Judiciário

Quinta-Feira, 18 de Abril de 2019, 12h:29 | Atualizado: 18/04/2019, 12h:38

ATRÁS DAS GRADES

Justiça mantém presos pai e madrasta acusados de torturar o filho de 5 anos

Banco Mundial/ONU

cigarro

Criança é encontrada com queimadura de cigarro pelo corpo e com dor

Alexandre Max Nunes da Silva e Marluce Castro de Oliveira tiveram a prisão em flagrante convertidas em preventiva, nesta terça (16), em audiência de custódia no Fórum de Cuiabá. Eles são pai e madrasta acusados de espancar e torturar o menino K.L.N.S., 5 anos, no bairro Pedra 90 em Cuiabá. O casal foi encaminhado à penitenciaria.

A criança foi encontrada com marcas de queimadura de cigarro pelo corpo, machucados e até de estar com o órgão genital em carne viva. Além das agressões, o menino sofria de incontinência urinária, que o fazia não ter controle sobre xixi. Alexandre e Marluce teriam usado um elástico e enrolado no pênis do menor, como punição, pela falta de controle.

A decisão é do juiz Geraldo Fidelis, da Vara de Execuções Penais, viu que a prisão dos dois "se faz necessária". O Ministério Público Estadual (MPE) também foi a favor da prisão preventiva. Já a Defensoria Pública, que fez a defesa do casal, pediu a aplicação de penas diversas da prisão, como uso de tornozeleira.

O delito em questão é grave

Trecho da decisão

No entanto, Fidelis pontuou que a soltura pode prejudicar a colheita de provas, já que o casal pode fugir do Estado ou coagir a criança e vítimas. O juiz também considerou que, para este crime, a lei não prevê liberdade provisória. Por isso, o magistrado negou o pedido aos dois. 

"Ademais, certamente o delito em questão é grave, sendo certo que a eventual presença de condições pessoais favoráveis não teria o condão de ensejar a concessão da liberdade provisória ao flagrado", aponta.

No momento da prisão, a criança foi encaminhada a UPA. Ele passava fome e estava muito fraco. O Conselho Tutelar deverá acionar parentes para ficar com o menino; caso não encontrem, ele será levado para um abrigo.

Alexandre e Marluce foram denunciados pelo Conselho Tutelar. Os dois eram apontados por torturar a criança desde janeiro, quando passou a ficar sob os cuidados do pai e da madrasta. Eles foram presos, nesta segunda (15), pela Delegacia Especializada de Defesa dos Diretos da Criança e do Adolescente (Deddica).

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Efeito-Leitão desmonta o PSDB-Sinop

Luciano Chitolina 190 curtinha   O enfraquecimento político de Nilson Leitão, derrotado ao Senado e delatado pelo ex-secretário Permínio Pinto num esquema de desvio de recursos na Seduc, está provocando esfacelamento do PSDB em Sinop, onde mora o ex-prefeito e ex-deputado federal. São 4 tucanos com assentos...

Olhar para 2020 e distância do prefeito

niuan vice-prefeito curtinha   Prefeito e vice de alguns municípios já estão rompidos politicamente, inclusive em cidades polos como Cuiabá, Rondonópolis e Sinop. No caso da Capital, Niuan Ribeiro (foto), que trocou o PTB pelo PSD, passou a descer o porrete no prefeito Emanuel Pinheiro, emedebista que deve...

Câmara adia o parecer sobre denúncia

felipe wellaton curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão, assinou a Resolução número 16, na última terça (21), prorrogando por mais 30 dias o prazo para definir um parecer sobre a representação do servidor público Valmir Molina contra o vereador Felipe Wellaton...

Pacto descumprido à saúde e denúncia

Pedro Taques curtinha   O governador Mauro ingressou com representação junto ao TCE, com pedido de medida cautelar, contra o antecessor Pedro Taques (foto) e o ex-secretário de Saúde Luiz Soares, apontando supostas irregularidades na concessão de R$ 82 milhões do Fundo Estadual de Saúde para...

Ex terá de restituir erário em R$ 11 mil

gisely ex julio pinheiro curtinha   O Tribunal de Contas do Estado manteve, em decisão desta semana, a sanção aplicada à Gisely Carolina Lacerda Pinheiro (foto), viúva do ex-presidente da Câmara de Cuiabá, Júlio Pinheiro, que faleceu em junho de 2016. Julgada à revelia, já que foi...

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.