Judiciário

Sexta-Feira, 07 de Maio de 2010, 19h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

INVESTIGAÇÃO

MPE questiona trancamento de inquérito sobre morte de militar

   O Ministério Público Estadual (MPE) questiona a competência da Justiça Militar para julgar pedido de habeas corpus que prevê o trancamento do inquérito policial instaurado para apurar a morte trágica de um militar na região de Manso. O soldado alagoano da Força Nacional de Segurança, Abinoão Soares de Oliveira (34) morreu durante um treinamento no último dia 24.

   O habeas corpus foi impetrado pelo defensor público Ademar Monteiro da Silva a pedido dos oficiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) - Dulcézio Barros Oliveira, Carlos Evane Augusto, Moris Fidélis Pereira, Antônio de Abreu Filho, Lúcio Eli Moraes, Vanderson Alvarenga e Saulo Ramos Rodrigues. Eles ministravam o treinamento que resultou na morte de Abinoão e sustentam que o inquérito deve ficar sob a responsabilidade da Justiça Militar.

   O MPE entende que o julgamento do habeas corpus cabe à Justiça Comum. A avaliação é do titular da 13ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá, Vinícius Gahyva Martins. Ele salientou que as investigações ainda não estão recentes e que, portanto, não se pode afirmar o que de fato causou a morte do soldado alagoano. Acrescentou que as informações prestadas pela delegada de polícia Ana Cristina Feldner, que atua no caso, é de que o referido curso foi ministrado com apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas, instituído como unidade autônoma aos demais órgãos da segurança pública. “Não se pode afirmar, de maneira categórica, a ocorrência apenas de crimes e transgressões disciplinares militares, já que o curso é ministrado por instrutores militares e civis, e dirigido a alunos militares e civis”, pontuou o promotor.

   O representante do MPE estranha o fato da Defensoria Pública querer trancar o inquérito. Segundo o MPE, “a defensoria utiliza-se de instrumento constitucional para a tutela de interesses de oficiais e graduados da Polícia Militar, objetivando o trancamento de atividade investigatória de órgão do Poder Executivo voltada para o pleno esclarecimento dos fatos”.

   O caso

   Após o treinamento de resgate e salvamento aquático do 4º Curso de Tripulante Operacional Multimissão (TOM-M), realizado em 24 de abril, em um clube de golfe na estrada do lago do Manso, o soldado alagoano Abinoão Soares de Oliveira sofreu asfixia mecânica. Ele recebeu atendimento de primeiros socorros pela equipe do Corpo de Bombeiros e Samu. Em seguida, foi levado pelo helicóptero do Ciopaer ao Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, mas não resistiu e morreu. No mesmo dia, outros três alunos passaram mal e foram internados.

   Após o incidente, foram instaurados dois inquéritos, sendo um militar, presidido pelo tenente-coronel PM Jadir da Costa Metello, e um civil, chefiado pela delegada Ana Cristina Feldner, do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) do bairro Verdão. As investigações geram polêmica. Há questionamentos sobre a segurança do treinamento, bem como dos procedimentos para socorro do militar. O próprio secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado, chegou a admitir que, se houve morte, é porque houve excessos.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • ASMC | Terça-Feira, 25 de Maio de 2010, 22h10
    0
    0

    Olá boa noite a todos esse crime do militar Abinoão soares ñ sera mas um engavetado,todos da familia vão trabalhar ate as ultimas para que todos eles paguem,pode ser sobrinho ou filho do papa,vão pagar do mesmo geito,mexeram com pessoas de bem,mas que ñ deixará inpuni essa morte,tenha certeza que tudo sera exclerecido e eu irei ate cuiaba,precensiar a eliminação desses culpados.

  • Jorge Fernandes | Segunda-Feira, 17 de Maio de 2010, 12h13
    0
    0

    Bom dia somente a titulo de esclarecimento respeito do encarregado do Inquerito POlicial Militar (IPM), o mesmo é o Ten Cel PM Otomar (comandante da Academia da PM)e não o Ten Cel PM Costa, parente do Major lá do bombeiro, porém o TC Otomar é mais moderno que o TC Costa. Fica aqui o registro.

