Judiciário

Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 17h:05 | Atualizado: 15/05/2019, 17h:52

BENEFÍCIO DA PENA

Juiz autoriza progressão de regime e ex-governador de MT vai para o semiaberto

Rodinei Crescêncio

Silval Barbosa dep�e na CGE

Ex-governador Silval Barbosa ao chegar para depoimento na CGE, quando cumpria prisão domiciliar, em Cuiabá; ele é condenado por corrupção

Em prisão domiciliar desde que firmou acordo de colaboração premiada (delação), em maio de 2017, o ex-governador Silval Barbosa poderá ir para o regime semiaberto. A autorização é do juiz Geraldo Fidelis, da 2ª Vara Criminal de Cuiabá, em decisão desta segunda (15).

A progressão, de acordo com o magistrado, segue os termos da delação firmada com a Procuradoria Geral da República (PGR) e homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que estipulou o prazo de três anos e seis meses de prisão domiciliar - podendo ser reduzido um ano e oito meses, período em que o político ficou preso preventivamente no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC).

Silval cumpria prisão domiciliar em sua fazenda localizada no município de Matupá. Ele era impedido de sair da propriedade sem a autorização da Justiça. Com o semiaberto, o ex-governador poderá trabalhar ou estudar durante o dia, mas deverá retornar a sua casa à noite.

No pedido, a defesa de Silval pediu ainda a diminuição de 28 dias de prisão em virtude de 86 dias de trabalho enquanto estava preso no CCC. Além disso, ele indicou a conclusão da leitura de 19 livros e a conclusão do curso de Teologia pela Universidade da Bíblia. Juntas, o ex-governador queria a remição de 76 e 460 dias, respectivamente.

As remições seriam para diminuir a pena total de Silval Barbosa. O ex-governador tem duas condenações em primeira instância que somam 27 anos e sete meses por fraudes em incentivos fiscais, propina e lavagem de dinheiro. As penas foram dadas em duas ações referentes à 1º e 2º fases da Operação Sodoma.

O Ministério Público Estadual foi favorável à progressão. Mas o promotor Mauro Podereso, que assinou o parecer, foi contrário ao pedido de remição. Os advogados colecionam certificados do curso à distância e destacam a leitura dos livros e o tempo de trabalho por parte de Silval. Na decisão, Fidelis pediu que o CCC enviasse as informações referentes a estes feitos para considerar o requerimento da defesa numa decisão posterior.

O magistrado marcou também para o dia 21 uma audiência para oficializar a decisão junto a Silval. A defesa também deverá informar até esta data os registros de propriedade dos bens do ex-governador dados em delação para pagamento, como parte do cumprimento do acordo feito com a PGR.

Apenas um avião biomotor Sêneca 3, avaliado em R$ 900 mil, foi entregue ao Estado. No fechamento do acordo, Silval também entregou R$ 46 milhões em bens. O patrimônio milionário entregue inclui um imóvel em Cuiabá (R$ 1,22 milhão), um terreno em Sinop (R$ 860 mil) e as fazendas Serra Dourada II e Lagoa Dourada (avaliada em R$ 33 milhões e R$ 10,4 milhões, respectivamente), que estão em Peixoto de Azevedo.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Everaldo Raul Cabral | Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 19h43
    1
    0

    Oh que lindo!!!!!Tadinho dele....

Matéria(s) relacionada(s):

Câmara adia o parecer sobre denúncia

felipe wellaton curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão, assinou a Resolução número 16, na última terça (21), prorrogando por mais 30 dias o prazo para definir um parecer sobre a representação do servidor público Valmir Molina contra o vereador Felipe Wellaton...

Pacto descumprido à saúde e denúncia

Pedro Taques curtinha   O governador Mauro ingressou com representação junto ao TCE, com pedido de medida cautelar, contra o antecessor Pedro Taques (foto) e o ex-secretário de Saúde Luiz Soares, apontando supostas irregularidades na concessão de R$ 82 milhões do Fundo Estadual de Saúde para...

Ex terá de restituir erário em R$ 11 mil

gisely ex julio pinheiro curtinha   O Tribunal de Contas do Estado manteve, em decisão desta semana, a sanção aplicada à Gisely Carolina Lacerda Pinheiro (foto), viúva do ex-presidente da Câmara de Cuiabá, Júlio Pinheiro, que faleceu em junho de 2016. Julgada à revelia, já que foi...

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.