Judiciário

Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 15h:02 | Atualizado: 03/12/2020, 08h:58

FRAUDE NO PLANO

Ex-presidente do MT Saúde é condenado por desviar R$ 3,3 mi do convênio público

O ex-presidente do Mato Grosso Saúde (MT Saúde) Yuri Alexey Vieira Bastos Jorge foi condenado por desvio de R$ 3,3 milhões do plano de saúde dos servidores públicos do Estado. Além de devolver o dinheiro, ele recebeu pena de três anos e quatro meses de prisão, que serão cumpridos inicialmente em regime aberto. Pode recorrer da sentença em liberdade.

Rdnews

 yuri bastos

O ex-presidente do MT Saúde Yuri Alexey Bastos Jorge foi condenado por desvios no plano

A decisão foi dada pelo juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá. O magistrado condenou o ex-presidente do plano por desvio em um contrato entre o MT Saúde e a Connectmed – CRC Consultoria, Administração e Tecnologia em Saúde Ltda para implantação e administração do plano.

O contador Hilton Paes de Barros também foi condenado a três anos e quatro meses de prisão, em regime aberto. Ele e Yuri Bastos Jorge deverão devolver os R$ 3,3 milhões desviados dos cofres públicos de maneira conjunta, com correção monetária. O magistrado substituiu as penas de prisão por penas restritivas de direito, que terão condições fixadas pelo Núcleo de Execuções Penais do Tribunal de Justiça. O empresário William I Wei Tsui, dono da empresa, foi absolvido.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), a Connectmed foi a segunda colocada em uma licitação para administrar o plano de saúde dos servidores. O Serviço Social da Indústria (Sesi) foi o primeiro colocado no processo e firmou contrato que durou entre fevereiro de 2004 e outubro de 2005.

Depois de atrasos nos pagamentos, o Sesi acabou rescindindo o contrato, que passou para responsabilidade da Connectmed no mesmo dia por determinação do ex-presidente do MT Saúde. Em janeiro de 2006, Yuri Bastos Jorge assinou aditivo ao contrato sem justificativa, segundo o MPE. A Connectmed teria, em seguida, firmado outro acordo com uma segunda empresa para repassar recursos “de volta” ao ex-presidente do plano.

 

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • pedro | Quarta-Feira, 02 de Dezembro de 2020, 17h14
    3
    0

    lembra blairo maggi pagot, eder moraes, todos fizeram os cuiabanos na epoca de bobo cheira cheira

  • Abroncio | Quarta-Feira, 02 de Dezembro de 2020, 16h00
    1
    0

    Esse é o perfil de candidato que todas as mulheres gostam: bonito, educado, fala mansa, pois foi bem votado, são lobos em pele de cordeiro, outro bem votado: João Emanuel que foi vereador por Cuiabá, Éder Moraes não se candidatou.

  • Paulo Goncalves | Quarta-Feira, 02 de Dezembro de 2020, 15h51
    0
    0

    Paulo Goncalves, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Orlandir Cavalcante | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 17h38
    8
    0

    Justiça tarda mas não falha a exatos 10 anos ele veio em minha cidade com o engodo do MTSaude ... num programa da TV Descalvados em Caceres, comandado pelo Jornalista Ildefonso Rosa questionei ele sobre a lisura desse tal MT Saude pois na época o SINTEP/MT tinha um estudo que previa que esse roubo dos servidores chamado MT Saude teria como se sustentar por no maximo dez anos... ele rio, desdenhou de meu questionamento ...kkkk toma cego kkkkkk

  • marta | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 17h17
    10
    0

    turminha que causou o deficit na previdencia do estado, cade o governador mauro pra investiga-los? fica ai garganteando querendo ser o ultimo biscoito do pacote.

  • marcos | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 17h06
    8
    1

    o antigo ipemat(ate governo dante de oliveira) , que virou mtprev e mt saude,(a partir do governo blairo maggi) era certinho, ate no governo dante de oliveira, entrou o governo blairo maggi, começou o deficit na previdencia e outros problemas, sera por que? o extinto ipemat de tão bom que era e funcionava seu setor de previdencia bem e saude tbém muito bem, resolveram extingui-lo. ai virou a anarquia dos entendido. não sei o que os deputados na epoca estavam fazendo, alias deviam estar fazendo vistas grossas, e ai esta o deficit milionario e quem esta pagando são os servidores publico ativos inativos e pensionistas...

  • José Carlos de farias | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 16h41
    15
    0

    Ja tinha que ta cadeia a muito tempo.

  • Hélio Cervantes | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 16h23
    15
    0

    Esse nó cego está soltinho da silva, por que?

  • Geraldo | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 15h48
    15
    0

    Antes tarde do que nunca

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), paga uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados. O salário de desembargador é de R$ 35,4 mil. Entre os chamados penduricalhos pagos pelo...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.