Judiciário

Sexta-Feira, 31 de Julho de 2020, 09h:14 | Atualizado: 01/08/2020, 10h:19

Sinop

Moraes determina bloqueio de contas em redes sociais; ativista de MT está na lista

O ministro do Supremo Alexandre de Moraes determinou também o bloqueio de contas em redes sociais de 16 apoiadores do presidente Jair Bolsonaro no exterior. Na lista está o influenciador mato-grossense de extrema-direita  Marcelo Stachin que é suspeito de ter ligação com suposta associação criminosa no chamado "Gabinete do Ódio" que dissemina notícias falsas e promove ataque ofensivos a autoridades. Stachin é pré-candidato a prefeito de Sinop.

Reprodução/Facebook

Marcelo Stachin

Ativista Marcelo Stachin de Sinop estána lista de pessoas que STF determinou novo bloqueio de contas no Twitter. Todos são investigados em inquérito

Na prática, a determinação ampliou o alcance da decisão que já havia tirado do ar as contas dos investigados em inquérito no STF. A nova determinação foi necessária porque os atingidos pela decisão tentaram driblar a ordem. Para tanto, mudaram, por exemplo, as configurações de localização para outros países. Assim, conseguiram continuar postando. Já outros optaram por utilizar perfis alternativos.

Diante da situação, o ministro entendeu que a sua decisão foi cumprida apenas parcialmente e determinou que a exclusão ocorra independentemente do acesso a essas postagens se dar por qualquer meio ou qualquer IP, seja no Brasil ou fora do país.

O Twitter divulgou uma nota na qual informou que bloqueou as contas. “O Twitter bloqueou as contas para atender a uma ordem judicial proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF). Embora não caiba ao Twitter defender a legalidade do conteúdo postado ou a conduta das pessoas impactadas pela referida ordem, a empresa considera a determinação desproporcional sob a ótica do regime de liberdade de expressão vigente no Brasil e, por isso, irá recorrer da decisão de bloqueio",disse.

Hoje (31) em postagem no Instagram, ela menciona o ministro como possível algoz do blogueiro Allan dos Santos, um dos atingidos pela decisão. “O jornalista Allan dos Santos, do canal Terça Livre, saiu do país por medo a ataques contra a sua vida e sua família e denuncia o golpe contra o Presidente Jair Bolsonaro. Se alguma coisa acontecer a ele e seus familiares com certeza, segundo ele, partiu da embaixada da China, da embaixa da Coréia do Norte, do Kakay, do Alexandre de Moraes ou do Barroso (Luís)”, diz o post publicado junto com um vídeo do blogueiro.

Caso

O bloqueio é fruto de decisão de maio, quando Moraes determinou o bloqueio destes mesmos perfis e autorizou a Polícia Federal deflagrar uma operação para cumprir mandados de busca e apreensão contra os 16 investigados em Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro e outros dois estados. Morador no Sinop (500 km de Cuiabá), Marcelo foi um dos alvos por se manifestar com frequência contra o STF - o único mato-grossense da lista. (Com informações do G1)

Com nova decisão, foram bloqueados os perfis de:

  • Roberto Jefferson, ex-deputado e presidente nacional do PTB
  • Luciano Hang, empresário
  • Edgard Corona, empresário
  • Otávio Fakhoury, empresário
  • Edson Salomão, assessor do deputado estadual de São Paulo Douglas Garcia
  • Rodrigo Barbosa Ribeiro, assessor do deputado estadual de São Paulo Douglas Garcia
  • Bernardo Küster, blogueiro
  • Allan dos Santos, blogueiro
  • Winston Rodrigues Lima, militar da reserva
  • Reynaldo Bianchi Júnior, humorista
  • Enzo Leonardo Momenti, youtuber
  • Marcos Dominguez Bellizia, porta-voz do movimento Nas Ruas
  • Sara Giromini
  • Eduardo Fabris Portella
  • Marcelo Stachin
  • Rafael Moreno

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Olgário | Domingo, 02 de Agosto de 2020, 15h55
    0
    1

    Parabéns, ministro! Está mais do que na hora de neutralizar esses disseminadores do ódio. Estes marginais precisam entender que liberdade de expressão é algo bem diferente de espalhar fake news.

Túlio, inabilidade política e frustração

tulio fontes 400 curtinha   Túlio Fontes (foto), que ainda faz mistério sobre disputa à sucessão em Cáceres, ficará mesmo fora do embate das urnas. Ex-prefeito e derrotado duas vezes para deputado estadual, ele não moveu uma palha para fortalecer o seu nanico PV. Conclusão: o partido só...

Pátio, vice, o MDB e ex-secretário

adonias fernandes 400 curtinha   Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio não desistiu de vez do seu antigo partido, o MDB, no qual militou por mais de duas décadas. Embora em rota de colisão com alguns líderes emedebistas, Pátio ainda tem bom contato com o ex-padrinho político, o...

Prefeito de Sapezal e aditivo com 15%

valdecir casagrande 400 curtinha sapezal prefeito   O prefeito de Sapezal, Valcir Casagrande (foto), autorizou o quarto aditivo de um contrato sem licitação, firmado em 2019 entre o município e a Casa de Saúde Santa Marcelina. Chamam atenção o valor e o aumento. A continuidade do atendimento aos...

Partidos acirram disputa a vice de Léo

leonardo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito emedebista Léo Bortolin (foto), um dos mais bem avaliados gestores mato-grossenses, convive com uma disputa acirrada de pretendentes ao cargo de vice-prefeito de sua chapa. A corrida por novo mandato está tão confortável que Léo praticamente não tem...

MDB e PRB devem se juntar em ROO

luizao 400 curtinha   Ao menos dois blocos de oposição em Rondonópolis estão levando a sério a observação do ex-governador e ex-senador Blairo Maggi, para quem Zé do Pátio ganharia a reeleição numa boa se o município tiver várias candidaturas. Ou seja, quanto...

Parlamentares numa disputa cômoda

thiago silva 400 curtinha   Parlamentares que estão se aventurando na disputa a prefeito nada têm a perder. Não precisam nem se afastar dos mandatos para concorrer ao pleito. Em caso de derrota nas urnas de novembro, continuam com suas cadeiras garantidas até 2022 (situação de estadual e federal) e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.