Judiciário

Terça-Feira, 03 de Junho de 2014, 17h:30 | Atualizado: 03/06/2014, 17h:40

Operação

MPF cria força-tarefa para auxiliar as investigações da Ararath no Estado

Divulgação

Rodrigo Janot

 Rodrigo Janot, procurador-geral da República, está conduzindo Operação Ararath 

O  Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) aprovou por unanimidade , nesta terça-feira (03)  a proposta de criação de uma força-tarefa em Mato Grosso para atuar na investigação da Operação Ararath. A proposta de criação foi feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com objetivo de auxiliar e reforçar o trabalho realizado pelas procuradoras da República no Estado, designadas para o caso. O prazo inicial para desenvolvimento das atividades é de 30 dias. 

Foram designados para atuar com dedicação exclusiva na força-tarefa o procurador regional da República Gustavo Pessanha Veloso, da Procuradoria da República da 1ª Região (PRR1)  e os procuradores da República Rodrigo Leite Prado, da Procuradoria da República em Minas Gerais e Ronaldo Pinheiro Queiroz, da Procuradoria da República no Rio Grande do Norte. Com a exclusividade,  eles ficarão    30 dias afastados de suas funções nas unidades de origem. Ao final do prazo inicial, o Conselho Superior decidirá se haverá prorrogação da duração dos trabalhos e da dedicação exclusiva dos integrantes. 

O objetivo da força-tarefa é possibilitar que os membros do MPF cumpram o dever institucional de combate à corrupção e defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais. O grupo atuará na análise do material apreendido nas medidas de busca e apreensão. 

 O Supremo Tribunal Federal (STF), ao deferir a execução das medidas de busca e apreensão e prisão realizadas em 20 de maio, atribuiu ao Procuradoria-Geral da República  a responsabilidade pela coordenação, execução e sigilo das investigações. "A condução da operação é de minha única e exclusiva responsabilidade", destacou Janot. 
Ararath

 A Operação Ararath, realizada no dia 20 de maio faz parte da ampla investigação que está em curso desde 2010. O trabalho conjunto das instituições apura oito crimes: lavagem de dinheiro, organização criminosa, gestão fraudulenta de instituição financeira, agir como se instituição financeira fosse, corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica e falsificação de documento público. 

 A investigação é realizada  pela Polícia Federal e por duas unidades do MPF: a Procuradoria Geral da República, sediada em Brasília, que atua perante o STF nos inquéritos relacionados aos investigados que possuem foro  privilegiado  e a Procuradoria da República em Mato Grosso, que atua perante a Justiça Federal nos inquéritos envolvendo pessoas que não são detentoras de cargos públicos que garantam o foro diferenciado. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • ANTONIO | Quarta-Feira, 04 de Junho de 2014, 13h04
    1
    0

    todos nos de mato grosso,, esperamos por justiça e punições aos que cometeram crimes.

  • joão souza | Quarta-Feira, 04 de Junho de 2014, 07h25
    1
    0

    A sociedade cuiabana aguardar a apuração dos fatos e que haja punição aos responsáveis de quem roubou os cofres públicos, em detrimento disso as pessoas estão morrendo nas filas das unidades de saúde. A sociedade não aguenta mais e aguarda justiça da JUSTIÇA.

Secretário terá de explicar contrato

alex vieira 400 curtinha   O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira (foto), tem dois dias para apresentar defesa ao TCE sobre uma representação da empresa F. M Paragas, propriedade de Fernando Marcelo, que apontou supostas irregularidades na contratação, por dispensa de...

Presidente da OAB e péssimo exemplo

leonardo campos 400 curtinha   Continua repercutindo muito mal, inclusive em âmbito nacional, o escândalo em que se envolveu Leonardo Campos, o Léo Capataz (foto), que acabou se afastando da presidência da OAB-MT. Deu um péssimo exemplo à sociedade. Ele foi parar na Delegacia, na semana passada, sob...

3 fortes para prefeito de Rondonópolis

ze do patio 400 curtinha   Apesar da "inflação" de prefeitáveis em Rondonópolis, com quase 10 se colocando como virtuais candidatos a prefeito, a disputa deve ficar acirrada mesmo entre três. Um deles é Zé do Pátio (foto), do Solidariedade. Vai tentar o terceiro mandato não consecutivo e...

Ex-deputada vai à vereadora em VG

zilda pereira 400 curtinha   A ex-deputada estadual Zilda Pereira Leite (foto) permaneceu pouco tempo na base dos Campos em Várzea Grande. Chateada por não ter sido renomeada como secretária de Educação, de cuja pasta havia se afastado por problemas de saúde, Zilda se filiou ao PSB, do pré-candidato...

Breunig destaca aprovação de contas

adriano breunig curtinha 400   O professor Adriano Breunig (foto), ex-adjunto e ex-secretário de Estado de Ciência e Tecnologia no Governo Silval e hoje diretor de Políticas de Desenvolvimento Institucional do IFMT, contesta o registro em Curtinha, apontando-o como candidato reserva e "vulnerável" à...

Borgato não sairá mais de secretaria

nilton borgato 400 curtinha   Nilton Borgato (foto), ex-prefeito de Glória D'Oeste e filiado ao PSD, não sairá mais do comando da secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Dias atrás, ele chegou a ser avisado pelo governador que seria substituído e que iria para o Escritório...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.