Judiciário

Quarta-Feira, 16 de Junho de 2010, 16h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

JUDICIÁRIO

Nancy fala de 14 casos e diz que Stábile era amigo íntimo de Célia

Evandro StábileEduardo Jacob   Ao pedir o afastamento dos juízes Eduardo Jacob e Círio Miotto e dos desembargadores Evandro Stábile de Mato Grosso, a ministra Nancy Andrighi, que preside as investigações, citou 14 casos onde foi identificada a existência de venda de sentenças. Nancy ressaltou a participação de cada um dos quatro magistrados e se deteve um pouco mais no caso de Stábile, presidente afastado do Tribunal Regional Eleitoral. Ela chegou a dizer, inclusive, que o magistrado é amigo “íntimo” da esposa do desembargador aposentado Tadeu Cury, Célia Cury, apontada no inquérito como uma das principais negociadoras de sentenças.

  A ministra detalhou ainda o “caso Alto Paraguai”, ressaltando os indícios de venda de decisão. Durante as investigações, Stábile chegou a ser fotografado numa casa, juntamente com a segunda colocada nas urnas em 2008 Diane Alves (PR). Segundo informações do inquérito, a republicana, com a ajuda do marido e advogado Alcenor Alves de Souza, preso durante a Operação Asafe realizada no mês passado, montou um esquema para negociar uma decisão que a mantivesse no cargo. As interceptações telefônicas e fotografias também comprometem o juiz-membro do TRE afastado Eduardo Jacob. Os dois não aguentaram a pressão popular e solicitaram afastamento do TRE no início do mês.

  Já o juiz Círio Miotto foi flagrado em interceptações telefônicas numa suposta negociação de um habeas corpus que beneficiaria o pecuarista Lóris Dida, acusado de matar o próprio irmão, em 1994, revogando sua prisão preventiva, sob intermédio do advogado Max Weizer. O pagamento teria sido feito à esposa de Miotto, Rosa Maria Zanchet Miotto, que também é acusada de participação no esquema. Na época, o juiz votou pela concessão do habeas corpus, mas não foi seguido pelos vogais, que mantiveram a prisão. Além de Miotto, o desembargador José Luiz de Carvalho também aparece nas interceptações telefônicas, que revelam a existência de uma “vantajoso” esquema envolvendo venda de habeas corpus. Um dos casos citados por Nancy é o “Modestinho”, envolvendo benefícios a Modesto Machado Filho. Na época, Carvalho concedeu a prisão domiciliar a ele, que até então vinha sendo negado pelo Poder Judiciário.

José Luiz Carvalho   Todo o esquema foi monitorado por agentes da PF. O advogado de Modestino é Rodrigo Vieira Komochena, genro de Célia Cury. Ele namora Ziza Cury. As negociações para se buscar o habeas corpus envolveram os servidores do TJ Avelino Tavares Júnior e Rafael Henrique Tavares Tambelini. Atuaram, segundo as investigações, como intermediários da decisão do desembargador. Cláudio Manoel, genro de Célia, entrou como contato dos dois funcionários do TJ. Célia e seu sócio no escritório, advogado Rodrigo Komochena, são os personagens principais. No plantão do domingo de 9 de agosto de 2009, Célia lidera um intenso movimento de bastidores. Era plantão no Tribunal de José Luiz. Ela ingressou com HC em favor de Modestinho, já na madrugada de 10 de agosto.

   Na decisão do STJ desta quarta, apenas o ministro ministro Ari Pargendler foi contra o voto da relatora. De todo modo, trata-se de um fato histórico e inédito. No pedido de afastamento, Nancy fez questão de ressaltar que há indícios fortes sobre a efetiva ocorrência dos fatos gravíssimos e que, por isso, era necessário o afastamento dos quatro, mesmo antes a conclusão do inquérito, que ainda não se transformou em ação penal. Todos os magistrados, que devem ficar provisioramente longe dos cargos, tiveram as casas visitadas por agentes federais no mês passado, durante a Operação Asafe, deflagrada pela Política Pederal. Na época, nove pessoas foram presas.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Mauro | Quinta-Feira, 29 de Março de 2012, 17h15
    0
    0

    Faltou Alessandro Jacarandá, sobrinho-sócio de Célia Cury. Somente Tourinho Neto prá livrar vcs.

  • CARLÃO | Quarta-Feira, 16 de Junho de 2010, 23h01
    0
    0

    kkkkkkkkkkkkkk, a sua casa CAIU Des. Stábile. Ainda vai responder pelos prejuízos causados a uma certa companhia distribuidora de petróleo. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. A cervejaria também kkkkkkkkkkkkkkkk. A fábrica de refrigerante mundialmente conhecida também.... ahahahahahahahaha. É bom junta din din.

