militar da Capital, referente ao esquema de interceptações clandestinas no Estado, popularmente conhecida como Grampolândia Pantaneira.

Em seu pronunciamento de quase 3 horas na audiência de julgamento, nesta quarta (6), o membro do Ministério Público Estadual (MPE) defendeu a condenação dos coronéis Zaqueu Barbosa e Evandro Lesco, e do cabo Gerson Correa Junior, que confessaram participação no escândalo.

Allan Sidney, no entanto, pediu que os coronéis Ronelson Barros e Januário Batista sejam inocentados, já que durante o trâmite do processo, não identificou participação direta dos militares no crime de interceptação telefônica.

De acordo com o promotor, o cabo teria sido o responsável por instalar um escritório de interceptações telefônicas ilegais na Capital, sob comando de Lesco. Já o coronel Zaqueu teria sido o responsável por indicar os telefones a serem grampeados.

Em 2018, antes dos novos depoimentos de Zaqueu, Lesco e Gerson, em que ao implicarem o ex-governador Pedro Taques (PSDB) e seu primo Paulo Taques (ex-chefe da Casa Civil), como líderes dos grampos, pediram a formulação de acordo de delação premiada (delação), o MPE apresentou suas alegações finais, que já os condenava.

Em relação a Zaqueu, ex-comandante geral da PM, foi requerida a condenação pelos crimes de falsificação de documento público, falsidade ideológica e realização de operação militar sem ordem superior. Por conta da continuidade delitiva da prática dos crimes, fator que ocasiona o aumento da pena, a condenação pode chegar até 23 anos de prisão.

Quanto a Gerson, o promotor defende a condenação por falsificação de documento público e falsidade ideológica, cuja pena pode chegar até 18 anos de prisão, também devido à continuidade delitiva.

Por fim, em relação a Lesco, ex-secretário chefe da Casa Militar, o MPE, reforçou a pena pelo crime de realização de operação militar sem ordem superior, que prevê de 3 a 5 anos de prisão.

Ainda em sua fala, o promotor também reforçou ser contrário ao pedido de colaboração premiada feito pela defesa dos coronéis e do cabo, que se basearam na  Lei 9.807/99, que garante a aplicação do perdão judicial ou a redução da pena.

"Não concedam tal monstruosidade, eminentes magistrados. Tive cuidado de mostrar o não preenchimento de requisitos legais previstos na Lei, em especal da Lei que prevê entre outros requisitos para o perdão judicial, e estou refutando veementemente, levará em conta a personalidade do beneficiado, a natureza, a circunstância, gravidade, repercussão social, do farto criminoso", discursou o promotor ao pedir a condenação de Zaqueu, Lesco e Gerson se dirigindo aos juízes-militares – coronéis da reserva remunerada Elierson Metello de Siqueira, Valdemir Benedito Barbosa, Luiz Cláudio Monteiro da Silva e Renato Antunes da Silveira Júnior.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

Expectativa de tocar a Cultura de MT

paulo traven 400 curtinha   Um dos três adjuntos da pasta de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, José Paulo da Mota Traven (foto) vem se articulando para assumir de forma efetiva o comando da secretaria. Ele conta com apoio de alguns membros do staff, como do secretário de Governo, Alberto (Beto) Machado. O governador...

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

Despesas e o uso eleitoreiro de CPI

marcelo bussiki 400 curtinha   Buscando visibilidade pela reeleição em ano eleitoral, alguns vereadores da Capital, vergonhosamente, usaram e abusaram de dinheiro público para promoção pessoal na esteira da CPI do Paletó. A tendência é do relatório paralelo que pede afastamento do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.