Judiciário

Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 12h:34 | Atualizado: 12/02/2019, 17h:12

OPERAÇÃO RÊMORA

Maluf faz solicitação para ser julgado por Câmara com nove desembargadores veja

Gilberto Leite/Rdnews

guilherme maluf_gilberto leite (1).JPG

   Guilherme Maluf nega qualquer participação em esquema já desmantelado pela Rêmora 

A defesa do deputado estadual  Guilherme Maluf (PSDB) entrou com pedido para que denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) contra ele na Operação Rêmora seja julgado pela Turma de Câmaras Criminais Reunidas. A denúncia está na pauta da sessão de quinta (15) do Pleno do Tribunal de Justiça (TJ).

O advogado Hélio Nishiyama, que patrocina a defesa do parlamentar, se baseia em uma mudança no Regimento Interno do Tribunal de Justiça. Em 23 janeiro, o presidente do TJ, desembargador Carlos Alberto, publicou emenda ao regimento que tira o foro dos deputados estaduais do Pleno e passa para a Turma de Câmaras Criminais Reunidas em casos de crimes comuns e de responsabilidade.

Além de deputados estaduais, os cargos de vice-governador, membros do Ministério Público Estadual, da Procuradoria-Geral do Estado, da Procuradoria da Assembleia Legislativa, da Defensoria Pública Estadual, o Comandante-Geral da Polícia Militar e o Diretor-Geral da Polícia Civil também passaram a ter foro na Turma de Câmaras Criminais Reunidas.

O desembargador Orlando Perri é o presidente da Turma. Ainda fazem parte os desembargadores Paulo da Cunha, Juvenal Pereira da Silva, Alberto Ferreira de Souza, Marcos Machado, Pedro Sakamoto, Maria Aparecida Ribeiro, Gilberto Giraldelli e Rondon Bassil Dower Filho – este último é o relator da denúncia contra Maluf.

O parlamentar é acusado de ser um dos líderes do esquema montado no início da gestão Pedro Taques (PSDB) para desviar recursos da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). O objetivo seria recuperar recursos irregulares investidos em caixa 2 por um grupo de empresários ligados à campanha tucana em 2014.

Para o MPE, que ofereceu a denúncia por meio do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), Maluf teria liderança similar à do empresário Alan Malouf, condenado na ação que tramitou na 7ª Vara Criminal de Cuiabá. O empresário fechou acordo de colaboração premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

  Maluf é acusado de ser beneficiário direto de parcela da propina arrecadada, além de se valer das influências políticas proporcionadas pelo cargo para promover as articulações necessárias para o desenvolvimento dos esquemas criminosos voltados para solicitação e recebimento de propinas. O parlamentar nega qualquer participação no esquema.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Mauro Sergio | Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 17h33
    0
    0

    Mauro Sergio , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Rodrigo Falantine | Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 13h02
    5
    4

    ..mas a reputação é ilibada né?! Aposto que agora o cidadão vai querer jogar que isso tudo é culpa da sua disputa para o cargo no TCE.

Matéria(s) relacionada(s):

Maluf reforça gestão eficaz do TCE-MT

guilherme maluf curtinha   O novo conselheiro Guilherme Maluf participou nesta quinta da abertura do programa de capacitação do TCE, Gestão Eficaz, representando o presidente Domingo Neto. Fez um extenso elogio ao programa que considerou ser o maior sucesso do Tribunal, por orientar os gestores a obter maior eficiência,...

MTI, extinção, pressão e cargos DAS

Servidores da MTI (antigo Cepromat) demonstram, na prática, serem os mais organizados no movimento contra a extinção de empresas no Estado. Monitoram de perto os passos do Governo Mauro. Uns resistem, à proposta de acabar com a empresa, como se estivessem numa guerra. Outros concordam com o fim da empresa. O fato é que 172 ja aderiram ao PDV, o que projeta uma redução de 42% na folha salarial. A empresa, em nota, assegura que ainda não...

Selma, artifícios de ontem e de hoje

selma arruda curtinha   Tida como “Sérgio Moro de saias” e juíza linha dura, a senadora Selma Arruda (PSL) sempre foi incisiva contra políticos julgados por ela na 7ª Vara Criminal. Agora, no banco dos réus no TRE-MT, usa o mesmo trunfo tão criticado. À época com o poder da caneta,...

Condenados por "brincar" com giroflex

valdecio_domaquino_curtinha   Agentes públicos parecem não ter noção da responsabilidade e compromisso que têm com a sociedade. Em Dom Aquino, o prefeito Valdécio da Costa (PSDB) e o vereador Fabrício Ribeiro (SD) foram condenados por retirar o giroflex de uma ambulância para colocar em um carro...

Ex-prefeito ganha salário de R$ 6,4 mil

nininho curtinhas   O agricultor e ex-prefeito de Tapurah, Milton Geller, irmão do ex-ministro e federal Neri, virou assessor parlamentar do estadual Nininho (foto). Ganha, em cargo comissionado na AL, R$ 6,4 mil. Cargo como esse nem sempre exige do nomeado o cumprimento do horário de expediente. No fundo, Nininho, que tem base...

Mauro decreta primeiras promoções

Prestes a fechar três meses de mandato, o governador Mauro Mendes assina as primeiras promoções na carreira militar. O oficial bombeiro, tenente-coronel Hector Péricles de Castro, recebeu promoção para a mais alta patente por "requerimento". Isso quer dizer que ele será transferido para a reserva remunerada, com vencimento acima de R$ 30 mil, a partir de 12 de abril. Também já ganhou promoção à patente de coronel...

Sinfra e o emergencial do transporte

luiz henrique curtinha   O conselheiro interino do TCE Luiz Henrique Lima (foto) deu 4 dias para o secretário de Logística e Infraestrutura do Estado, Marcelo Padeiro, se explicar sobre questionamentos levantados a respeito do chamamento público para fazer contrato emergencial para exploração do serviço...

5 vereadores por trás de manifestação

felipe wellaton curtinha   Cinco vereadores de oposição estão instigando um pequeno grupo que se apresenta como motoristas dos aplicativos de transporte de passageiros Uber e 99 Pop a fazer manifestação contra a prefeitura por causa da taxação do serviço na Capital, como o ato desta...

TJ posterga escolha de desembargador

Desembargador Carlos Alberto Curtinha   O TJ está postergando o preenchimento da vaga deixada pela desembargadora Cleuci Terezinha Chagas, em janeiro. Inicialmente havia a previsão de que ocorresse neste mês, mas ficou para os próximos meses. O presidente Carlos Alberto (foto) aguarda abertura de orçamento para...