Judiciário

Sexta-Feira, 16 de Agosto de 2019, 18h:07 | Atualizado: 16/08/2019, 18h:15

FEMINICÍDIO

Ex-candidato a vereador é condenado a 22 anos de prisão por matar a ex em Sorriso

Reprodução

Irm�o Antonio

Antônio Cláudio da Silva Santos, conhecido como Irmão Antonio é ex-candidato a vereador

O ex-candidato a vereador em Sorriso Antonio Claudio da Silva Santos, conhecido como Irmão Antonio, foi condenado a 22 anos e seis meses de prisão por assassinar Mary Célia Freita Soares Santos, de 37 anos. Ela era ex-esposa de Antonio e foi morta na madrugada 10 de dezembro de 2016 a facadas enquanto dormia.

Antonio foi julgado pelo Júri Popular, composto por sete cidadãos convocados pelo Tribunal de Justiça. O Ministério Público Estadual (MPE) acusou o ex-candidato por homicídio quadruplamente qualificado. A defesa, por sua vez, negou a qualificadora do emprego de meio cruel. Em auto-defesa, o ex-candidato alegou ter matado a mulher por tê-la encontrado com outra pessoa.

Os membros do júri reconheceram, por maioria, a autoria do crime, não absolveram o acusado e não reconheceram a incidência de privilégio pelo argumento de suposta traição. Eles ainda reconheceram as qualificadoras motivo torpe, de uso de meio cruel e entenderam que o ex-candidato agiu com uso de recurso que dificultou a defesa da vítima.

De acordo com as investigações, Antonio não aceitava a separação de Mary Célia. Ele tinha as chaves da casa e entrou de madrugada no local, foi até a cozinha buscar uma faca e matou a mulher, que dormia na cama ao lado dos dois filhos do casal. As crianças presenciaram o crime.

Apesar de não ter ficado em silêncio durante o julgamento, a juíza Emanuelle Chiaradia Navarro, da 1ª Vara Criminal de Sorriso, não reconheceu a confissão de Antonio.

“No presente caso o acusado optou expressamente por não ficar em silêncio, apresentando, porém, uma confissão 'manca', não podendo esta juíza presidente permanecer inerte à visível dissimulação do acusado, alegando ter agido após encontrar a vítima com outro homem, em patente tentativa de faltar com a verdade perante esta magistrada e jurados”, justificou.

Inicialmente, a pena havia sido de 15 anos de prisão. Por ter cometido o crime mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, por meio cruel e por ter agido contra mulher (feminicídio), no âmbito de violência doméstica, a magistrada aumentou a pena em sete anos e seis meses, resultando nos 22 anos e seis meses finais.

O fato de o crime ter sido cometido contra a cônjuge foi considerado como agravante pela magistrada, mas ela ponderou “incidir em odioso bis in idem aplicá-la, quando já reconhecida a qualificadora do feminicídio”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

Carta de Abicalil cita traição de Lúdio

carlos abicalil 400 curtinha   Carlos Abicalil (foto), ex-federal e hoje assessor do deputado Valdir Barranco, demonstra até hoje estar "atravessado" com Lúdio Cabral por causa da traição política de 2010. Na época, mesmo o PT o tendo lançado ao Senado, Lúdio, ex-vereador por Cuiabá e...

Júlio apoiou Bolsonaro pra varrer o PT

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), pré-candidato a senador pelo DEM, diz que em 2018 não só votou em Bolsonaro, como participou de carreata e vestiu camisa com as cores verde e amarela em apoio à candidatura do capitão. Lembra que estava convicto naquele momento de que era preciso varrer o PT...

Já com apoio de mais de 50 prefeitos

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) não para nas articulações políticas. E, se apoio elevado de prefeitos vier a ser decisivo, ele será eleito senador na suplementar de 26 de abril. Dos 141 gestores municipais do Estado, mais de 50 já anunciaram que estarão no palanque do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.