Judiciário

Sábado, 12 de Setembro de 2020, 14h:25 | Atualizado: 12/09/2020, 15h:29

SUPLENTE

Gisela ainda pode recorrer de decisão do TRE e pegar vaga de Neri Geller - saiba

neri geller e gisela

Gisela Simona (Pros), suplente do deputado federal Neri Geller (PP), ainda pode recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) que negou o pedido de cassação contra o deputado por caixa 2 e abuso de poder econômico na eleição de 2018. A denúncia foi feita pelo Ministério Público Eleitoral, mas Gisela aparece como assistente no processo e deve oficializar sua candidatura à Prefeitura de Cuiabá neste sábado (12).

Segundo o advogado de Gisela, Carlos Eduardo Feguri, a suplente só pode se manifestar após o MP decidir pelo recurso. “O que sabemos até o momento é que o acórdão com a decisão do TER ainda não foi publicado e, somente depois disso, vamos sentar e conversar sobre o que pode ser feito”, disse ao .

À época, o MPE havia identificado R$ 942 mil em doações feitas da conta pessoal de Neri a candidatos a deputado estadual, além de doações saídas da conta da campanha dele que ultrapassaram limite de gastos. Também havia sido identificado que as doações aos estaduais visavam formar “dobradinha”, “de modo que o poderio econômico o colocou em posição vantajosa irregular” na eleição.

O deputado, que é produtor rural, conseguiu se defender das acusações e convenceu a maior parte dos sete membros do TRE-MT que entenderam que supostas doações feitas por empresas, fonte que é vedada, não estavam no pedido inicial da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) e por isso não poderiam gerar a cassação do mandato.

Se decidir recorrer, Gisela vai buscar na Justiça a vaga de na Câmara Federal ao mesmo tempo que concorre à Prefeitura de Cuiabá onde foi a candidata mais votada na eleição para deputado federal em 2018. Isso porque ela é a 1ª suplente na chapa que elegeu Geller e ficou em 5º lugar na chapa que elegeu 4 parlamentares. Ela obteve 50.682 votos nas eleições para deputada federal em 2018, mas não se elegeu.

Em Cuiabá, Gisela foi a candidatava mais votada naquele pleito, com 33.762 votos e não conseguiu a vaga por apenas 333 votos em relação a Rosa Neide (PT), que foi eleita.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Leitão x Fávaro sob efeito-Bolsonaro

nilson leit�o 400   O ex-vice-governador e hoje senador interino Carlos Fávaro (PSD) e o ex-prefeito sinopense e ex-deputado federal pelo PSDB Nilson Leitão (foto) travam uma guerra eleitoral, com críticas mútuas, como se só existissem os dois na disputa para o Senado, quando, em verdade,...

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

Tentativa de ser 1ª prefeita de Barão

margareth munil 400 curtinha   A candidata à prefeita de Barão de Melgaço, Margareth Gonçalves da Silva (foto), é tão conhecida nas ações conjuntas com o marido nas áreas da saúde e assistência social que está levando para as urnas a combinação do seu...

Froner segue com o vice de Gilberto

osmar froner 400   Osmar Froner de Mello (foto), escalado de última hora para a disputa em Chapada dos Guimarães, manteve de vice o mesmo que estava na chapa de Gilberto Mello (PL), o vereador Carlos Eduardo, que era conhecido como Carlinhos do PT e agora é do PDT. Froner e Carlinhos não têm afinidades...