Judiciário

Terça-Feira, 20 de Outubro de 2020, 08h:48 | Atualizado: 20/10/2020, 17h:00

MORTE NO ALPHAVILLE

Julgamento do caso Isabele começa hoje com oitiva de testemunhas de acusação

Começa hoje (20) por volta das 13h a audiência de continuação sobre o assassinato da adolescente Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, morta pela menina B. de O. C., de 15 anos, que se tornou ré em 15 de setembro. A oitiva sobre o caso será virtual, como a audiência de apresentação, realizada em 23 de setembro. Nesta fase, serão ouvidas as testemunhas de acusação e de defesa. A ré e o namorado G. C. da C., de 16 anos, acompanham a audiência. 

Reprodução

Caso Isabelle

Isabele Guimarães Ramos foi morta em julho com um tiro na cabeça dado pela amiga

O apurou que entre as testemunhas de defesa está o pai da ré, que é empresário, e a mãe. No total, oito pessoas serão ouvidas. Entre as testemunhas de acusação estarão peritos que acompanharam o caso. Depois dessa última audiência, que pode ser prolongada para outras datas, o caso é encaminhado para considerações finais e segue para sentença. Seguindo o que determina o determina o artigo 183 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a sentença deve sair em 45 dias.

Em setembro, a juíza acatou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) e determinou a internação da menor por 45 dias - prazo máximo permitido pelo ECA. B. de O. C. foi encaminhada ao Centro de Ressocialização Menina Moça e passou a noite por lá.

Porém, 12 horas depois, o desembargador Rui Ramos Ribeiro, do Tribunal de Justiça, concedeu liberdade à ré. Ele destacou que a liberdade e a presunção da inocência são a regra do processo judicial. O magistrado afirmou que a gravidade do ato infracional análogo a crime imputado à garota no homicídio de Isabele Guimarães não seria suficiente para justificar sua apreensão.

Ao decidir pela liberdade de B. de O. C., o magistrado definiu que a juíza de 1ª instância não poderia apreender a garota, mas pode aplicar outras medidas que não impliquem em sua internação.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Iryna | Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020, 20h12
    0
    0

    Iryna, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

DEM, bate-cabeça e plano B frustrado

fabinho garcia 400 curtinha   O ex-deputado federal e empresário Fábio Garcia (foto) acabou deixando o DEM órfão de candidatura a prefeito da Capital. Numa conversa com o governador Mauro, seu padrinho político, Fabinho o assegurou que iria sim disputar o Palácio Alencastro, mesmo pedindo trégua por...

Mauro sofre 2 derrotas para Emanuel

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto), principal estrela do DEM em MT, acabou amargando duas derrotas em Cuiabá para o prefeito Emanuel, neste ano, embora não tenha sido candidato nas urnas. Em princípio, buscou candidatura própria com o seu partido, mas todos os nomes possíveis, como de Gilberto, Gallo,...

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

MAIS LIDAS