  • João Batista de andrade silva | Quarta-Feira, 16 de Junho de 2010, 22h20
    0
    0

    Agora a situação do prefeito de sinop juarez costa complica. pois foi stabili que segurou ate agora e já favoreceu ele com liminar.

  • Marcos Silveira | Quarta-Feira, 16 de Junho de 2010, 20h24
    0
    0

    O RD News divulgou antes que um outro desembargador (Carlos Alberto) também seria julgado. O que houve? Foi absolvido? Quanto aos demais, já vão tarde...Te cuida Perri...

  • jõao grandão | Quarta-Feira, 16 de Junho de 2010, 18h54
    0
    0

    E COMO FICA A CARA DO DESEMBAGADOR CURY ? ALIAS A SUA TESTA ? APOS ESTA AFIRMAÇÃO... KIKIKIKIKIKIKIKI......

  • Pedro | Quarta-Feira, 16 de Junho de 2010, 18h09
    0
    0

    O DIA MAIS FELIZ PARA A POPULAÇÃO DE DIAMANTINO É HOJE, TCHAU PRESIDENTE DO TRE...AINDA TEM MAIS GENTE....LOGO A POLICIA FEDERAL POE AS MÃOS NESSE POVO. O POVO DE DIAMANTINO MERECE RESPEITO....

  • João Carlos | Quarta-Feira, 16 de Junho de 2010, 18h03
    0
    0

    Não tem perigo de cair na mão do tourinho neto ? Digo isso por que essa Célia foi presa na Operação da Policia federal e foi solta com todos os envolvidos em outras investigações.

  • Nancy Arruda | Quarta-Feira, 16 de Junho de 2010, 17h50
    0
    0

    Parabéns pelo limpa parcial no judiciario de MT. Parabéns tambem pelo indiciamento deste dois funcionarios do TJ Dr Avelino Tavares e Dr. Raphael Tavares trabellini, pelo jeito mesma familia ou pai e filho. Chega, basta.

  • Vortex | Quarta-Feira, 16 de Junho de 2010, 17h35
    0
    0

    Isso porque o ex-advogado de Riva havia falado que iria voltar de cabeça erguida. Melhor ser afastado do que ser algemado. Melhor também ficar na dele, quietinho. Faltam apenas mais uns 3 ou 4 para o TJ começar a cheirar melhor.

  • Antonio | Quarta-Feira, 16 de Junho de 2010, 17h07
    0
    0

    Parabenizo ao STJ,em especial ministra Nancy pelo afastamento de Evandro e Jacob.Agora faltam um juiz e um juiz classista para acabar definitavente do esquema do TRE.

Viúva de Adriano disputa em Cáceres

anelise silva 400 curtinha   Anelise Silva (foto), viúva do ex-reitor da Unemat e ex-deputado Adriano Silva, lançou pré-candidatura à prefeita de Cáceres pelo DEM do governador Mauro. Ela enfatiza que sofre a dor da perda e que decidiu entrar no páreo para dar continuidade ao projeto de Adriano de...

Vereador tenta barra compra de cestas

diego guimaraes 400 curtinha   O vereador pela Capital, Diego Guimarães (foto), denunciou junto à Ouvidoria do TCE o que definiu como irregular a aquisição, com dispensa de licitação, de cinco mil cestas básicas de alimentos pela secretaria municipal de Assistência Social e Desenvolvimento...

Apresentador de TV luta contra Covid

alexandre mota 400 curtinha   Alexandre Mota (foto), apresentador desde abril do programa de variedades Balanço Geral, da TV Vila Real de Cuiabá (Record), está internado na UTI do hospital São Mateus. É mais uma vítima diagnosticada com Covid-19. O seu quadro clínico se agravou. O pulmão...

Campanha une as primeiras-damas

virginia mendes 400 curtinha   As primeiras-damas Virginia Mendes (foto) e Michelle Bolsonaro, de MT e do país, respectivamente, têm mantido um relacionamento bem estreito no desenvolvimento de projetos e ações sociais. No final de abril, Michelle postou um elogio e divulgou, na sua conta do Instagram, a campanha de...

Se EP recuar, PV lança Stopa a prefeito

justino malheiros 400 curtinha   O ex-presidente da Câmara de Cuiabá e membro do diretório municipal do PV, vereador Justino Malheiros (foto), disse nesta segunda que o partido estará com o prefeito Emanuel Pinheiro até o último momento, apostando no projeto de reeleição do emedebista. Mas,...

Disputa a prefeito e apoio de Sachetti

 luizao_curtinha400   O empresário Luiz Homem de Carvalho, o Luizão (foto), ex-presidente da CDL de Rondonópolis, está mesmo determinado a encarar, pela primeira vez, o teste das urnas para prefeito. E inicia uma oposição dura à gestão Zé do Pátio, que buscará a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.