Judiciário

Sexta-Feira, 12 de Fevereiro de 2010, 08h:21 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

TRE

Juiz nega liminar a Ralf em processo por compra de votos

   O ex-vereador Ralf Leite (PRTB) sofreu nova derrota na Justiça, agora na esfera eleitoral. O juiz-membro do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) Sebastião de Arruda Almeida indeferiu o pedido de Ralf que, por meio de um habeas corpus, tentava suspender o processo que responde por compra de votos. A informação é do jornal A Gazeta, em circulação nesta sexta (11).

   Ralf foi pivô de uma série de escândalos em 2009 e acabou cassado por quebra de decoro parlamentar. Ele foi detido em fevereiro de 2009 enquanto praticava ato libidinoso com um travesti menor de idade. Em seguida, se envolveu em outros episódios polêmicos, dentre eles o espancamento da ex-namorada, a estudante de Direito Cristina Gentil. Por fim, teve a perda do mandato decretada. Após a cassação, Ralf ingressou com recursos para reaver o mandato, mas, por enquanto, todos foram negados. 

   Na Justiça Eleitoral, Sebastião Arruda negou o recurso por entender que o HC foi apresentado apenas na semana passada, portanto fora do prazo legal. Os advogados de Ralf sustentam que a denúncia não conta com provas da participação de Ralf no crime. Além do ex-parlamentar, respondem ao processo o pai dele, coronel Edson Leite, o irmão do ex-vereador, Edimar Cortez, Wequeson de Souza, Kartagean Moraes e Mateus Rodrigues. Agora o pleno do TRE precisa apreciar o mérito do habeas corpus - veja mais aqui.

(11h) - Ralf garante que denúncia contra seu pai não foi acolhida pela Justiça

  O ex-vereador Ralf Leite garante que seu pai não responde ao processo por compra de votos, que envolve o seu nome, porque o promotor João Augusto Gadelha apresentou a denúncia fora do prazo legal. "Ele (Gadelha) chegou a formular a denúncia, mas o juízo da 37ª Zona Eleitoral não acolheu porque estava fora do prazo", afirma Ralf.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...