Judiciário

Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2021, 15h:05 | Atualizado: 25/01/2021, 15h:12

OPERAÇÃO APATE

Justiça solta duas mães envolvidas em fraudes ao DPVAT e presas pelo Gaeco

A juíza Ana Cristina Silva Mendes, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, determinou a soltura de Gleicimar de Siqueira Oliveira e de Alessandra Leal Do Nascimento, conhecida como “Sandra”, que estavam presas desde 7 de outubro na Operação Apate. Elas são acusadas de envolvimento em esquema de fraudes ao seguro DPVAT em Mato Grosso. A decisão foi publicada hoje e o caso tramita sob segredo de Justiça.

Gilberto Leite

Convescote_fase4

Agentes do Gaeco trazem documentos apreendidos durante operação feita em Cuiabá

Gleicimar e Alessandra informaram à Justiça serem mães de crianças com menos de 12 anos e, por isso, pediram para que fosse determinada a prisão domiciliar. De acordo com o Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), Gleicimar era a responsável por falsificar documentos públicos como boletins de ocorrência, certidões de nascimento, de casamento e óbito, além de laudos periciais, exames de corpo de delito, entre outros que foram utilizados pelo grupo para desviar dinheiro da seguradora.

“Verifico que não foi imputado à acusada qualquer crime praticado mediante violência ou grave ameaça. Ademais, observo que a representada é primária, de bons antecedentes, residência fixa, bem como é mãe de filhos menores de 12 anos, sendo inclusive a única responsável por cuidar dos filhos, inclusive, possui uma filha com sérios problemas de saúde, além dos seus genitores que são idosos”, disse a juíza em relação a Sandra.

Gesivaldo da Silva Santos, o “Coquinho”, também tinha feito pedido de liberdade, mas não comprovou ser o único responsável por filhos menores, de acordo com a magistrada. Ele era um dos responsáveis, segundo o Gaeco, por cooptar “interessados” que forneciam fotos de documentos pessoais e acompanhavam os investigados em agências bancárias para receber os valores indevidos.

A suposta organização criminosa teria dado prejuízo de mais de R$ 200 mil à Seguradora Líder, que administra o DPVAT. Eram feitos pedidos de indenização por morte em acidente de trânsito, sendo que cada procedimento rendia R$ 13,5 mil ao grupo. A operação foi deflagrada pelo Gaeco em 7 de outubro.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...