Judiciário

Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019, 13h:39 | Atualizado: 15/11/2019, 13h:55

Judiciário

Ministro defende melhor sistema judicial para conter "aprisionamento em massa"

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes defende o aperfeiçoamento do sistema judiciário brasileiro para tornar a Justiça mais ágil e evitar o que chama de  “aprisionamento em massa”. Em sua opinião, a atual realidade  superlota os presídios, sem conter a criminalidade.     

Nelson Jr

Gilmar Mendes

Ministro Gilmar Mendes avalia que  a atual realidade superlota os presídios, sem conter a criminalidade  no Brasil

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) informa que no Brasil existem pelo menos 812 mil presos. Deste total, 41,5% não têm condenação. O cálculo inclui apenados nos regimes fechado, semiaberto e os que cumprem pena em abrigos. Em Mato Grosso, o número chega a 12,5 mil. 

Como exemplo positivo, Gilmar cita recente recomendação do CNJ para otimizar o tribunal do júri, que julga crimes dolosos contra a vida.  Ocorre que 30% dos casos prescrevem sem julgamento. Por isso, uma série de medidas devem ser adotadas para agilizar o julgamento desses processos o que inclui utilização de videoconferências e realização de mutirões.

  “Até os 14 anos, eu morei em Diamantino e nossa diversão era assistir o júri. Diamantino tinha 240 km²e a Comarca uns 500 mil km². Era metade do Estado, quase. É uma tarefa difícil fazer júri. Você tem que juntar 21 jurados, selecionados, que ficam enclausurados, que suspendem suas vidas e ficam à disposição. Todo dia é sorteado um grupo. Fulano gosta de condenar e os advogados rejeitam. Precisa de juiz, promotor, defensor. É um aparato enorme. A gente retarda muito os julgamentos. É preciso melhorar esse sistema e dinamizá-lo”, defendeu o ministro do STF durante visita a Cuiabá.

Outra medida necessária, segundo o ministromato-grossense, é a redução das férias de magistrados e membros do Ministério Público de 60 dias para 30 dias. Ele afirma que haveria mais agilidade sem aumento significativo nas despesas.

Com a crise fiscal que passa o país, precisamos fazer uma autocrítica e pescar no aquário

Gilmar Mendes

“Eu defendo a redução para 30 dias. Só com essa medida, ganharíamos muita mão de obra sem contratar ninguém. Com a crise fiscal que passa o país, precisamos fazer uma autocrítica e pescar no aquário. Com os recursos que nós temos, precisamos tentar melhorar o sistema”, completou.

Entretanto, Gilmar pondera que nem tudo é negativo. A introdução da audiência de custódia, em  sua avaliação, pode ser considerada uma das boas iniciativas doPoderJudiciário para resolver a crise do sistema prisional brasileiro.

 “Alguém é preso e a gente apresenta ao juiz para confirmar o flagrante, a prisão provisória ou mandar  para casa com  alguma medida  alternativa  para evitar  o   aprisionamento em massa. E eu falo com a experiência de quem já viu  presos que furtaram  pão, goiabada, bambolê e  fita crepe.   Sou um dos poucos ministros que já andaram em presídios verificando essa realidade e achamos alguém preso provisoriamente há 11 anos em Vitória. Descobrimos em Fortaleza um preso provisoriamente há 14 anos”, concluiu o ministro.

O ministro ainda ressalta o HC coletivo concedido pelo Supremo para presas grávidas ou mães de crianças. Para o ministro, é preciso investir na ressocialização como forma de diminuir os índices de reincidência.  

“Fui eu, como presidente do CNJ, que lancei o programa Começar de Novo. Tenho quatro egressos do sistema prisional trabalhando comigo. Eu acredito nesse tipo de coisa. A contratação dos egressos tem efeito simbólico”.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • alexandre | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 11h46
    11
    0

    Foi ironia, se o judiciario e sistema prisional , não funcionam, solta todo mundo e viva o caos, até que a violência atinja um graúdo do alto escalão..no mundo perfeito do STF, eles preferem a politica do desencarceiramento, por isso, tem gente solta, com 10 mortes nas costas...

  • naldo | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 11h16
    0
    10

    Este Alexandre é mesmo um idiota!

  • Heloisa | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 09h52
    3
    5

    Realmente tem tanto bandido que não há cadeia que dê conta. Já pensou o tamanho da dinheirama para manter a bandidagem trancafiada?

  • alexandre | Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019, 14h29
    5
    4

    Vamos soltar todos os bandidos, se o sistema é lento

Matéria(s) relacionada(s):

Título de Cidadã para senadora goiana

janaina riva 400 curtinha   A Assembleia fará sessão solene nestes últimos dias de 2019 para prestar homenagem a várias personalidades de diferentes segmentos e profissões. Uma das que serão condecoradas com o Título de Cidadã Mato-Grossense é a goiana Kátia Regina de Abreu,...

Francis sem os vereadores do partido

cesare 400 curtinha vereador caceres   A administração Francis Maris em Cáceres se tornou tão emblemática que perdeu apoio dos dois únicos vereadores do seu partido, o PSDB, na Câmara Municipal. Os tucanos Valdeniria Dutra e Claudio Henrique integram hoje o bloco de oposição ao prefeito,...

Gilberto prestigia sobrinho na Câmara

marcelo oliveira 400 curtinha   Depois de 11 meses sem pisar os pés na Câmara Municipal de Cuiabá, o vereador licenciado Gilberto Figueiredo, secretário estadual de Saúde e um dos pré-candidatos a prefeito do grupo do governador Mauro, apareceu neste sábado na sede do Legislativo, no ato que marcou a...

Suplente que terá 2 anos de mandato

adilton da levante 400 curtinha   Derrotado à reeleição em 2016, Adilson da Levante (foto) reassumiu cadeira de vereador pela Capital desde janeiro deste ano e deve prosseguir no cargo até o final do mandato, em dezembro de 2020. É que o titular Gilberto Figueiredo, que se elegeu pelo PSB e vai migrar para o DEM,...

PSDB veta Taques e vai priorizar Leitão

paulo borges 400 curtinha   O comando regional do PSDB não vai dar chance para Pedro Taques, caso este ensaie concorrer ao Senado com a provável suplementar, já no início de 2020 com a iminente cassação do mandato de Selma. Embora tenha dito que hoje se dedica à advocacia e à vida de professor...

Histórico de não que depois vira sim

blairo maggi 400 curtinha   Mesmo Blairo Maggi (PP) falando para todos que não será candidato ao Senado, na eleição suplementar de 2020 com a provável cassação de Selma, ninguém acredita. Nem aqueles que fazem parte dos grupos criados pelo próprio ex-governador e ex-senador. Em outros...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.