Judiciário

Quarta-Feira, 03 de Março de 2010, 12h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Novo presidente evita críticas e prega austeridade e diálogo

Novo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Silvério Gomes   O novo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Silvério Gomes, promete comandar a instituição com austeridade e de forma igualitária, para assim tentar recuperar a imagem desgastada do Judiciário diante da sociedade. Ressaltou, durante coletiva a imprensa, que presidir o TJ será o maior desafio de sua vida e frisou que não fará pagamentos de benefícios do modo como foi feito anteriormente. Apesar de rechaçar o modo como os pagamentos a magistrados foram feitos ele evitou tecer críticas ao ex-presidente Mariano Travassos, condenado à aposentadoria compulsória no último dia 23 pelo CNJ, ao lado de outros 9 magistrados, por desvio de dinheiro.Para o desembargador, cabe ao CNJ e STF fazer esse tipo de julgamento. “Na minha gestão não tem esse tipo de pagamento. Eles serão igualitários”, assegurou Silvério.

  O ex-presidente do Tribunal de Justiça, José Ferreira Leite, os desembargadores José Tadeu Cury e desembargador Mariano Travassos, além dos juízes Marcelo Souza de Barros, Irênio Lima Fernandes, Antônio Horácio da Silva Neto, ex-presidente da Associação de Magistrados do Estado (Amam-MT), Marcos Aurélio dos Reis Ferreira, filho de Ferreira Leite, Juanita Cruz Clait Duarte (filha do ex-presidente do TJ desembargador Wandir Clait Duarte - já falecido), Maria Cristina de Oliveira Simões e Graciema Caravellas foram acusados de participar de um esquema que desviou cerca de R$ 1,5 miçhões do TJ para a maçonaria. “A ranhura realmente é grande, mas o TJ sai unido e vamos trabalhar para erguer o tribunal”, ressaltou o presidente, que não quis tecer comentários sobre a condenação dos magistrados. Se limitou a dizer que a decisão é do CNJ e que foi cumprida.

  Ele lembra que os magistrados podem recorrer e que se o STF acatar o pedido o ex-presidente Mariano Travassos retornará para o cargo. Perguntado se acredita que o retorno do magistrado causaria novo desgaste, ele descorda e afirma que os desembargadores estão unidos e que não existem mais “blocos” dentro do Pleno. Mesmo assim, nos bastidores foi exatamente um destes blocos que o elegeu: o chamado "blocão", grupo de desembargadores ligados ao ex-presidente Paulo Lessa e ao ex-corregedor Orlando Perri, autor das denúncias que culminaram na aposentadoria dos 3 desembargadores e sete juízes. “Isso é uma página virada, não existem mais grupos, mas sim uma relação institucional”, pondera o novo presidente. Silvério fica no cargo de presidente do TJ até março de 2011, quando toma posse a nova diretoria do TJ eleita em outubro deste ano.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Hermes Renato Souza | Quarta-Feira, 03 de Março de 2010, 14h40
    0
    0

    E a maçonaria retoma o controle do judiciário... o Silvério é maçon,´porém não da mesma loja do ferreira...

  • Cezar | Quarta-Feira, 03 de Março de 2010, 13h14
    0
    0

    SE OS APOSENTADOS VOLTAREM A ATIVA, A JUSTIÇA ACABOU EM NOSSO PAÍS.

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...