  • paulo | Terça-Feira, 11 de Maio de 2010, 13h34
    0
    0

    ROMILSON SERA QUE NINGUEM SE PERGUNTOU PORQUE O CEL JADIR E ENCARREGADO DO INQUERITO SENDO QUE O MAJ RESPONSAVEL PELA INSTRUÇAO NO MANSO ERA O SR MAJ METELLO DO CIOPAER.PROCURA AI E VE SE TO MENTINDO, TAO QUERENDO ABAVAR O CASO SERA QUE TIO VAI PUNI O SOBRINHO? BUSCA ESSA INFORMAÇAO E CONFIRMA EU SEI E POSSO AFIRMAR ISSO. MAJ METELLO ERA O RESPONSAVEL PELA ISNTRUÇAO

  • De Olho | Terça-Feira, 11 de Maio de 2010, 08h16
    0
    0

    De Olho, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • MEIRE | Segunda-Feira, 10 de Maio de 2010, 08h09
    0
    0

    Todos sabem dos excessos cometidos nesses cursos da PM.Os soldados sao espancados humilhados, etc...tudo isso com a conivencia e participaçao direta dos oficiais.Tem que ser apurado e o responsavel punido

  • Nelson Bonfim | Sábado, 08 de Maio de 2010, 17h31
    0
    0

    Emerson, o MPE questiona o trancamento do IP, por que sabem que nenhum Oficial foi punido com as mortes dos Cadetes na APM. tUDO INDICA QUE ESTE TAMBEM NÃO VAI DAR EM NADA, ORA, O ENCARREGADO DO IPM É TIO DO ACUSADO, SÓ NA PM DE MT MESMO QUE ACONTECE ISSO.

  • Emerson Marques | Sábado, 08 de Maio de 2010, 11h12
    0
    0

    Caro Romildo. Em relaçao a materia que o MP questiona o trancamento do Inq Policial, o comentário que fiz, em momento algun produz ofensa, acusaçoes sem provas ou coisas semelhantes. Penso que a liberdade de expressao é principio basico fundamental no Estado Democratico de Direito. Nao vejo o porque de Vossa Senhoria nao o ter publicado. No mais com frequencia tenho feito comentário neste Site, e, concordo que as vezes os comentários saem meio apimentados mesmo, porem sem ofender a dignidade de ninguem. Porem, desta vez, me causa estranheza nao o te-lo publicado. Quero lhe garantir que meu nome e verdadeiro, nao utilizo do anomimato para ofender denegrir ou mesmo acusar a nemhuma autoridade constituida ou qualquer pessoa que seja, da mais humilde a mais elevada. Att. Emerson Marques.

  • Emerson Marques | Sexta-Feira, 07 de Maio de 2010, 20h17
    0
    0

    Emerson Marques, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Fernanda em almoço com Bolsonaro

fernanda 400 bolsonaro curtinh   A coronel Fernanda, candidata à senadora pelo Patriota, almoçou com Bolsonaro nesta sexta, em uma fazenda, em Sorriso. A militar foi a única que teve o apoio declarado do presidente na eleição suplementar ao Senado que acontece em 15 de novembro. Mais cedo, por volta das...

Prefeita cobra duplicação e ferrovia

rosana_curtinha   A prefeita de Sinop Rosana Martinelli aproveitou a visita do presidente Jair Bolsonaro na Capital do Nortão para cobrar uma solução para a duplicação da BR-163, sob concessão, e também pediu empenho na Ferrogrão e a implementação de porto seco na cidade. O...

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

Coordenador quer mostrar obras de EP

vanderlucio curtinha   Coordenador da campanha de Emanuel Pinheiro à reeleição, Vanderlúcio Rodrigues (foto) garante que o grupo vai focar na divulgação de propostas e não fará ataques pessoais aos 7 adversários. O ex-secretário de Obras Públicas avalia que o grupo...

Tucano ainda com sequelas da Covid

ricardo saad curtinha 400   O vereador cuiabano e presidente do PSDB na Capital, Ricardo Saad (foto), segue na luta para reverter as sequelas deixadas pela Covid-19. Mesmo Dois meses após ser infectado, diz que 53% do seu pulmão ainda está comprometido e que, por isso, sente muita falta de ar. Candidato à...

Tentando golpe político em Tangará

amauri 400 curtinha   O deputado estadual Paulo Araújo (PP) sofreu uma tentativa de golpe vinda de uma pessoa em quem ele confiava totalmente, o seu ex-assessor Amauri Paulo Cervo (foto). Até há poucos dias, Amauri estava lotado no gabinete do deputado, na AL, quando se licenciou com intenção de concorrer...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.