Judiciário

Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2021, 10h:26 | Atualizado: 27/01/2021, 11h:22

REGRAS DA PANDEMIA

MP abre inquérito contra prefeitura e Assembleia de Deus por aglomeração

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou inquérito civil para apurar responsabilidades em possível aumento do risco de contágio pela Covid-19 em razão da aglomeração no funeral do pastor Sebastião Rodrigues de Souza, em julho do ano passado. Segundo o órgão, pode ter havido lesão ao direito à saúde da coletividade em razão do grande número de pessoas reunidas.

cortejo pastor sebasti�o

Cortejo do pastor Sebastião Rodrigues de Souza reuniu mais de 5 mil pessoas em Cuiabá

O funeral aconteceu em 8 de julho e reuniu mais de 5 mil pessoas, em pleno período de avanço da pandemia. Na época, a Justiça chegou a aplicar multa, a pedido do MPE, ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e ao secretário de Ordem Pública, Leovaldo Sales, em R$ 100 mil por omissão ao permitir a aglomeração no funeral.

Em 18 de janeiro, o promotor de Justiça Alexandre Matos Guedes instaurou o inquérito e incluiu a Prefeitura de Cuiabá e a Assembleia de Deus como “requeridos”. Guedes determinou que seja feita audiência de conciliação antes de propor nova ação. “A instauração do presente se embasa em reclamação encaminhada a esta Promotoria de Justiça”, destaca no documento.

“Desta forma, as irregularidades acima destacadas representam potenciais prejuízos à coletividade, sendo que as mesmas podem configurar, eventualmente, lesão ao direito fundamental à saúde (na forma do art. 196 da CF), além de ofensa ao dever que possui a administração direta e indireta de obedecer aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, na forma do art. 37 caput da Carta Magna, ensejando portanto, a apuração dos fatos e a propositura de medidas eventualmente necessárias à solução de qualquer problema constatado”, registrou.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Resposta a João Jorge | Quinta-Feira, 28 de Janeiro de 2021, 10h54
    1
    0

    Ué, o Bolsonaro não tinha acabado com a corrupção no Brasil?

  • Joao Jorge | Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2021, 18h54
    2
    4

    Palhaçda....tanta gente roubando no governo e na prefeitura, e o MP preocupado com o enterro de um pastor

  • Zeca | Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2021, 11h49
    5
    1

    Pela quantidade de dirigentes e fiéis das igrejas evangélicas mortos pelo COVID-19 em MT, nota-se que essas pessoas não estão seguindo as recomendações para evitar o contágio da doença. Concordo com Roberto Ferreira, o MP deve investigar e caso haja, punir os responsáveis.

  • ROBERTO FERREIRA | Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2021, 10h53
    8
    1

    TENHO VARIOS CONHECIDOS QUE SAO DE IGREJAS EVANGELICAS QUE SE CONTAMINARAM E ATE PERDERAM FAMILIARES INDO AOS CULTOS , OS PASTORES POR SUA VEZ DIZEM QUE QUEM FICA DOENTE É POR FALTA DE DEUS, CABE AO MP AVERIGUAR QUE REALMENTE SAO OS CULPADOS DESTA NOVA FORMA DE CONTAMINACAO DO COVID19. A AGLOMERACAO SANTA.

Extremista vai ter que se explicar na PF

Marcelo Stachin 400   O barulhento militante de extrema-direita Marcelo Stachin (foto) tem perdido o palco desde que teve um pífio desempenho nas urnas e acabou com apenas 0,8% dos votos para prefeito de Sinop. Em sua busca incessante por aparecer, o bolsonarista, que é investigado pelo STF por espalhar fake news, decidiu ironizar e...

Prefeitos, MPE e afastamento do cargo

jose antonio borges 400 Prefeitos de MT que descumprirem as diretrizes do decreto estadual que impôs o toque de recolher em todo o território podem até mesmo ser afastados do cargo. O alerta é do procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira (foto), e reforçada pelo procurador Domingos...

Prefeito se rebela e é enquadrado

vander masson 400 curtinha O prefeito de Tangará da Serra Vander Masson (foto), do PSDB, bem que quis ser rebelde, mas acabou enquadrado pelo MPE. Vander fez um decreto mais ameno que o do governo do Estado, impondo toque de recolher a partir das 23h, mas teve de recuar após ser notificado pelo MPE. Nas redes sociais, para evitar desgaste com...

AL realiza lockdown de faz de contas

Funcionários da AL se mostram revoltados com o lockdown de “faz de contas” promovido por deputados. Isso porque, apesar de estar com as portas fechadas, funcionários estariam sendo obrigados a ir trabalhar e entrando por outras portas. Atendem parlamentares que preferem trabalhar presencialmente. Pelo menos 36 funcionários estariam infectados e os servidores temem que mais pessoas sejam contaminadas pelo coronavírus. O pânico ficou ainda maior...

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...