Judiciário

Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 08h:47 | Atualizado: 15/05/2019, 09h:44

SERIAL KILLER

Justiça mantém preso acusado de matar 2 ex-parceiras e enterrá-las perto de casa

adilson pinto

Adilson é acusado de matar 2 ex-mulheres

O juiz Mário Roberto Kono de Oliveira decretou, na tarde de terça (14), a prisão do operador técnico de refrigeração Adilson Pinto da Fonseca, 48 anos, acusado de assassinar e enterrar os corpos da ex-companheira, Benildes Batista de Almeida, 39, e da namorada, Talissa de Oliveira Ormond, 22. O crime aconteceu em 2013, no bairro Nova Conquista, em Cuiabá.

As ossadas das vítimas, que passarão por procedimento de identificação, foram encontradas nesta semana, após investigações da Polícia Civil.  Os restos mortais estavam em uma área localizada em frente à casa de Adilson, que confessou o crime. Ele foi preso na última segunda (13).

O delegado Fausto José Freitas da Silva, da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), responsável pelas apurações dos crimes, pediu que a prisão do homem fosse mantida pela Justiça.

Em audiência de custódia, na tarde de terça, a defesa dele solicitou a substituição da prisão por liberdade provisória. Já o Ministério Público Estadual (MPE) se manifestou a favor da manutenção da prisão do homem.

Ao analisar o caso, o juiz apontou que há claros indícios de que Adilson cometeu os crimes, além de o próprio homem ter confessado os homicídios e as ocultações de cadáveres. Ele pontuou que pelo fato de o crime ter sido cometido há quase seis anos, não havia prisão em flagrante. Porém, ainda assim, diante do contexto, é possível determinar a prisão preventiva do homem.

ossada

Polícia e perícia buscaram por 48h pelos corpos, em um terreno baldio, próximo à casa onde o acusado morava, e encontrou os restos mortais das mulheres

“O fato dos delitos terem acontecidos no ano de 2013 e só agora descobertos, principalmente pelos cometimentos dos crimes de ocultação de cadáveres já é de se presumir a necessidade de se garantir a aplicação da lei penal, medo este sofrido por Adilson até a data de hoje e que provavelmente assim continua”, assinalou.

“Neste passo, entendo ser necessário o atendimento do pedido pela imperiosa aplicação da lei penal e para a perfeita instrução do processo. Por tais razões, acolho o pedido e decreto a prisão preventiva de Adilson Pinto da Fonseca, devendo o mesmo aguardar preso o seu julgamento ou até que o juiz titular para qual o feito for distribuído possa tomar outra decisão”, decretou.

Os crimes

Conforme as investigações, o acusado matou Benildes enquanto os três filhos deles dormiam, um dia antes de a mulher retornar à Espanha, onde morava. “Ele matou a mulher e sumiu com o corpo na mesma noite. Ele a jogou no fundo de um buraco com água, onde a enterrou depois de uma semana”, explicou o delegado.

Segundo o responsável pelas investigações, o homem dizia aos filhos que a mulher embarcou para a Espanha. “Ele ficou esse tempo todo enrolando a família. Ele dizia que ela ligava para ele”.

Em relação a Talissa, segundo a Polícia, o desaparecimento dela foi comunicado em oito julho de 2013, cerca de quatro dias depois de sumir. A mãe da moça contou que ela tinha saído para trabalhar em uma empresa de telefonia e não mais deu notícias.

Na empresa, conforme a polícia, a chefe da vítima informou à mãe que naquele dia ela tinha trabalhado o dia todo e, quando saiu, havia um rapaz moreno em uma motocicleta à espera dela. Mas ninguém a viu sair com ele. No dia seguinte, a vítima teria ligado na empresa pedindo socorro. Depois não deu mais notícias.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Câmara adia o parecer sobre denúncia

felipe wellaton curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão, assinou a Resolução número 16, na última terça (21), prorrogando por mais 30 dias o prazo para definir um parecer sobre a representação do servidor público Valmir Molina contra o vereador Felipe Wellaton...

Pacto descumprido à saúde e denúncia

Pedro Taques curtinha   O governador Mauro ingressou com representação junto ao TCE, com pedido de medida cautelar, contra o antecessor Pedro Taques (foto) e o ex-secretário de Saúde Luiz Soares, apontando supostas irregularidades na concessão de R$ 82 milhões do Fundo Estadual de Saúde para...

Ex terá de restituir erário em R$ 11 mil

gisely ex julio pinheiro curtinha   O Tribunal de Contas do Estado manteve, em decisão desta semana, a sanção aplicada à Gisely Carolina Lacerda Pinheiro (foto), viúva do ex-presidente da Câmara de Cuiabá, Júlio Pinheiro, que faleceu em junho de 2016. Julgada à revelia, já que foi...

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.