Judiciário

Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 15h:44 | Atualizado: 06/09/2019, 15h:49

AFRONTA A LICITAÇÕES

MPE quer anular lei que prevê pagamento de dívidas com obras e serviços em VG

Rodinei Crescêncio

Jos� Ant�nio Borges

Chefe do MPE, José Antônio Borges, afirma que lei aprovada pela Câmara é inconstitucional

O Ministério Público Estadual (MPE) acionou a Câmara Municipal e a Prefeitura de Várzea Grande para suspender, e depois anular, uma lei que permite a empresas e cidadãos pagarem dívidas tributárias com obras e serviços. A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) é movida em relação à Lei Complementar nº 4.472, sancionada em 25 de junho deste ano.

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, cita na ação que dívidas tributárias da Ginco Empreendimentos Imobiliários Ltda. teriam sido acertadas para recebimento pela prefeitura por meio da revitalização do Parque Berneck e da Orla da Alameda Julio Muller.

Apenas a obra do parque está estimada em mais de R$ 10 milhões. A negociação, feita com base na nova lei, não deixaria “dúvidas acerca da imediata aplicação da regra inconstitucional incluída no Código Tributário Municipal de Várzea Grande e que é alvo desta ação”, justificando o pedido de suspensão imediata. A ação foi distribuída ao desembargador Paulo da Cunha, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça.

Pela lei publicada em VG, aquele que tiver obrigação tributária com o município inscrita em dívida ativa pode oferecer “bens, obras e/ou serviços, como dação em pagamento, que somente poderão ser aceitos como quitação de débito, após análise e declaração de interesse público”.

Pelo Código Tributário Nacional, apenas doações de imóveis podem ser feitas para pagamento de dívidas tributárias, mediante declaração de interesse público no bem. O MPE afirma que a competência de legislar para criar uma nova modalidade no pagamento de obrigação da dívida ativa seria apenas da União, e não do município.

Ao aprovar a lei, a Câmara teria ainda ofendido a regra de processo licitatório, criando uma brecha para contratação de obras e serviços sem que haja concorrência pública.

“Vale ressaltar, ainda, que ao prever o pagamento de débitos tributários mediante dação em pagamento de bens, obras e/ou serviços, afronta-se regra de processo licitatório para a aquisição de materiais, obras e serviços pela Administração Pública, consoante regra do art. 129, inciso X, da Constituição Estadual e art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal”, diz o MPE.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Muitos cuiabanos votam em Chapada

thelma de oliveira 400 curtinha   A ex-deputada federal Thelma de Oliveira (PSDB), que em 2016 transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para Chapada dos Guimaráes, já está trabalhando nos bastidores o projeto de reeleição. E, agindo nos bastidores e de forma estratégica, ela conseguiu um...

Câmara cassará 4º eleito em 11 anos

ricardo saad 400   O emblemático e inconsequente Abílio Júnior (PSC) caminha para entrar para os anais da Câmara de Cuiabá como o quarto vereador a ter o mandato cassado nos últimos 11 anos. Parecer da Comissão de Ética, sob relatoria de Ricardo Saad (foto), é pela perda da cadeira...

Apto, ex-prefeito vai disputar Chapada

gilberto mello 400 curtinha   O ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto de Mello (foto), contesta registro no Curtinhas, citando que ele estaria inelegível por responder a alguns processos e ter amargado condenações pela Justiça - saiba mais aqui. Filiado ao PL e disposto a ir à...

PT-Cuiabá sugere disputa ao Senado

bob pt 400 curtinha   Em resolução do diretório de Cuiabá, aprovada nesta quinta após discussões ampliadas, o PT municipal, presidido por Bob Almeida (foto), decidiu recomendar à Executiva Estadual o projeto de candidatura própria ao Senado. O documento dispara críticas tanto ao Governo...

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

Vereadores, Tapurah, reajuste e férias

odair tapurah vereador curtinha 400   Em Tapurah, no Nortão, com menos de 15 mil habitantes, seus nove vereadores iniciam o 2020 com salário reajustado em 4,48%, seguindo a tabela do INPC. Mesmo ainda em férias, eles vão receber já na folha de janeiro R$ 5,8 mil cada. No caso do presidente Odair César Nunes...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.