Judiciário

Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 07h:51 | Atualizado: 28/01/2014, 08h:40

Mensalão

Ex-deputado nunca chegou atrasado na Polinter, mas almoça e janta fora

Jonathan Dourado

Pedro Henry

Pedro Henry precisa decidir se vai continuar em hospital ou trabalhar no IML

O ex-deputado federal Pedro Henry (PP) tem cumprido rigorosamente os horários de entrada e saída do Centro de Custódia de Cuiabá, a antiga Polinter. Condenado a 7 anos e 2 meses de prisão em regime semi-aberto, o progressista tem permissão para sair a partir das 6h e retornar até às 19h, horário que utiliza para atuar em um dos setores administrativos do hospital particular Santa Rosa. Ele passa os finais de semana preso, podendo chegar na unidade às 14h, já que trabalha pela manhã. Até hoje, não foi registrado nenhum atraso, segundo Jean Carlos, responsável pelo local.

Henry foi condenado no julgamento do escândalo do Mensalão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além de multa no valor de R$ 932 mil. Chegou a Cuiabá em 27 de dezembro, após ser transferido do Presídio da Papuda, em Brasília (DF). Ele trabalha no hospital há pouco mais de duas semanas e, desde então, tem cumprido as determinações do juiz da Vara de Execuções Penais da Capital, Geraldo Fidelis.

Como as refeições são servidas às 11h30 e às 17h30 na unidade prisional, ele almoça e janta fora todos os dias. Só se alimentou na Polinter no período em que esperava decisão judicial para começar a trabalhar. Além disso, tem recebido visitas regulares da esposa, Iva Henry, e dos advogados Raphael de Freitas Arantes e Décio Arantes Ferreira, segundo informou a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh). Os dias de visita são quarta e domingo, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30.

Um dos advogados de Henry, Raphael de Freitas Arantes, disse ao RDNews que o ex-parlamentar ainda não decidiu se continuará atuando na administração do Hospital Santa Rosa ou se reassumirá cargo público de médico legista no Instituto Médico Legal (IML), ocupação que deixou há 18 anos para se dedicar à política.

Isso porque a defesa ingressou com pedido para que ele pudesse frequentar curso de pós-graduação em medicina hiperbárica nas sextas e sábados, cursar fisioterapia na Universidade de Cuiabá (UNIC) no período da noite e também trabalhar como médico legista do IML aos domingos, em esquema de plantão. A Justiça negou as solicitações e agora Henry deve escolher onde quer trabalhar. 

O advogado não soube informar ainda se o pagamento da multa de R$ 932 mil está sendo feito. O ex-deputado recebe salário de R$ 7,5 mil para trabalhar das 7h às 17h.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Marlene Terterelia | Quarta-Feira, 29 de Janeiro de 2014, 00h02
    2
    0

    Gente!!!!!,,,,vamos manda -lo de VOLTA PARA BRASILIA,,,LA ELE IRA DIRETO P O PRESIDIO.

  • clovis henrique | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 10h10
    0
    3

    clovis henrique, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • marcos | Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2014, 08h43
    6
    0

    e o carro da policia servindo esse cara e ainda com motorista, poderia estar servindo ao povo que paga impostos....é uma brincadeira isso hein....

Apto, ex-prefeito vai disputar Chapada

gilberto mello 400 curtinha   O ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto de Mello (foto), contesta registro no Curtinhas, citando que ele estaria inelegível por responder a alguns processos e ter amargado condenações pela Justiça - saiba mais aqui. Filiado ao PL e disposto a ir à...

PT-Cuiabá sugere disputa ao Senado

bob pt 400 curtinha   Em resolução do diretório de Cuiabá, aprovada nesta quinta após discussões ampliadas, o PT municipal, presidido por Bob Almeida (foto), decidiu recomendar à Executiva Estadual o projeto de candidatura própria ao Senado. O documento dispara críticas tanto ao Governo...

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

Vereadores, Tapurah, reajuste e férias

odair tapurah vereador curtinha 400   Em Tapurah, no Nortão, com menos de 15 mil habitantes, seus nove vereadores iniciam o 2020 com salário reajustado em 4,48%, seguindo a tabela do INPC. Mesmo ainda em férias, eles vão receber já na folha de janeiro R$ 5,8 mil cada. No caso do presidente Odair César Nunes...

Vereador, reunião e apoio a músicos

diego guimaraes curtinha 400   Músicos e representantes da Prefeitura de Cuiabá sentaram à mesa nesta quinta, na Câmara Municipal, para tentar resolver impasse sobre horário de funcionamento e volume do som nos estabelecimentos e também estudar ajustes na lei do Disk-Silêncio. O presidente da...

Antes, durante e depois de Bolsonaro

wilson kero-kero 400 curtinha   O vereador pela Capital, Wilson Kero-Kero (foto), que era do SD e se filiou ao PSL em 2015, muito antes da chegada do hoje presidente Bolsonaro, vai aproveitar a janela de março e pular para o Podemos. Isso não quer dizer que ele deixará de defender o governo do capitão. Assegura que...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.