Judiciário

Quinta-Feira, 29 de Agosto de 2019, 15h:21 | Atualizado: 29/08/2019, 15h:32

Galli ainda espera absolvição no TJ-MT ou novo julgamento em caso de homofobia

Jacques Gosch

Marcos Rachid e Victorio Galli

O advogado Marcos Rachid e ex-deputado Victório Galli, em entrevista na sede do Rdnews

A defesa do ex-deputado federal Victório Galli (Patriota), que ingressou com ação rescisória junto ao Tribunal de Justiça (TJ) na tentativa de reverter a condenação por danos morais coletivos na ordem de R$ 100 mil, em razão de declarações consideradas homofóbicas,  espera que a sentença de primeiro grau seja anulada pela desembargadora Maria Aparecida Ribeiro. A relatora pode absolver o réu ou determinar que a ação, que já transitou em julgado, retorne para primeira instância e seja novamente instruída.

 O advogado Marcos Rachid, que patrocina a defesa de Galli, afirma que seu cliente foi condenado em julgamento antecipado e  sem provas. Segundo ele, a juíza Célia Regina Vidotti utilizou somente a petição da Defensoria Pública de Chapada dos Guimarães para condenar Galli sem levar em conta o Código de Processo Civil e o Código de Processo Penal.

“Os antigos advogados do Victório Galli  apenas contestaram a questão da  Liberdade de Expressão. A juíza entendeu que já poderia fazer o julgamento antecipado, sendo que Galli  era um deputado federal. Qual era a prova para fazer o julgamento antecipado? Só a petição da Defensoria? Eu entendo que não. O Código de Processo Civil e Código de Processo Penal proíbem  julgamento surpresa, sem ouvir a parte acusada. Esse foi o julgamento do Galli em primeira instância. É uma crítica jurídica com respeito à julgadora”, declarou Rachid.

Além disso, o advogado explica que mesmo com o processo transitado em julgado, é possível reverter à condenação. Por isso, a ação rescisória.

 Ao alegar ao TJ que foi cerceada a defesa, Rachic juntou nova prova. No caso, documento emitido pela Câmara dos Deputados comprovando que Galli votou favorável ao Estatuto da Família, que inclui a União Vital e garante direitos civis e patrimoniais a pessoas do mesmo sexo que se unem.

Nesta semana, foi divulgado que a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou seguimento de recurso do ex-deputado, que tenta reverter a decisão de primeira instância.

A ação

A ação foi movida pela Defensoria Pública de Chapada dos Guimarães em março de 2017. Galli alegou ter feito estudos profundos para concluir que a Disney e o Mickey fazem apologia ao "homossexualismo", termo considerado preconceituoso em relação à comunidade LGBTI. O então deputado também ligou outros personagens da Disney a uma suposta trama para “enganar” crianças e torná-las gay.

De acordo com Rachid, Galli não é homofóbico porque não discrimina homossexuais. Para o advogado, seu cliente apenas emite opiniões e condena práticas como vilipendio a símbolos religiosos que, segundo ele, ocorreriam em manifestações LGBTI, por exemplo.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • andre | Sexta-Feira, 30 de Agosto de 2019, 09h50
    0
    1

    VAI BESTA,

  • ungarete paz da silva | Quinta-Feira, 29 de Agosto de 2019, 17h48
    3
    2

    Cadê o machão, agora? Simples faça o pagamento. Os enrustidos são os piores seres na face da terra!

Matéria(s) relacionada(s):

Goleada na cassação no TRE e no TSE

edson fachin 400 curtinha   No TRE-MT, em abril, a juíza aposentada e senadora Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, teve o mandato cassado por unanimidade. No julgamento do recurso da parlamentar no TSE, nesta terça, o placar também foi "elástico": 6 a 1. Somente o ministro Edson Fachin (foto) votou acatando o...

PP não quer se desgrudar do prefeito

vanderlucio 400 curtinha   O PP de Cuiabá está mergulhado na gestão Emanuel Pinheiro, inclusive, comandando três secretarias com Vanderlúcio Rodrigues (foto), de Obras Públicas e que preside a legenda na Capital, Francisco Vuolo (Cultura, Esporte e Turismo) e Débora Marques (Agricultura, Trabalho e...

1º projeto beneficia a Grande Cáceres

leonardo 400 curtinha   O deputado Leonardo (foto) conseguiu aprovação de um projeto na Câmara Federal que amplia prazo sobre registro de imóveis na fronteira, beneficiando a região Oeste, especialmente Cáceres, que faz fronteira com a Bolívia. A matéria agora segue para o Senado. A...

Denúncia, psiquiatria e agora atestado

elizabeth 400 curtinha   Lotada como técnico-administrativo do RH do Hospital Metropolitano da Capital, Elizabete Maria de Almeida (foto), recorreu a um psiquiatra uma semana depois de registrar um BO e, sem apresentar provas, acusar o prefeito Emanuel de negociata, inclusive com dinheiro vivo para vereadores, com vistas a...

Título de Cidadã para senadora goiana

janaina riva 400 curtinha   A Assembleia fará sessão solene nestes últimos dias de 2019 para prestar homenagem a várias personalidades de diferentes segmentos e profissões. Uma das que serão condecoradas com o Título de Cidadã Mato-Grossense é a goiana Kátia Regina de Abreu,...

Francis sem os vereadores do partido

cesare 400 curtinha vereador caceres   A administração Francis Maris em Cáceres se tornou tão emblemática que perdeu apoio dos dois únicos vereadores do seu partido, o PSDB, na Câmara Municipal. Os tucanos Valdeniria Dutra e Claudio Henrique integram hoje o bloco de oposição ao prefeito,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.